Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   21/novembro/2017     
cartas

Cartas: leitor critica imprensa amestrada

3/7/2005 23:04:34
Marcus Silva Menezes, de Porto Velho
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O leitor Marcus Silva Menezes enviou mensagem √† reda√ß√£o de Imprensa Popular, criticando o comportamento prom√≠scuo da m√≠dia local em rela√ß√£o ao Poder. 


 "Estou em Rond√īnia a cinco anos e sempre ouvi falar que a imprensa daqui √© comprada, isto dito por moradores mais antigos e com alto grau de cultura, sempre me neguei a acreditar porque sou carioca e no Rio, volta e meia o jornal O Globo, O Dia e outros descobrem maracutaias politicas (sic) e divulgam, cumprindo seu papel junto a sociedade, papel este dos mais nobres, pois podemos perder presidentes da republica, politicos, empresarios, (sic) ministros mas nao podemos perder a imprensa pois sem ela nunca HAVERA DEMOCRACIA, pois nao existe democracia sem um povo informado, digo bem informado. Mas agora eu pergunto, por onde anda os reporteres (sic) investigativos? a imprensa daqui nunca desconfiou de tanta maracutaia? ou realmente √© comprada? Pois ate eu que estou aqui a pouco tempo escuto falar de maracutaias aqui, ali, acola e a imprensa Rodoniense, nao escuta?"


RESPOSTA DA REDAÇÃO

Caro Marcus,
Talvez por estar h√° pouco tempo em Rond√īnia, voc√™ n√£o tenha acompanhado as den√ļncias que este jornal faz desde sua funda√ß√£o, h√° quase 5 anos. Todo tipo de maracutaia e mutreta j√° foi alvo de reportagens desse peri√≥dico, algumas delas envolvendo parlamentares, como √© o caso do deputado Marcos Donadon.

A Globo, que voc√™ cita como exemplo de jornal cumpridor de "seu papel junto a sociedade", mostra-se ‚Äď como muitas vezes se mostrou ‚Äď tendenciosa. Em todos os seus telejornais ela d√° grande destaque √†s den√ļncias na Assembl√©ia, mas, no entanto, parece fechar os olhos para as ‚Äúespertezas‚ÄĚ praticadas pelo senhor governador, Ivo Cassol, apresentado pela emissora como um her√≥i, corajoso denunciador de bandidos.

O Jornal da Band, da TV Bandeirantes, o Jornal da Record, apresentado por Boris Casoy, a maior parte dos veículos impressos (inclusive O Globo) publicaram semana passada mais um episódio das fitas de Cassol. Só que desta vez, quem tenta comprar os deputados é Cassol, oferecendo-lhes dinheiro (R$ 50 mil) em troca de seu apoio político. Isso sem falar de sua afirmação de que pagava mensalão (R$ 20 mil) para os deputados de seu partido, ou de sua base.

Essa gravação não foi obviamente entregue pelo governador. São trechos recuperados das fitas originais, apreendidas pela Polícia Federal na casa de Ivo Cassol (o primeiro caso no país de busca e apreensão em casa de governador).

Na mesma fita, o deputado Amarildo Almeida, que ouviu a oferta de R$ 50 mil, recusa-se a participar do esquema: "Se soubesse que o senhor falaria isso, eu nem viria aqui" e acrescenta, ante a insist√™ncia do governador, "o senhor pode contar com R$ 50 mil a menos". Em trecho mais adiante, falando ao deputado Jo√£o da Muleta, Cassol afirma que direciona as licita√ß√Ķes de engenharia para uma empresa.

Mesmo com essa nova grava√ß√£o tornada p√ļblica pelo Jornal da Band, todos os jornais da Globo, rigorosamente todos, sequer tocaram no assunto, omitindo-o deliberadamente. O estranho √© que a vers√£o impressa da Rede Globo (jornal O Globo) publicou a reportagem.

No √ļltimo domingo, no programa Fant√°stico da Rede Globo, mais uma vez, a reportagem centrou-se nos deputados. Uma reportagem bem feita e, diga-se, que mostra a estranha exclusividade que √≥rg√£os p√ļblicos como a Pol√≠cia Federal conferem √† emissora. Nenhum outro jornal conseguiu ter acesso aos documentos mostrados pela reportagem do Fant√°stico. Novamente, o governador saiu ileso.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: