Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   17/julho/2019     
entrevista

Advogado afirma que prisão provisória é instrumento fascista

2/5/2008 20:10:27
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O conselheiro da OAB-RO condenou ainda a fixação de honorários aviltantes, prática essa que atenta contra a advocacia, pois os advogados são os protagonistas da administração da Justiça. 



Clique para ampliar
O diretor-tesoureiro da Seccional Rondônia da OAB, advogado Rochilmer Mello da Rocha Filho, defendeu quarta-feira(30) durante a sessão de homenagem ao Tribunal de Justiça, uma reação conjunta do Judiciário e Ministério Público do Estado de Rondônia “para extirparmos do mundo jurídico o instrumento fascista da prisão provisória”.

Filho entende que a reação deva ser por meio de ações concretas, no sentido de “dar nossa humilde, mas importante contribuição”. O representante da OAB lembrou a campanha em defesa das garantias e valorização do exercício profissional dos advogados e disse considerar e fazer o registro, com grande satisfação, dos resultados alcançados pela campanha em todo Estado.

No lançamento da campanha nas cidades de Porto Velho e Ji-Paraná, ele disse que pôde constatar a presença de membros das duas instituições, demonstração do reconhecimento incondicional da importância de se valorizar mais a advocacia.

O conselheiro condenou ainda a fixação de honorários aviltantes, prática essa que atenta contra a advocacia, pois os advogados são os protagonistas da administração da Justiça, ao lado dos magistrados e membros do Ministério Público. “Não há como negar que tal prática atenta contra a distribuição da Justiça”.

O apelo feito diretamente à presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Zelite de Andrade, a primeira mulher a assumir a direção da instituição em Rondônia, foi por causa do momento histórico que realça, ao mesmo tempo, toda a importância da sua independência e trajetória desde à época em que exerceu a advocacia.

Rochilmer Filho ressaltou que a OAB se une ao Legislativo Estadual, nesta justa homenagem ao Tribunal de Justiça que, conforme o relatório anual do Conselho Nacional de Justiça, o aponta como um dos mais célere do país na prestação jurisdicional.

“É justo reconhecer que o Poder Judiciário de Rondônia, a partir da segunda metade da década de 90, vem sofrendo profunda reformulação com o fito de prestar melhor serviço aos jurisdicionados. Os avanços em informática contribuíram para que o TJ alcançasse destaque nacional, o que permitiu, inclusive, que participasse da Comissão Nacional que trata desse assunto junto aos Tribunais Superiores. Por tudo, a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de Rondônia não poderia deixar de compartilhar dessa justa homenagem, também extensiva a todos os membros e servidores do Poder Judiciário”, registrou o dirigente da OAB Rondônia.


Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: