Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   7/julho/2020     
artigos

Os pedidos feitos na Páscoa

1/4/2005 16:46:26
Imprensa Popular
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



As manifestações de leitores rondonienses chegadas à nossa redação, mostraram que muitos aproveitaram o período da Páscoa para fazer orações recheadas de pedidos complexos, que só através da mágica se podem realizar. 


 Certamente o texto da mensagem que nos mandou o leitor Plínio Cabral Denardi tem a força de um editorial. Ele lembrou que o povo rondoniense, humilde e ordeiro, diante do quadro de incertezas da política local, em sua maioria quer dizer à classe dirigente do Estado que só quer comida e a vida vibrando em toda a parte.

“Nós, rondonienses, voltamos a pedir nesta Páscoa, que as forças do universo nos livrem em primeiro lugar dos políticos dissimulados, mentirosos, carreiristas, que por não saberem fazer nada útil, resolvem nos representar agindo como atores dessa ópera bufa, de briguinhas pessoais e de muitas mentiras inúteis. Queríamos, se pudesse, afastá-los de nossas vidas. Já que isso parece impossível, antes de 2006, que pelo menos estes políticos aprendam a falar português, articular frases, acertar nas concordâncias, trocar menos de partido, ser menos ridículos”.

O leitor continua: “Façamos votos para que o restante desse ano não traga em seu bojo mais mentiras úteis alardeadas e que só servem para adiar a solução de problemas. Que as tomadas de decisões, principalmente de nossos líderes, sejam concretizadas na totalidade. Que saiam do papel e se tornem realidade. Vamos ter o firme propósito de permitir que apenas as mentiras úteis aconteçam somente em caso de doenças incuráveis.

Que daqui pra frente possamos nos livrar de certos colunistas sempre a postos, jogando holofotes nas vidinhas opacas de seus personagens, sempre os mesmos, sempre os mesmos...

Que esta Páscoa transforme em realidade a esperança de nos livrar dos universitários medíocres e mal preparados, que no futuro vão cuidar da nossa saúde, construir nossas pontes, ensinar nossos filhos.

Desejamos nos ver livres de uma Justiça injusta e morosa, que garante criminosos e até os mantém em cargos públicos enquanto suas vítimas são esquecidas nas periferias das cidades.

Que tenhamos menos violência, com ciclistas mais disciplinados, com motoqueiros mais conscientes, com o policiamento de trânsito agindo com mais rigor não só contra os motoristas, mas também contra estes outros personagens do trânsito que transitam sem respeitar qualquer norma, sem atentar para o risco que correm e que provocam com sua irresponsabilidade.

Mentalizemos fortemente para que os meios de comunicação não nos impinjam mais a enxurrada de anúncios de sexo ou esotéricos, cartomantes, astrólogos, pais-de-santo e suas previsões previsíveis a ocupar espaços nobres de nossa mídia.

Como somos mídia, queremos e merecemos nos ver livres dos papagaios-de-pirata, sempre nas laterais, olhares acima de ombros, sorrisos atravessados e constrangedores, esperando a foto que os tornarão mais conhecidos. Tão tristes.

Rezemos para termos mais de ler as soluções práticas dos sabichões que sempre sabem do que Rondônia precisa, mas que nunca supriram as precisões quando tiveram oportunidade de as suprir. Para que não tenhamos que ouvir menos as centenas de cantores que a cada ano entulham prateleiras de novos CDs com letrinhas de macarrão.

Aos que não sabem o porquê estão aqui, aos que não contribuem, aos mentirosos, aos pequenos homens e a tantos outros que emperram o fluxo da saúde mental coletiva, desejemos que se dediquem a partir dessa Páscoa, a uma atividade manual, individual, no recesso de seus lares abençoados pelos novos ares trazidos pela Semana Santa. Seríamos então com certeza todos mais saudáveis”.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: