Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   27/setembro/2020     
política

Erro tático: governistas defendem Cassol atacando denunciante e deputados

18/5/2005 14:11:18
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Aliados de Ivo Cassol, através da mídia impressa e eletrônica, tratam de atingir o denunciante e deputados, considerando que tudo não passa de uma farsa. 


 Não é só o jornal Folha de Rondônia que entrou firme na defesa do governador Ivo Cassol, usando a tática de desqualificar o autor da denúncia, o economista Carlos Guimarães Souza, e os deputados que se destacam na oposição ao governador. Vários sites da Internet também abriram suas metralhadoras para considerar que a denúncia apresentada pelo economista só está sendo admitida pelos parlamentares porque há um sentimento de “revanchismo e oportunismo” da maioria dos parlamentares.

Procurando desqualificar o autor da denúncia, os defensores do governador andam divulgando que ele responde a vários processos, alguns correndo em segredo de Justiça, mas pode-se acompanhar no site do TJ, os seguintes números: 0012003019862, de 24 de novembro de 2003 - indenização, na 5ª vara cível. Outro, de número 0012004009941, de 1º de julho de 2004, trata de busca e apreensão, que tramita na 4ª vara cível, além de outro ainda, de número 0012004017658, de 4 de novembro do ano passado, que foi uma ação de despejo.

Ora, pelo que se sabe o economista denunciante não foi condenado em nenhuma ação judicial, portanto está no pleno gozo de sua cidadania.


CHUMBO GROSSO

O site que ataca o parlamento estadual com maior virulência na Internet é o controlado por Amadeu Machado, conselheiro do Tribunal de Contas que elegeu os deputados estaduais como inimigos figadais desde que se viu envolvido nas investigações de uma CPI que buscou investigar transações de terras urbanas em Porto Velho.

No site há afirmações gravíssimas, usadas para desmoralizar a instituição do Poder Legislativo, como a da prática de extorsão e chantagem contra o governador.

O plenário da Assembléia Legislativa é comparado pelos responsáveis pelo site a um picadeiro.

A tropa de choque do governador Cassol que atua na mídia, tem procurado atingir com mais ênfase os deputados Edson Gazzoni (com ligação mais estreita com o economista denunciante), Amarildo Almeida, Ronilton Capixaba e a própria Hellen Ruth, nomes que se destacam fazendo oposição ao ocupante do Palácio Getúlio Vargas.

Gazzoni ficou especialmente irritado com as críticas veiculadas pelo jornal Folha de Rondônia (batizado por ele de “Jornal Chapa Branca”), porque nem sua mulher tem sido poupada. O parlamentar prometeu revidar – se sua família for alvo novamente – fazendo um discurso mostrando “quem é o filho do governador (sic) e quem é o irmão do governador”. Além dos ataques da Folha de Rondônia, Gazzoni acabou também na capa de um tablóide de aluguel, apontado como o “plantador” do “economista laranja”, autor da denúncia contra o governador.

Ronilton Capixaba, deputado por Ouro Preto, acabou sendo matéria de capa de um semanário de Vilhena (Correio de Notícias), acusado de ser o mandante do assassinato do radialista José Carlos Mesquita, ocorrido em 1998, em sua cidade.

----------------
Leia também:

Cassação: ou será Cassol ou serão os deputados

Trento busca ajudar ganhando tempo

Projeto de Bianco pode ser frustrado com cassação do governador

Gazzoni prevê mais complicações para a vida do governador


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: