Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   22/janeiro/2020     
política

Garçom espera ter quase 100 candidatos a vereador do seu lado

23/5/2008 09:58:48
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O deputado Lindomar Garçom reuniu quase uma centena de pré-candidatos a vereadores comprometidos com o seu projeto de se tornar prefeito de Porto Velho. 


 Aspirantes ao legislativo municipal pelos partidos PTdoB, PV e PHS estiveram reunidos no Rondon Pálace Hotel, reafirmando o compromisso de defender a postulação do deputado Lindomar Garçom, de disputar, pelo PV, a sucessão municipal da capital rondoniense.

Eles ouviram do parlamentar exortação sobre as dificuldades de enfrentar uma campanha “que será das mais concorridas” e com pouquíssimos recursos, “diante de concorrentes que, segundo se sabe, estarão com folga de recursos para gastar na captação dos votos”.

Os aliados de Garçom também mostraram otimismo em relação ao pleito deste ano. No geral, eles demonstraram que acredita ser o deputado o melhor nome para enfrentar e vencer o atual prefeito, “porque é quem tem condições de fazer uma administração que valoriza o ser humano, como fez em Candeias do Jamary”.

Lindomar tem o total apoio dos integrantes do Partido Verde à sua postulação. “Ele tem uma grande representação popular na capital, onde foi o deputado federal mais votado. Foi prefeito de Candeias por duas vezes e até hoje é elogiadíssimo pelo excelente trabalho que fez na consolidação daquele município, que já foi distrito de Porto Velho. Está mais do que provado que Lindomar Garçom usa a política para buscar o bem comum e administra sempre com muita responsabilidade”, disse Antenor da Sitathi, o presidente regional do PV em Rondônia.

ALIANÇA

Lindomar Garçom é desses políticos que começa a trabalhar muito cedo e vai dormir tarde. Além de constantes visitas à base eleitoral, ele tem divido seu tempo entre Brasília, Porto Velho e cidades do interior (onde obteve boa votação e mantém ainda liderança política); dedicando-se mais à construção de uma aliança capaz de melhorar suas condições na disputa pela prefeitura da capital.

O pré-candidato do PV acredita formar uma aliança com pelo menos “uns cinco partidos”. Ele prefere não comentar os detalhes das conversações que vem mantendo com as demais siglas, mas deixou a entender que está buscando entendimento com o PPS, o DEM e outros partidos menores.

GOVERNO VERDE

Convidado por IMPRENSA POPULAR a se manifestar sobre a administração da capital no momento, Lindomar Garçom disse que “ainda não é o momento” de entrar no mérito da gestão petista. “Mas posso falar sobre o que o PV pensa sobre uma boa administração municipal”, disse.

E assim, Garçom afirmou que uma boa administração deve buscar elevar a qualidade de vida e atender as necessidades da população. Neste sentido o PV está ouvindo a população e já detectou, não só os problemas pontuais, como os problemas macros que atingem a população: Saneamento, Segurança Pública, Saúde e Emprego. É dever de uma boa administração buscar resolver prioritariamente estas questões.

As propostas de Lindomar Garçom, que constarão do programa de governo a ser amplamente debatido com a sociedade, estão sendo trabalhadas por uma gama de pessoas com liderança em segmentos da sociedade e com formação técnica “dos melhores centros de formação e de saber da cidade”, como disse o próprio Garçom.

Para ele “a prioridade maior” de uma administração do PV – um partido fortemente ligado às questões da proteção ambiental e da melhoria da qualidade de vida da sociedade – numa cidade como a capital rondoniense, “é fazer todo o esforço para que o saneamento básico seja uma realidade e não apenas uma promessa e uma aspiração do povo”.

E saneamento não pode ser, como disse Garçom, apenas levar água tratada a toda a população: “é preciso implementar a rede coletora de esgotos, a estação de tratamento, reciclagem e aproveitamento do lixo urbano e até um plano de arborização, capaz de reduzir os efeitos do calor, da poluição, dando contribuição para reduzir o efeito estufa que é uma preocupação de todo o mundo”.

Com relação à Segurança, Garçom acha que o município tem de assumir a sua parte, “seja melhorando a iluminação pública, seja implementando uma guarda municipal e também implementando programas para combater o ócio reinante na juventude, com ações na área dos esportes, do lazer, da educação e da cultura”.

O Partido Verde tem uma responsabilidade muito grande com o ser humano. Isso significa investimentos maciços na Educação. “Por exemplo, hoje temos cada vez mais crianças e jovens envolvidos com drogas e pequenos furtos, é um problema ligado à segurança, mas que com investimentos na educação podem ser resolvidos. Se as crianças do ensino fundamental tiverem a oportunidade de se dedicarem na parte da tarde, em suas próprias escolas, ou em outros equipamento públicos, em atividades esportivas, teatro, música (fanfarras, orquestras de viola, canto, etc.), reforço escolar, atividades ambientais, etc., terão menos tempo para estarem na rua, à toa, aprendendo coisas erradas”, reforçou Lindomar Garçom.

Com relação à Saúde, outra reclamação freqüente da população, “é necessário investir em prevenção e nas melhorias das unidades de saúde existentes, bem como na construção de um hospital municipal para atendimentos de média complexidade, explicou Lindomar. Não é uma tarefa fácil, mas ela precisa ser encarada com firmeza”, disse o pré-candidato do PV.

FALTOU OPOSIÇÃO


Convidado a explicar, em sua visão, porque o prefeito petista Roberto Sobrinho – que chega ao fim do mandato sem uma grande obra estruturante – conseguiu construir uma imagem de realizador, Lindomar Garçom fez a seguinte avaliação:

- Ele certamente fez alguma coisa nestes quatro anos, coisas pequenas, que não modificaram em nada a qualidade de vida da maioria da população e nem melhorou os aspectos urbanos da capital. Os velhos problemas continuam ai mesmo. A cidade ganhou dinamismo pela sua própria importância econômica, pela chegada de novos investimentos privados. Mas essa gente que está no governo soube vender a imagem de eu os prefeitos anteriores foram muito ruins. Essa gestão soube destruir a oposição na Câmara, soube fazer barulho com propaganda na imprensa, investindo pesadamente na mídia e com isso cooptando praticamente todo mundo. Governar com uma oposição calada e com a dinheirama para alimentar a mídia permite a criação de uma imagem manipulada em favor da promoção pessoal e do próprio partido. Mas essa visão, sem lastro na realidade, será confrontada no momento oportuno do debate eleitoral.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: