Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   31/outubro/2020     
reportagem

Cassol fala de ações para o meio-ambiente em 2006

21/12/2005 21:03:30
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O tema foi abordado pelo governador na visita que fez à fronteira, onde participou do Comitê Rondônia-Beni. 


 A reunião aconteceu no último dia 14, em Guajará-Mirim, quando o governador Ivo Cassol resolveu discutir as ações a serem desenvolvidas no ano de 2006 em relação à política de meio-ambiente dos dois países.

Em junho de 2003 na cidade de Trinidad capital, do Departamento de Beni, o governador Cassol e autoridades do Departamento firmaram o documento de integração denominado Declaração Trinidad e Agenda do meio ambiente Rondônia – Beni, cuja finalidade principal é concretizar ações tendentes ao cumprimento do princípio fundamental da terra sobre o desenvolvimento sustentável, e tratar sobre os assuntos do meio ambiente como aspectos prioritários e fundamentais, analisando as possibilidades de aproveitamento das potencialidades da região amazônica, rica em recursos naturais, recursos genéticos e diversidade biológica.

O estado de Rondônia e o Departamento do Beni, partilham uma fronteira de 710 quilômteros, demarcada pelos rios Guaporé e Mamoré. Além do governador Ivo Cassol participaram da solenidade o prefeito de Guajará Mirim, Dedé de Melo; o engenheiro Pedro Justiniano, representando o alcáide de Guayará Mirim; Juan Carlos, corregedor do Beni; Urane Canalis de Riberalta; Miguel Sena Filho, presidente da Caerd; Abraham Imococo, presidente do comitê Rondônia- Beni; a consuleza da Bolívia, Nelva Salvatierra; do cônsul do Brasil em Guayará Mirim, Valsiro Pedro; Miriam Dante, representando o secretário Augustinho Pastore, da Sedam; o presidente da câmara municipal de Guajará, vereador Vanderley Brito; o bispo de Guajará, Dom Geraldo Verdier; além de autoridades civis e militares, de Rondônia e da Bolívia.

O governador Ivo Cassol destacou a importância do comitê no contexto de Rondônia e da Bolívia, defendendo “o desenvolvimento em conjunto com a exploração racional do meio-ambiente, beneficiando principalmente as populações tradicionais que necessitam de geração de renda, agregando valor aos produtos agro-florestais e valorizando principalmente as pessoas que necessitam de soluções para os seus problemas, e atuando em conjunto podemos encontrar soluções para ambos os países”.

Em seguida o governador assinou diversos convênios; dentre os quais: convênio com o Hospital Bom Pastor, dirigido por Dom Geraldo Verdier no valor de R$ 70 mil; convênio com a prefeitura no valor de R$ 120 mil, sendo R$ 108 mil com recursos do Detran e R$ 12 mil de contrapartida do município; além de um convênio com a Associação das Mulheres, no valor de R$ 60 mil para a construção da sede própria.

Em seguida, Ivo Cassol entregou certificados de conclusão do curso de identificação e lapidação de pedras preciosas que foi realizado pela Companhia de Mineração de Rondônia – CMR e Secretaria Estadual de Educação, que foi ministrado a 30 pessoas de Guajará Mirim, que estão aptas a entrar no mercado de trabalho.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: