Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   24/janeiro/2020     
reportagem

Bandidos atacam caravana de Rondônia que foi ao Peru

24/5/2009 18:37:59
Por TudoRondonia.com
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Morte e assalto marcaram ida da caravana de Rondônia ao Peru. 



Clique para ampliar

Porto Velho, Rondônia - A viagem do grupo de empresários e funcionários públicos que foi ao Peru numa caravana liderada pelo Governador Ivo Cassol (PPS), chamada de “Fronteiras do Progresso”, começou com uma tragédia, a morte de um inspetor da Polícia Rodoviária Federal, e acabou com um bando de saqueadores bolivianos atacando a comitiva e roubando um dos automóveis, mas nenhum desses episódios parece ter abalado o governador, que considerou positiva a “aventura”.

Logo no início da viagem ao Peru, a tragédia. O inspetor da Polícia Rodoviária Federal Itamir Ferreira Marques, 38 anos, lotado na 1ª Delegacia/PRF em Rondônia, morreu num acidente quando fazia a segurança do governador.
A comitiva saiu de Porto Velho por volta das 09 horas da manha do dia 12/05 com direção a Rio Branco/AC, sendo que a escolta terminaria em Assis Brasil/AC, uma vez que trajeto a ser seguido pela PRF seria até a divisa com o Peru.
No final da tarde daquele dia, Itamir foi vitima do acidente de trânsito ocorrido no BR- 317, Km 111, na curva do Alemão, no Município de Senador Guiomar.

Cassol parece não ter se abalado nenhum pouco com a morte do policial e determinou que a comitiva seguisse em frente, contrariado apenas com as autoridades sanitárias peruanas, que impediram a entrada da 50 quilos de  picanha rondoniense levados pelo governador para churrasquear junto com seus assessores, amigos e empresários. O corpo de Itamir retornou a Porto Velho e a comitiva de Cassol seguiu em frente.

Na manhã deste sábado, quando o governador já havia retornado de avião e desfrutava a segurança do Palácio Getúlio Vargas, a comitiva,  abandonada na estrada por ele,  foi atacada por um bando de salteadores bolivianos e por pouco não acontece uma nova tragédia.

Um dos veículos que fazia parte da comitiva foi roubado por criminosos na manhã deste sábado, 23 de maio, a cerca de 30 quilômetros do município de Concepcion, na Bolívia, próximo à cabeceira de uma ponte de uma estrada de terra, quando retornava a Rondônia.

O veículo era uma camionete da marca Toyota, modelo SW4, que pertencia ao empresário Olino Neri Zoche, de Vilhena, que estava acompanhado do também empresário Altair Curtz, de Porto Velho. Foi confirmado que ambos não sofreram qualquer tipo de violência física e que foram até o posto fiscal de Santa Rosa, próximo à fronteira do Brasil, ainda em território boliviano, para denunciar o ocorrido.

De acordo com informações de testemunhas, o veículo dos empresários seguia alguns metros a frente do comboio quando foi abordado por 6 bandidos armados que renderam os ocupantes. Ao perceber a ação criminosa, o servidor da Secretaria de Desenvolvimento , Manoel Serra, que estava acompanhado do coordenador da Receita Estadual, Ciro Funada, no veículo seguinte, fez meia-volta e retornou para buscar ajuda da equipe de segurança do Governo do Estado, que vinha atrás juntamente com a viatura do Corpo de Bombeiros e do Decom (Departamento de Comunicação Social), além de mais dois veículos de empresários que estavam no comboio.

Os policiais militares da equipe de segurança fizeram buscas, juntamente com policiais militares bolivianos que foram acionados, mas até às 13:00 horas deste sábado não haviam encontrado o veículo roubado do empresário, que era segurado.

Numa nota em que detalha a ação dos criminosos, “o Governo do Estado de Rondônia lamenta o ocorrido e também disponibilizou policiais civis e militares para as buscas do veículo em território nacional, contando com a colaboração da Polícia Federal para solucionar o caso, além de oferecer os meios disponíveis para trazer os empresários até suas residências em segurança”.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: