Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   27/setembro/2020     
política

Mariana espera transformar Porto Velho numa cidade melhor para se viver

9/6/2009 16:55:29
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Em seu primeiro mandato, Mariana Carvalho age como alguém que não se conforma com as injustiças. Ela acredita que Câmara precisa reagir diante dos problemas que afligem os moradores da capital rondoniense. 



Clique para ampliar

Mariana Carvalho foi eleita em 2008 vereadora de Porto Velho, pelo PSDB, vai se transformando numa espécie de fenômeno político no município, pois com sua campanha não só ajudou a “derrubar” muitos medalhões da política portovelhense.

Mariana sempre acompanhou o pai na militância política. E foi assim que chegou a presidir o movimento jovem do partido tucano, de onde praticamente nasceu a militância que se mobilizou para lançá-la candidata e vencer com uma das maiores votações do município portovelhense.

 

TÁ TUDO DOMINADO

Os eleitores de Porto Velho decidiram fazer uma renovação como nunca se viu na Cãmara de Municipal de Porto Velho, reelegendo apenas três vereadores da legislatura passada. E dentre os novos eleitos, a maioria fez campanha como oposição ao prefeito Roberto Sobrinho. Assim, imaginava-se que em seu segundo mandato o prefeito teria de governar com minoria no Legislativo.

Mas, passados apenas seis meses do inicio dessa nova legislatura o que se vê é um mudança total no desenho definido pelo povo nas urnas de 2008. O prefeito – reeleito em primeiro turno – já dá plenamente as cartas na Câmara Municipal onde somente 4 vereadores ainda estão no time da “oposição”.

Mais uma vez o Executivo pode dizer que na Câmara Municipal “tá tudo dominado”. Até o líder do prefeito é um vereador (Marcelo Rezende) eleito pelo PV, participando da campanha de oposição do candidato que ficou em segundo lugar, o deputado Lindomar Garçom.

Mas nem todos os que foram eleitos pela oposição se renderam ao canto da sereia entoado por Roberto Sobrinho, o prefeito do PT. E esse é o caso da vereadora Mariana Carvalho.

 

COM ESPERANÇAS

Mariana já descobriu que a Câmara Municipal “não é dá espaço” como ela imaginava na fase em que era apenas candidato, “para fazer andar todos os projetos” que tinha na cabeça e que considera importante para melhorar a vida dos moradores de Porto Velho.

Ela já descobriu, também, que não é fácil “conseguir que a prefeitura atenda os pedidos de providência” feitos praticamente todos os dias, frutos de reivindicações de moradores de todas as regiões da capital.

Mariana, em sua primeira entrevista exclusiva a Imprensa Popular, já descobriu que não é fácil fazer oposição dentro de um colegiado onde a maioria parece preferir ficar do lado que a vaca deita. Mesmo assim, como confessou, ela não está, ainda, decepcionada “e se mantém como uma esperançosa incurável”.

“Eu quero que a nossa cidade melhore, que as coisas mudem. Por isso torço para que o prefeito faça uma boa gestão. E fazendo uma oposição responsável na Câmara, acabamos ajudando o Executivo a cometer menos erros, pois assim a admistração poderá mostrar-se comprometida em fazer de Porto Velho um lugar melhor para todos”.

 

FISCALIZAÇÃO

Mariana Carvalho não esconde sua preocupação em não decepcionar aqueles que votaram nela, “para que eu viesse aqui para a Câmara disposta a interpretar a vontade do povo e ser fiscal das atitudes e ações do Executivo”, exatamente porque “o povo não aguenta mais ser vítima do estelionato eleitoral” que se tornou uma coisa comum na política brasileira.

A eleição de Mariana Carvalho foi uma espécie de quebra de paradigma na presença femina na Câmara Municipal de Porto Velho.

Ela gostaria que “houvesse um equilíbrio maior na distribuição de forças” dentro da Câmara Municipal, porque, como diz, “não é fácil fiscalizar e cobrar o Executivo, quando só há quatro vereadores na oposição, contra 12 prontos a apoiar tudo o que o prefeito mandar”.

Mesmo assim “não vou desistir de trabalhar o meu mandato para mudar a cara da cidade”.

É através dos discursos e intervenções de Mariana que mazelas de setores importantes, como a Saúde, acabam sendo revelados na Câmara.

“Tenho denunciado que falta compromisso, respeito e responsabilidade no gerenciamento da saúde pública municipal, com unidades ondes faltam macas, pessoal, equipamentos e até ambulâncias para atender toda a cidade. Ora quando constato essa situação não ficarei aqui, calada, sem cobrar”, destacou a vereadora.

 

INDEPENDÊNCIA

Mariana acha que a atual legislatura tem a obrigação de escrever uma história bonita para o parlamento se não quizer ver repetida “a manifestação do povo” renovando mais uma vez essa Casa na próxima eleição.

Ela falou sobre a agressão que a vereador do PCdoB, Elis Regina, sofreu do procurador geral do município e sobre “a falta de reação” da Câmara Municipal a este caso. Para ela “esta falta de independência do Poder” acaba sendo prejudicial a todos os vereadores. Na sua opinião a vereadora comunista “não gosta de apanhar” e se não tomou medidas sérias de repúdio à agressão foi porque “percebeu, possivelmente, que não encontraria apoio da maioria dos vereadores ligados ao prefeito, para uma decisão mais drástica”.

A falta de independência da Câmara seria também “o motivo pelo qual os vereadores” não demonstram intersse em investigar denúncias como a que tratou da compra superfaturada de grama para beneficiar uma firminha de um parente do secretário Jair Ramires.

Mas nem por por isso vai deixar, como diz, de cumprir o seu papel, mesmo que para isso seja necessário marcar cada vez mais o contraste entre sua maneira de fazer política dos seus demais pares.




Comentários (1)
Parabens

É de pessoas com esse pensamemto que precisamos para melhorar o cenario politico do nosso pais, acredito na capacidade e na coragem dessa joven, que ao vê-la ja transparece humildade e verdade.

Roberto - Porto Velho/ RO.
Enviado em: 10/6/2009 12:15:48  [IP: 200.140.171.***]
Responda a este comentário

Mais Notícias
Publicidade: