Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   25/outubro/2020     
reportagem

Removido obstáculo para a construção do gasoduto

2/10/2005 14:41:27
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O governo federal já expediu a licença ambiental para a construção do gasoduto ligando a bacia do Urucu, no Amazonas, a Porto Velho. 


 O senador Valdir Raupp estava eufórico ao falar com jornalistas no último dia 8, quando pode anunciar que finalmente foi rompida a principal barreira para a construção do tão esperado gasoduto que trará a Porto Velho o gás produzido no campo de produção da Petrobrás, em Urucu, no Amazonas.

Havia um luta surda de ongs ambientalistas impedindo que esse projeto avançasse. Mas finalmente, como explicou Valdir Raupp, aquilo que vinha sendo uma luta que abraçou quando ainda governava Rondônia, vai se tornar realidade agora, com a liberação da licença ambiental para a construção dessa obra, tida como fundamental para o desenvolvimento econômico de Rondônia e de toda a região.

UM BILHÃO DE REAIS

De acordo com o senador do PMDB, serão investidos cerca de um bilhão de reais na construção dessa obra. O gasoduto terá cerca de 500 quilômetros, partindo da bacia do Urucu até uma estação terminal em Porto Velho, de onde o gás será distribuído para consumo automotivo, industrial e para atender a Termonorte que, assim, deixará de usar o diesel para gerar energia. Com isso Porto Velho estará em condições de sediar vários projetos industriais. Segundo Raupp de imediato estas obras deverão gerar cerca de três mil novos empregos na capital rondoniense só com a construção da nova usina.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: