Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   5/dezembro/2020     
cidades

Prefeito promete ser impiedoso com especuladores imobiliários

13/11/2005 17:16:01
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Até agora a prefeitura não conseguiu praticamente nada para acabar com a especulação imobiliária, responsável pelas centenas de terrenos baldios e imóveis abandonados até no centro da cidade. 


 O prefeito Roberto Sobrinho voltou a prometer ações mais drásticas para combater a especulação imobiliária, responsável pela existência de centenas de terrenos baldios que não atendem a finalidade social da propriedade, existentes em profusão até no centro da capital.

O prefeito quer dar uma nova “cara” à cidade e promover concretamente a melhoria da qualidade de vida dos porto-velhenses. Isso foi o que confessou numa entrevista exclusiva a Imprensa Popular, onde garantiu que vai exigir o cumprimento do código de posturas do município e, se preciso for, fará revisão na planilha dos impostos municipais, para pegar donos de lotes baldios e de construções abandonadas, como as existentes em importantes vias públicas do centro, tipo a Pinheiro Machado.

A realidade urbana de Porto Velho é sinônimo de uma deterioração que vem de longe, atingindo todas as pessoas que moram aqui. Na rua Abunã (hoje Joaquim Araújo Lima), por exemplo, há lotes baldios que sofrem com mais de 10 anos de abandono. São áreas reservadas por proprietários relapsos interessados apenas a esperar valorização ou para servir aos interesses de algum grupo incorporador. O prefeito não escondeu que chega a pensar em aumentar impostos ligados ao uso da terra urbana para levar estes especuladores “a tomarem atitude” contra essa mazela. Mas, pelo que disse, a tese do aumento de impostos ainda não está consolidada.

DESPESAS CRESCENTES

Roberto Sobrinho reconhece que os gastos da prefeitura não param de crescer. Isso poderia justificar o aumento dos impostos.

Acontece que o prefeito sabe que o aumento de impostos não pega apenas “os especuladores” e os donos de imóveis mais ricos. E Sobrinho não pretende abdicar sua postura de paladino contra as injustiças sociais. Por isso estuda com cuidado “um método que puna apenas aqueles que merecem o castigo”.

O prefeito promete, também, combater a poluição visual de Porto Velho. Garante que no próximo ano vai mandar retirar toda peça publicitária (Placas, Painéis Luminosos, Outdoors, etc) que estiver em desacordo com o tal código de posturas. Ele entende ser fundamental garantir acessibilidade das pessoas aos passeios públicos. Sobrinho chegou a afirmar que vai desobstruir a frente do Ginásio de Esportes Cláudio Coutinho, retirando da rua Pinheiro Machado as dezenas de barracas horrorosas que invadem o espaço destinado ao trânsito impunemente.

Para isso pretende fazer um acordo com a Secretaria de Estado responsável pelo Ginásio, “com a cessão de uma área existente no seu lado esquerdo, que pode ser transformada numa praça de alimentação”.

Até agora o prefeito não conseguiu fazer muita coisa nesse sentido. Nem mesmo desobstruir uma calçada existente na rua Duque de Caxias onde uma loja que vende piscinas decidiu usá-la para expor o produto destinado à burguesia há muito tempo. Até parece que nessa relação existe algum tipo de pagamento de proteção.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: