Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   17/junho/2019     
reportagem

Desta vez até o prefeito acredita que Distrito Industrial será feito

1/4/2005 16:40:46
Por Imprensa Popular
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Praticamente todos os prefeitos das últimas duas décadas da história de Porto Velho falaram da instalação do Distrito Industrial, às margens da BR-364. 


 Roberto Sobrinho não é primeiro prefeito da Capital que anuncia “a construção” do distrito industrial localizado às margens da BR-364, na direção de Candeias do Jamary. Outros prefeitos que se diziam parceiros do Estado também garantiram que o tal projeto para industrializar o município da Capital seria uma realidade em suas gestões. Num determinado momento ruas foram abertas, postes foram colocados e tudo, depois de um certo tempo, simplesmente desapareceu tomado pela capoeira.

Mas desta vez, tanto o prefeito Roberto Sobrinho como o governo do Estado, garantem que porão o tal Distrito Industrial, no quilômetro 17 da BR, no sentido de Candeias, em funcionamento. Estão tão otimistas que chegaram a anunciar a instalação de 32 indústrias na área de 371 hectares, que irão gerar juntas 6 mil novos empregos.

DINHEIRO GARANTIDO


De acordo com o anúncio feito pela prefeitura, o dinheiro para bancar o tão prometido Distrito Industrial já está à disposição de Rondônia. O valor disponível, repassado pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), é de 5 milhões, 772 mil e 800 reais, fruto de um convênio firmado com o Estado e com o município de Porto Velho.

Com esse dinheiro, serão construídos 13 quilômetros de vias públicas com drenagem, iluminação, sinalização, pavimentação (não se falou de que tipo) e asfaltamento da via principal do Distrito Industrial, além da infra-estrutura básica. Manoel Serra, o coordenador executivo da pasta de Indústria e Comércio do Estado, confessava-se empolgado com o repasse dos recursos da Suframa, acreditando que “finalmente Porto Velho encontrará uma vocação econômica, após ter esgotado sua vocação para o garimpo”.

SEM IDENTIFICAÇÃO

A informação produzida pela prefeitura sobre “a instalação do Distrito Industrial” não identificou nenhuma das 32 indústrias que já estariam definidas para se instalar naquela área. Nem o Secretário Municipal do Planejamento, Israel Xavier, deu maiores detalhes sobre o cronograma das obras do Distrito Industrial que, imagina-se, deverá começar a ser construído muito em breve.

Hoje Rondônia oferece excelentes incentivos tributários para quem aceitar investir em projetos produtivos no Estado. As indústrias que chegam em Rondônia recebem entre 65% e 95% de incentivo tributário do Estado. Cada empresa recolhe 7,5% do seu faturamento para o Fundo de Desenvolvimento do Estado de Rondônia (Fider). Do total, 40% é destinado a micro-crédito, 50% para financiamento de micro e pequenas empresas formais, associações e cooperativas e 10% para manutenção do fundo, afirma-se.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: