Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   28/novembro/2020     
artigos

Coluna “Cantinho do Menestrel”, de Julio Yriarte

21/12/2005 21:50:20
JULIO YRIARTE
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 


 DIFERENÇAS

Ao mundo dos benevolentes, justos, transigentes e transformadores, contrapõe-se um universo paralelo grassado por signatários da idiotia, perversidade, espoliação, desonestidade, em fim, ratos do deserto. Faço referencia ao deserto, porque na sua imensidão, compararemos os ratos do deserto a tais personagens que crêem estar sós e situar-se na parte superior das dunas reinando absolutos, pisando e estropiando quem quer que seja. Firmes e seguros se julgam.



LEDO ENGANO

Na sua hipócrita e pífia sedução, estes artificiais personagens se esquecem de detalhe importante: as dunas são 100% formadas por “areia” , esta não se dissolve, mas, até com o vento se espalha. Logo, o ser que lá se julgava absoluto, ao primeiro vento forte (não se exige neste caso, a força de um Katrina) cairá vergonhosamente como sapo gordo, não mais como rato, melhor, continuará rato, mas cairá em forma de sapo gordo.



LINDO SONHO

Outro dia sonhei estar num longínquo país, no qual se exercitava a justiça, e pasmem!, no meu sonho, vi às turras, autoridades e não autoridades sendo suprimidas de sua liberdade ou direitos. Até parecia caça às bruxas patrocinada por latinas ditaduras militares, só que no meu sonho, aquele país experimentava um crescente regime democrático e as bruxas não defendiam princípios ideológicos, ou interesses coletivos, mas sim, interesses individuais, escusos, contra o povo, contra o patrimônio popular, contrariamente à construção constitucional.



CURIOSIDADES

Neste caso, a perda de liberdade ou direitos era aplicável e necessária. E vejam que naquele país existem inúmeras “saídas” recursais. No meu sonho, a todos foi dado o direito legal de valer-se dos princípios do contraditório e ampla defesa, e até de outros artifícios jurídicos. Para grande parte dos personagens, de nada valeu, tamanhos os seus pecados. O vento soprou forte, arrasou com as dunas!,



Cenas semelhantes se repetiram em todo o país, e curiosamente, seres pragmáticos “do lado direito” foram punidos, alcançados pelas longas mãos da lei. Detalhe: apenas gente do “lado direito”, não do “lado do coração” como muitos vinham prevendo, desejando, diagnosticando. É realmente curioso, mas, é justo!



CONSELHO

Para aquele que se encaixa neste perfil, aconselho que corra imediatamente atrás de um bom pedreiro que seja capaz de construir-lhe dunas de concreto em vez de areia, pois como já se viu, estas não resistem a um vento forte, aquelas poderão resistir a ventos que estão se aproximando na sua direção (sua mesmo!), e ao que tudo indica, serão ventos vorazes, equiparados ao Katrina que soprarão apenas na sua direção (na sua mesmo!). Quem sabe, a duna de concreto resista, e com muita sorte você escape (você mesmo que se enquadrou no perfil!). Corra enquanto é tempo, pois, você (você mesmo que se enquadrou), não é Marcel Proust, então não lhe caberá, nem terá chance de ficar: Em Busca do Tempo Perdido. Saia fora, já, corra que o mandado expresso poderá chegar!!



SEM IMPUNIDADE

Para quem, na consciência de foro íntimo, se sabe pecador, repito: cuide-se porque a justiça demora, mas não falha, o Katrina pode soprar a qualquer momento, aí, será a sua vez de prestar contas. Sua vez chegará, pode apostar!



Na verdade, estou trabalhando intensivamente no dia a dia, e pouco tempo me sobra para inteirar-me das “fofocas” nos bastidores, mas, inadvertidamente ouvi falar que o Katrina andou soprando forte novamente lá no SESC Esplanada, assombrando e atingindo membro da alta cúpula. Será?. De novo?. No momento não posso aprofundar o assunto porque apenas “ouvi falar”, pode ser mera “fofoca”, e as boas pessoas (como eu) não devem cometer crime de injúria, nem sequer falar mentiras. Só a verdade, e nada mais do que a verdade!

Na próxima edição com certeza, revelarei maiores detalhes a respeito do assunto (se for verdade). Minhas fontes já estão em ação. Aguardem!



REMINISCÊNCIAS

Uma grande amiga que se ausentou de Porto Velho há aproximadamente dez anos, me fez contato via E-Mail. Trata-se da minha querida amiga Márcia Melo que atualmente reside em Joinville.

Márcia juntou trapos com o Carlos, um catarinense boa praça. São marido e mulher e são pai e mãe de três lindas criaturas André, Juliana e Mariana. Parabéns e obrigado Márcia pelo contato!

Um abraço,

JULIO YRIARTE


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: