Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro


 

Porto Velho,  dom,   25/junho/2017     
COLUNISTA: Gessi Taborda

Em Linhas Gerais: mais parece período eleitoral

9/7/2011 00:24:10
taborda@enter-net.com.br
 
  

PARECE PERIODO ELEITORAL

Apesar de não estarmos (ainda) no período eleitoral, é inegável o esforço midiático do lamentável prefeito de Porto Velho em anunciar um festival de promessas e apresentar o máximo de factóides para dar a impressão de que, finalmente, sua (des) administração está saindo da inércia para um período de realizações.

Todos os dias, o batalhão de jornalistas (??) contratados para fazer notícias positivas capazes de reduzir os efeitos dessa tragédia que alguns teimam em chamar de administração, transformam qualquer coisa em “ações” do prefeito, como se ele fosse um supra-sumo e não a figura completamente desgastada perante a opinião pública.



OLHO VIVO

Em quase 8 anos mandando na prefeitura, o petralha acusado pelo deputado Ribamar não conseguiu montar nem uma banda (e muito menos uma sinfônica) decente. E agora, nesse frenesi para derrubar a imagem de “comandante de elefantes brancos”, chega a anunciar até festival de jazz com a chancela da escola de música “Som na Leste” (nome horrível e completamente impróprio), isso depois de pacotes e mais pacotes de “obras” (arre!) para todos os setores da cidade.

É bom a turma que acredita em tudo coloque a barba de molho. Afinal, muitas obras primeiro mandato não foram terminadas. Nem aquelas maquiadas ou do puxadinho. Será diferente agora? Du-vi-d-ó-do! E os grandes projetos vendidos ao eleitorado na primeira campanha e na da reeleição? Devem estar escondidos em alguma gaveta de seu gabinete ou não passavam de arapucas para engrupir eleitores.



TUDO DANTES

Se não ficou tudo como dantes no quartel de Abrantes, ficou pior. Esse é o caso da rodoviária que continua a porcaria de sempre. É as ciclovias, existentes só no campo das idéias. E o anel viário quem nem projeto tem. Promessas do hospital municipal, da guarda municipal, etc, etc, etc. Por que agora seria diferente, quando falta apenas um ano e maio para o fim desse suplício.

Praticamente nada do que foi proposto desde o primeiro mandato desse prefeito existe de forma definitiva. Aliás, a única grande obra apresentada pelo caradurismo dessa gestão foi a tal maternidade municipal – obra praticamente terminada na gestão do saudoso Chiquilito – uma vergonhosa apropriação do sistema petralha.



DINHEIRO ÀS PAMPAS

Este é um período privilegiado para Porto Velho, quando se fala de recursos. Nunca dantes nesse município houve tanto dinheiro disponível para a realização de projetos audaciosos. Esse momento mágico não vai durar muito tempo e se o município continuar comandado por – nas palavras dos deputados Ribamar Araújo e José Hermínio – essa quadrilha, vamos ver que nada vai mudar, a não ser o patrimônio dessa gente que antes de chegar à prefeitura não passavam de um bando de pobretões. Para a população ficará apenas a trágica lembrança de um tempo em que tudo se prometia, em que o importante era fabricar factóides para alimentar uma tresloucada enxurrada de publicidade.



SE A ONDA CHEGAR AQUI

A maior esperança do povo de Porto Velho é que o tsunami contra a corrupção chegue também por aqui. Uma onda de prisões de prefeitos e ex-prefeitos tem assombrado gestores interior afora, e não sem motivo. Afinal, um tipo de esquema considerado bem tradicional, a fraude em licitações é cada vez mais comum para enriquecer ilicitamente os chefes de poder.

O alcaide daqui parece crer na sua blindagem. Em termos de Câmara Municipal ela é um fato. Porém (e sempre tem um porém) o castelo do bambambã da prefeitura pode cair quando investigações bem fundamentadas do Ministério Público Estadual e Federal forem feitas.



RALO DA PUBLICIDADE

Há um certo tipo de corrupção que se tornou banal porque nunca levou à punição de ninguém. É o caso do uso do dinheiro público no sujo esquema da publicidade para coonestar a mídia e sufocar quem faz ou oposição ou age de maneira independente. Assim como em outros órgãos, a publicidade da prefeitura é um sistema tipo “Omertá” escondido numa caixa preta.



CIRCULO VICIOSO

A sofreguidão com a nova passarela das promessas e dos factóides para mudar a imagem de um prefeito que não poderá concorrer a um novo mandato, objetiva manter o mesmo esquema, com o aval da população, a partir de 2013. A quebra desse circulo vicioso só é possível com a população não caindo no logro. Também é muito importante a Justiça cumprir seu papel de condenar os corruptos para extirpá-los da política. Quem sabe novas gerações, uma vez no poder público, já comecem com uma postura diferente da que vemos hoje.



PÔ, GOVERNADOR

Caríssimo dr. Confúcio: não tinha outra pessoa para ser nomeada como adjunta da Educação? Alguma pessoa limpa perante a Justiça. Tinha de ser alguém com condenação exatamente por improbidade administrativa? Ei, pela condenação existente, a dona Suely não está impedida de assumir cargo público? Respostas para nosso e-mail.



FORAM ELES

Quem tem culpa da paralisação das obras de água e esgotos na capital? Para o senador Ivo Cassol não há dúvidas: “Por causa das denúncias mentirosas do vereador Cláudio Carvalho e da ex-senadora Fátima Cleide as obras de tratamento de água da capital atrasaram por quase dois anos, mas agora o TCU comprovou que não havia nenhuma irregularidade os serviços serão retomados. A verdade mais uma vez prevaleceu”. Com este desabafo o senador Ivo Cassol comemorou o parecer do ministro Marcos Benquerer Costa, do Tribunal de Contas da União, comprovando que as denúncias foram infundadas e não haviam irregularidades nas obras de ampliação da rede de água tratada de Porto Velho.



DIFERENÇAS

Na Assembléia Legislativa as assinaturas dos jornais foram suspensas pelo novo presidente. Os deputados aceitaram com naturalidade essa restrição às informações. Enquanto aqui a coisa funciona assim, no Planalto, tudo é completamente diferente. A presidente Dilma lê, os principais órgãos de imprensa do país. As denúncias sobre o filho de Nascimento (Ministro derrubado do DNIT), a Chefe do Governo leu antes, pela internet, o material de vídeos e gravações publicado em edição-extra por Isto É. Helena Chagas, da Comunicação, todas as manhãs, providencia um clipping com as principais matérias do dia para a presidente: entre recortes e resumos, tem mais de vinte páginas. Nos tempos de Lula, esse mesmo clipping era resumido em notas, sob a recomendação de nunca ultrapassar duas páginas.



COISA NOSSA

Nosso legislativo não propicia a leitura dos jornais mas tem um dia dedicada a transformar o plenário da casa numa congregação da Assembléia de Deus, igreja da qual o presidente da casa é membro. Certamente, para substituir os jornais banidos da casa, os gabinetes parlamentares poderão receber o “Novo Testamento” distribuído pelos Gideões Internacionais ou, quem sabe, por exemplares da revista A Seara, publicada pela CPAD. E bate o bumbo nesse Brasil caboclo e de estado laico... (eu disse laico e não louco, certo, revisão!).



Comentários (1)
PARECE PERÍODO ELEITORAL

Esse é o PT de Rondônia: A enganação. Aliás eles são especialistas em enganar o povo. Passados mais de 6 anos dessa desastrosa gestão (des)administrativa,e podemos até desconfiar porque os petralhas queriam tanto o poder, fizeram até campanha para as usinas do Madeira. Onde será que foi parar toda a dinheirama das compensações? é difícil afirmar que foi investido em benfeitorias, pois a cidade parece estar pior que antes.População de Porto Velho, por favor, esqueçam os petistas, olhem o passado dos candidatos, procurem saber se o candidato é trabalhador, se têm caráter, e quando não estiver dando certo, se movimentem para tirá-los do poder.

odenildo - Porto Velho/ RO.
Enviado em: 18/8/2011 23:01:27  [IP: 200.241.67.***]
Responda a este comentário

Mais colunas de Gessi Taborda

22/8/2011 18:54:01 - Hoje é a minha vez de filosofar

27/4/2011 22:52:16 - Em Linhas Gerais: não muda nada

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13


Últimas Matérias
Publicidade: