Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  dom,   27/setembro/2020     
política

Moreira Mendes está fazendo qualquer negócio

9/6/2009 21:53:10
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



O deputado sonha em montar um “blocão”, reunindo partidos numa sopa de letrinhas. 


 

Eleito deputado federal com o apoio do governador Ivo Cassol, o presidente regional do PPS, Moreira Mendes, acredita ser capaz de reunir numa sopa de letrinhas as siglas mais díspares da política brasileira, como comunistas e democratas, sem contar desafetos intransigentes do grupo do governador, como Acir Gurgacz e o seu PDT, tudo isso numa coisa que o deputado Moreira Mendes chama de “blocão” para, como disse, dar sustentação a “um projeto político único” (isso tá parecendo coisa de ditadura) para ganhar as eleições de 2010.

Analistas da cena política do Estado acham que o deputado Moreira Mendes terá, pessoalmente, dificuldades para renovar seu mandato. Como deputado ele não conseguiu “a mesma aprovação que conquistou junto à opinião pública, quando cumpriu o restante do mandato de senador de José Bianco”.

Segundo porta-voz do deputado, seu projeto político está avançando. Ele, disse o porta-voz, reuniu-se em Brasília com o presidente da executiva estadual do PCdoB (Partido Comunista do Brasil) Manoel Carlos Néri. A exemplo do que fez com PDT, DEM e PSDB, Moreira oficializou o convite para que os comunistas também integrem o bloco que deverá ser criado em âmbito regional para as eleições de 2010.

Na nota da assessoria do parlamentar, Néri, que também é presidente do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), “foi bastante receptivo à ideia”, disse Moreira Mendes ao final do encontro. Ambos concordam que uma eventual aliança será proveitosa para todos os partidos, especialmente no processo de escolha dos candidatos ao Governo e ao Senado. “Temos um consenso de que essa escolha (dos candidatos) tem de ser feita a partir de um amplo entendimento entre os partidos e a sociedade rondoniense. Os candidatos devem ser pessoas com reais compromissos com o desenvolvimento do Estado, com a saúde, com a educação e a modernidade”, assinalou o deputado.

 

COMPANHEIRO

Moreira Mendes afirmou ainda que o presidente do PCdoB deixou claro que, de sua parte, considera viável a aliança com o PPS e a entrada da sigla no bloco, mas alerta que não se deve antecipar a escolha de candidatos a governador e a senador, mas concentrar esforços na escolha de candidatos a deputados estaduais e federais para compor futuras coligações.

“Achei extremamente proveitosa essa conversa com o companheiro Manoel Néri. A vinda do PCdoB a este projeto do bloco não apenas fortalece o grupo com nomes de expressão como o de David Chiquilito (ex-vereador e ex-candidato a prefeito de Porto Velho), mas também amplia as possibilidades de uma grande aliança partidária, porque o PCdoB é um partido forte, com história e muitas conquistas no País e no estado de Rondônia”, avalia Moreira. Ele acrescenta que, ao integrar o bloco, o PCdoB estará ampliando, também, seu espaço na política local.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: