Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   25/outubro/2020     
cidades

Área está pronta para a construção das primeiras casas populares

3/7/2005 15:48:31
Por Ass. Com. Prefeitura de Porto Velho
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



As primeiras casas populares a serem construídas pela administração de Roberto Sobrinho, serão destinadas às famílias que moram em áreas de risco de desabamento, definidas pela Defesa Civil. 


 A prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (Semusp), começou a preparar uma área para construir em regime de mutirão 50 casas populares.

O projeto é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Regularização Fundiária (Semur) que, por meio do Programa Solidário de Habitação (PSH) da Caixa Econômica Federal, levantará as casas para as famílias que tiveram as residências consideradas em risco de desabamento pela Defesa Civil, no início deste ano.

O terreno, cedido pela prefeitura, fica entre a avenida Raimundo Cantuária e a rua José Amador dos Reis, no Bairro Tiradentes, zona Leste.

A Semusp forneceu pá-carregadeira, retro-escavadeira, patrol e caminhões-caçamba para retirar entulhos do terreno e de uma vala próxima.

As famílias beneficiadas, muitas dos bairros Balsa e São Sebastião I, foram retiradas pela Defesa Civil das áreas de risco em conseqüência da última cheia do Rio Madeira. Na ocasião, os técnicos da Secretaria Municipal de Ação Social (Semas) fizeram o cadastramento das famílias que aguardam a construção das casas.

“O socorro a essas famílias é para evitar que fiquem desabrigadas em época de enchentes e dar a elas condições adequadas de moradia”, disse Fernanda Kopanakis, secretária municipal de regularização fundiária e habitação.

Para o prefeito Roberto Sobrinho, os problemas da moradia inadequada e do déficit habitacional são dois grandes desafios na sua administração. “Durante muitos anos fecharam os olhos para essa situação que gera calamidade e exclusão social. Estamos buscando parceiros para compartilhar as ações e beneficiar mais famílias carentes”, disse o prefeito.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: