Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   24/junho/2019     
política

“Estou limpo!”. A exclamação é do deputado Nereu Klosinski

1/4/2005 16:30:21
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Tudo não passa de um briga paroquial na cúpula do Sintero, um dos sindicatos mais importantes de Rondônia, controlado pelo PT. O deputado Nereu Klosinski garantiu que apenas emprestou sua experiência para implantar o seguro saúde da entidade, “sem nunca ter recebido nenhuma remuneração” por ter sido seu diretor. 



Clique para ampliar
O Sintero Saúde é, segundo se informa, um plano de saúde destinado a atender os cerca de 16 mil servidores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Rondônia, que movimento uma soma de quase 10 milhões de reais por ano. Este “plano de saúde” é o pivô de uma crise interna na cúpula do forte Sindicato que envolve, agora, o nome do parlamentar petista e também o de seu chefe de gabinete na Assembléia, o petista Jorge Lourenço, que foi afastado de uma diretoria do Sintero.

Para Imprensa Popular, Nereu confirmou que esteve à frente do plano de saúde da entidade, “para dar uma ajuda”. Afirmou que o Sintero Saúde ia muito bem “até o momento em que o governador Ivo Cassol proibiu o desconto da contribuição de seus afiliados diretamente na folha”. Isto levou o plano a ter dificuldades para manter em dia “os seus compromissos com a rede credenciada e fornecedores”. Segundo ele “esse problema” já está praticamente sanado, porque a maioria dos 8 mil filiados ao plano já assinaram o documento de adesão, autorizando o desconto das mensalidades diretamente em sua folha.

Klosinski tornou-se uma liderança política no seio da categoria representada pelo Sintero após um longo período à frente da entidade, onde comandou vários movimentos reivindicatórios da categoria e lutou pela reconquista do emprego de milhares de servidores demitidos no governo passado.

Em sua opinião “as disputas internas” verificadas no Sintero deverão ser superadas brevemente, “porque servem apenas ao fortalecimento de segmentos interessados em criar empecilhos às reivindicações do setor do magistério e dos trabalhadores da Educação”.

Na opinião de alguns jornalistas que cobrem o setor sindical, “esta guerra” é fruto do desentendimento dos grupos políticos liderados pelo deputado Nereu e pelo vereador José Wildes, os dois do PT, já com vistas à disputa eleitoral de 2006.

PEDIDO DE INFORMAÇÕES


Nereu Klosinski (PT) apresentou requerimento na Assembléia Legislativa, o qual solicitou do Poder Executivo informações sobre extratos de todas as contas bancárias em nome do Governo do Estado de Rondônia e da Secretaria de Estado da Educação. As informações deverão ser encaminhadas à Assembléia Legislativa, comprovadas através de documento sobre as movimentações de dezembro de 2004 e janeiro de 2005.

Conforme o requerimento do parlamentar, as informações do Governo deverão ser encaminhadas ao Poder Legislativo, acompanhadas das respectivas conciliações bancárias na data base em 31 de dezembro e dos extratos das contas bancárias movimentadas em dezembro de 2004 da Secretaria de Estado da Educação. Da mesma forma também deverá ser feita a conciliação das contas referente a 31 de janeiro deste ano.

De acordo com Nereu Klosinski, tal solicitação tem por finalidade identificar os valores movimentados no final do ano passado e o período subseqüente para que se possa realizar uma das atribuições da Assembléia Legislativa, que é fiscalizar e controlar os atos do Poder Executivo, inclusive, os da administração indireta.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: