Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   22/janeiro/2020     
reportagem

Greve de professores entra na fase de tumulto

13/10/2004 18:14:23
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O Secretário de Estado da Educação, Cesar Licório, não tem mais condições de intermediar um acordo entre governo do Estado e professores. 



Clique para ampliar
Certamente não será a nota do governo sobre a greve dos professores publicada na imprensa no último final de semana que porá fim ao movimento paredista coordenado pelo Sintero e nem criará condições para que os dois lados retornem à mesa das negociações.

Os sindicalistas conseguiram levar a categoria ao entendimento de que o Secretário de Estado da Educação, Cesar Licório, tem tratado os professores de uma maneira afrontosa. Assim não será a nota, como não foi a decisão liminar da Justiça obrigando o pessoal do magistério a retornar às suas funções, que diminuirá a intensidade do movimento.

A greve causa enormes prejuízos à população, sobretudo porque o ano letivo deverá avançar pelo período de férias e comprometerá toda a programação das famílias que pretendiam viajar no final do ano. É claro que o alunado também não estará estimulado a cumprir o calendário de forma proveitosa.

A condenação do movimento paredista pelo Judiciário apenas acirrou os ânimos da classe dos professores e tornou o movimento mais consistente e mais visível, principalmente com as invasões da Secretaria de Estado da Educação e tentativa, nos mesmos moldes, de invasão do próprio Palácio Getúlio Vargas. Faltou tato ao titular da Seduc tato político, quando confessou alívio em ver professores tentando carreira de policial, por insatisfação com as atividades do magistério público.

Sem uma assessoria política de alto nível, o governador sofre um desgaste desnecessário quando trata o movimento dos professores como se lidasse que surgiu explicitamente por interesses eleitorais. Ele pode até ter funcionado nesse sentido durante o primeiro turno das eleições porque certamente ajudou a derrotar o candidato do PSDB, o partido do governador.

Resolver essa greve é uma necessidade urgente. E isso não será conseguido com manobras medíocres de tentar indispor os professores com a opinião pública. O governo deve estar preparado para examinar todas as insinuações dos professores, como a de que a folha da Seduc está comprometida com o pagamento de gente que não pertence ao magistério.

É claro que se o governo tivesse um negociador hábil para tratar com essa categoria poderia ter evitado as cenas espalhadas pelo mundo via internet de professores submetidos a momentos de fome, de risco de confronto com a polícia, etc, porque teria evitado a invasão da sede da Seduc pelos grevistas mais exaltados.

INDEFINIDO

A intransigência de ambos os lados deixa indefinido o retorno às aulas. Os professores, depois que o Sintero demonstrou que não se abala como uma decisão liminar da Justiça, não demonstram vontade de por fim a greve nos próximos dias.

A educação não pode, ou não deve, ser tratada como mercadoria. Exigir produtividade nesse setor não garante qualidade do ensino. Cabe ao governo, mesmo com os professores parados apesar da sentença liminar da Justiça, restabelecer canais de negociação, para que esta paralisação não continue por mais tempo. Certamente os professores precisam de incentivo para desempenhar bem sua missão. O Estado não tem como fugir de suas obrigações de investir na qualidade do ensino. E as greves não podem ser tratadas como um simples movimento de gente ingrata.

Foto: Aldrin Willy


Comentários (1)
revoltada

é uma vegonha o q esse homem fez com a gente trabalho a 5 anos e ñ tive nenhum reajuste.. e os depuados aprovaram uma porcaria de aumento de 5,4 porcent vai dar o meusalario 18 reais... to revoltada cassol enteramos vc e todos aqueles deputados qñ nos representa

sandrinha - são francisco/ RO.
Enviado em: 1/4/2010 21:42:13  [IP: 189.73.246.***]
Responda a este comentário

Mais Notícias
Publicidade: