Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   28/outubro/2020     
cidades

Seca já começou no Amazonas, diz Sipam

2/7/2009 14:42:02
Por Assessoria / SIPAM
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



De acordo com a meteorologista do Centro Regional do Sipam em Manaus, Ana Cleide Bezerra, a estação seca na capital do Amazonas já começou. “Isso não significa que vai parar totalmente de chover, pois com o calor que faz durante o dia e a alta umidade da região algumas vezes podem ocorrer pancadas de chuvas rápidas em áreas isoladas”. 


 

O Sistema de Proteção da Amazônia, vinculado à Casa Civil da Presidência da República, divulgou ontem (1º/7) o boletim climático com prognóstico do clima para os próximos três meses na Amazônia Legal. De acordo com a meteorologista do Centro Regional do Sipam em Manaus, Ana Cleide Bezerra, a estação seca na capital do Amazonas já começou. “Isso não significa que vai parar totalmente de chover, pois com o calor que faz durante o dia e a alta umidade da região algumas vezes podem ocorrer pancadas de chuvas rápidas em áreas isoladas”.

 

A meteorologista informou ainda que as chuvas no extremo norte do Amazonas ainda podem ocorrer acima da média nas primeiras semanas do mês de julho. “A previsão é de que nos meses de agosto e setembro volte a normalidade. Mas com isso não podemos afirmar que as chuvas dessa área possam influenciar na subida do Rio Negro”.

 

O boletim também traz informações sobre um fenômeno conhecido como friagem, que durante o próximo trimestre poderá acontecer no sul da região Amazônica e é caracterizado pela entrada de massas de ar frio e queda abrupta da temperatura do ar, especialmente no Acre, Rondônia e Mato Grosso, mas podendo, em situações excepcionais, atingir o sul dos estados do Amazonas e Pará.

 

“Devem ocorrer chuvas acima dos padrões climatológicos no sul de Roraima, extremo norte do Amazonas, norte do Pará e do Maranhão e estado do Amapá no início do trimestre, particularmente nas primeiras semanas de julho, tendendo a normalidade nos meses seguintes. Para as demais áreas, o prognóstico é de chuvas na categoria normal, obedecendo aos padrões climatológicos”, informou Ana.

 

O boletim climático da Amazônia é elaborado todos os meses pelo Sistema de Proteção da Amazônia. As discussões para a elaboração do boletim são realizadas uma vez por mês nos Centros Regionais do Sipam em Manaus, Belém e Rondônia e contam com a participação de órgãos parceiros entre eles o Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Defesa Civil, Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Fundação Estadual de Meio Ambiente Ciência e Tecnologia de Roraima (FEMACT-RR).

 
CHEIA DO RIO NEGRO
 

Segundo Alice Amorim, do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), hoje o rio Negro atingiu a marca de 29,77 metros. “Já começou a estabilizar, pois estava subindo três centímetros por dia, mas desde a última sexta-feira está subindo apenas um centímetro por dia”. Alice informou ainda que as estações de Manacapuru, Itapeua e Careiro da Várzea, que ficam acima de Manaus, estabilizaram. “Só podemos dizer que parou de subir quando baixa entre 20 e 30 centímetros, caso contrário afirmamos apenas que estabilizou nessas áreas já que no máximo sobe ou desce um centímetro por dia”.

 

* O Boletim Climático está disponível no site do Sipam: www.sipam.com.br

FONTE: Assessoria / SIPAM




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: