Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   21/novembro/2017     
cartas

Cartas: Leitor fala da corrupção na Assembléia

3/7/2005 22:52:20
Carlos Alberto, de Porto Velho
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O leitor Carlos Alberto envio carta à redação de Imprensa Popular, narrando sua experiência pela Assembléia Legislativa de RO. 


 "Quando o nosso Território passou a Estado, recebi um convite para trabalhar na Assembléia Legislativa, mas precisamente no Setor de Contabilidade. Esse convite foi imediatamente aceito. Primeiro, por que o salário do servidor federal estava muito defasado em relação ao estadual. Larguei tudo, não pensei duas vezes. Assumi o Setor de Contabilidade, sem nenhuma estrutura, porém, aos poucos fui organizando.

Com o passar do tempo, fui percebendo que quem mandava na Assembléia, mesmo sem conhecimento, eram os Deputados. Tudo que mandavam fazer, mesmo ao arrepio da legalidade, tinha que ser feito. Vale salientar, que como a Assembléia ainda estava em fase de implantação, ninguém exercia cargos. Fui para Assembléia a convite do Sr. Antônio Ramos (Toinho), que o conhecia da Secretaria de Educação. Esse rapaz, tinha sido convidado pelo Deputado Osvaldo Piana. Ele era o elo de ligação entre os Setores de Contabilidade, Orçamento e Recursos Humanos. Tudo era feito com o conhecimento e autorização do Sr. Osvaldo Piana.

O Sr. Osvaldo Piana, autorizava a inclusão de servidores na folha de pagamento, o pagamento de diárias, passagens, enfim, praticamente tudo. Ele não queria saber da legalidade. Porém, o Sr. Antônio Ramos (Toinho), parece que percebendo que algo de errado ia acontecer, solicitava autorização por escrito do Deputado Piana, que prontamente, fazia um bilhete e entregava ao mesmo. Esses bilhetes, eram guardados a sete chaves, era a prova de que tudo era feito com o aval do Sr. Piana.

Tudo ia muito bem, até que no início de 1984, mas precisamente no mês de abril, quando chegamos na Assembléia pela manhã para trabalhar, o nosso acesso foi negado. Ficamos do lado de fora, sem saber o motivo e o que estava acontecendo. Era aquele corre-corre. Com o passar do tempo, fomos sabendo que nós éramos responsáveis pela inclusão de funcionários fantasmas na folha de pagamento da Assembléia. A maneira como tudo aconteceu, foi terrível. Primeiro, mandaram prender o Sr. Antônio Ramos (Toinho) e os demais (cinco) ficaram aguardando os acontecimentos. Aos poucos o circo foi montado. O que era um Inquérito Administrativo passou a ser Policial. Chamaram um Promotor Público, em total violação a Constituição Estadual. Mobilizaram também as Polícias Civil e Militar, enfim, fizeram tudo o que tinham direito com o intuito de nos intimidar e proteger os Deputados.

O que ocorreu conosco, fez lembrar o ocorrido com o Jornalista Tim Lopes, que foi preso, julgado, sentenciado e executado pelo traficante Elias Maluco e seus comparsas. Tudo foi feito ao arrepio da Lei, não tivemos direito a defesa. Fomos ouvidos pela tal Comissão e demitidos, sem ao menos sermos julgados. Em seguida, mandaram o processo para o Ministério Público que passou 16 (dezesseis) anos dormindo a espera de julgamento. Finalmente, após esse tempo, saiu a sentença. Fomos todos inocentados. Diante disso, pergunto, o que nos resta agora ? A nossa imagem foi jogada na lama. Tivemos prejuízos materiais e financeiros. O que devemos fazer ?

Na época, fomos taxados de quadrilha. Fomos os precursores da criação de funcionários fantasmas. Tudo isso. Porém, o tempo mostrou que nós não éramos culpados por nada disso, que tudo que acontece na Assembléia a responsabilidade é do Presidente e dos Deputados. São eles que mandam. Toda pessoa que entrar na Assembléia para trabalhar nos Setores Financeiro e Recursos Humanos, podem sair como ladrão, por que diante de qualquer irregularidade os Ordenadores de Despesa saem de mansinho. Ainda bem, que ao longo do tempo, para mostrar nossa inocência, os escândalos na Assembléia foram surgindo um após o outro. Quando o Sr. Silvernani Santos estava na Presidência, surgiu o escândalo das passagens aéreas. Em seguida, os Srs. Marcos Donadon e seu irmão Natan Donadon, foram acusados de peculato e formação de quadrilha. Ainda segundo o Ministério Público, Marcos Donadon nomeou um elevado de número de pessoas para cargos de confiança, sendo que a maioria eram “funcionários fantasmas”. Quando o Sr. Natanael Silva foi Presidente da Assembléia, o destaque foi a denúncia ao Ministério Público de um cheque sacado pela Assembléia no valor de R$ 601 mil reais. O Ministério Público enviou Promotores, Procuradores e Oficiais de Justiça para investigação e foram impedidos por Policiais e a equipe de Segurança da Assembléia.

Por último, tomara que seja, os Deputados mais uma vez estão envolvidos em escândalos de propina e recebimento de dinheiro através de folhas de pagamento de funcionários fantasmas. Por tudo isso, algum coisa está errada. Não é possível que somente as pessoas simples e humildes sofram as conseqüências. Sabemos que a Justiça de Deus tarda, mas não falha. Essas pessoas serão punidas ou mais cedo ou mais tarde."


Comentários (1)
Pedimos publicação de matéria.

<br> Somos idosos Ex – Cabos da Aeronáutica e membros da Associação Democrática Nacionalista de Militares e Associação Cristã de Anistiados Políticos do Brasil, vítimas da Portaria 1.104/Gm3/1964 instrumento de exceção que puniu todos os Cabos da FAB, por perseguição política durante os anos de chumbo da “DITADURA MILITAR” e queremos que a Redação deste Jornal nos ajude e publique esta denúncia, e também envie a toda a imprensa Nacional e Internacional de um modo geral, para que a opinião pública tome conhecimento do desmando e as maldades que estamos recebendo do Presidente Lula, que mesmos sabendo que somos idosos, e com uma maioria vivendo em estado de pobreza e doentes, continua com as suas mãos de ferro maltratando cidadãos simples, que tiveram seus direitos de anistiados políticos assegurados na Lei 10559/2002. Porque se não for assim, toda categoria vai sucumbir sem anistias, é exatamente a intenção deste governo que vem desumanamente postergando com o tempo há mais 7 anos e meio, com um único objetivo: de transferir esta responsabilidade que deveria ser resolvido em sua administração, para outro governante. É absurdo um comportamento desta natureza por parte de um governo que ser intitula ser democrático, e por estar no “PODER”, continua massacrando pessoas humildes, com idades avançadas. E se a DILMA vencer as eleições, a mesma política do PRESIDENTE LULA TRANSFORMADA EM INJUSTIÇA SOCIAL, vai continuar, com um massacre total aos restantes dos idosos ainda vivos de 90, 91, 92, 93, 94, 95, 96, 97, 98, 99, e 100 anos de vida, e todos nós que temos direitos as anistias asseguradas em LEI, vamos morrer, com as feridas ainda não cicatrizadas provocadas pelas irresponsabilidades dos governantes da Ditadura Militar nos anos de 1964 á 1985, e ainda não reconhecido pela administração do governante do “PARTIDO DOS TRABALHADORES”. Quem não respeita o ESTATUTO das crianças e adolescentes e muito especial o dos “IDOSOS, não respeita mais ninguém”!<br> <br> <br> <br> ASSISTAM NO YOUTUBE! “LULA MALTRATA IDOSOS.”<br> <br> <br> http://www.youtube.com/results?search_query=LULA+MALTRATA+IDOSOS&aq=f<br> <br> <br> <br> <br> <br> <br>

ASSOCIAÇÃO CRISTÃ DE ANISTIADOS POLITICOS DO BRASIL. - São João de Meriti/ RJ.
Enviado em: 28/8/2010 18:09:42  [IP: 187.126.33.***]
Responda a este comentário

Mais Notícias
Publicidade: