Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   21/novembro/2017     
cartas

“Preciso ajudar essas criancinhas”

19/4/2005 11:36:46
Imprensa Popular, de Porto Velho
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 “Eu trabalho na √°rea de sa√ļde e quero e preciso ajudar essas crian√ßas [os indiozinhos que est√£o morrendo de fome no MS]. Quero ser volunt√°ria. Por favor, chega de deixar essas crian√ßas morrerem esperando que o governo tome atitude sem ser pressionado. Me d√™ uma chance de ajudar... Por favor responda meu e-mail ou me encaminhe com algum respons√°vel por isso... Eu agrade√ßo e espero ansiosamente por um contato.”

Aline Valério, de Indaiatuba (SP), por e-mail.

Resposta do repórter Aldrin Willy

Cara Aline,

Com sinceridade, n√£o sei exatamente como voc√™ pode ajudar l√°. Mas, de certo, existe um grupo de pessoas que lhe indicar√£o os poss√≠veis meios: o CIMI (Conselho Indigenista Mission√°rio). Acesse o site www.cimi.org.br. L√° voc√™ encontrar√° mais informa√ß√Ķes.

Agora, uma coisa que todos podemos e devemos fazer: criar consci√™ncia a respeito das coisas desse pa√≠s, de nossos deveres. O problema √© que todos fazem seu trabalho pensando apenas em si. Imagine essa mentalidade (que quase sempre √© regra) num funcion√°rio p√ļblico? – cujo trabalho √© justamente prestar-se ao aux√≠lio coletivo. Ent√£o, o problema come√ßa a√≠.

Essa consci√™ncia tem de vir junto de outra: a consci√™ncia pol√≠tica. Somos um povo altamente passivo, permissivo, tolerante (n√£o s√≥ √†s diferen√ßas – o que √© bom –, mas √† tudo, inclusive aos desmandos do poder) e, mais grave, carneiro. Verdadeiros “Maria vai com as outras”. Inicie uma discuss√£o sobre algo endeusado pela m√≠dia e prepare-se para ser linchado. O brasileiro √© fruto do tubo da TV. As id√©ias ali pregadas transformam-se em verdades no seio do povo.

A consci√™ncia pol√≠tica (n√£o s√≥ na hora do voto, mas a todo tempo, cobrando justi√ßa) √©, portanto, o passo fundamental para transformarmos esse pa√≠s de Ali Bab√° e trocentos mil ladr√Ķes numa na√ß√£o justa e democr√°tica. Mas a√≠, esbarramos numa outra grave chaga: a quase total falta de educa√ß√£o (no sentido amplo da palavra) do povo. Ora, como cobrar voto consciente de quem sequer sabe interpretar uma ora√ß√£o simples e direta?

Portanto, nosso Brasil s√≥ ser√° diferente – sem ter suas criancinhas dizimadas pela fome – quando chegar educa√ß√£o de verdade a todos os flagelados desse pa√≠s. O que dever√° demorar ainda, pois um povo consciente √© a √ļltima coisa de que precisa o mal pol√≠tico.

Mas faça-se justiça: às vezes o povo cobra mudanças e não é atendido. Fatigado pela política neoliberal de Fernando Henrique, o povo votou em Lula, pela mudança. Veja o que aconteceu...



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: