Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   6/abril/2020     
reportagem

Rio Branco dá de goleada em Porto Velho

01/08/2009 09:51
Por Aldrin Willy
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A capital acreana é bonita de se ver e, pelo menos em sua região central, esbanja urbanismo de fazer inveja a muita cidade grande. 



Clique para ampliar

As imagens são de Rio Branco, capital do nosso estado vizinho, o Acre. Mas, a julgar apenas pelas formas da cidade, pela arquitetura de seus prédios, pelo requinte de seus monumentos, poderiam muito bem passar por qualquer cidade desenvolvida do país.

O centro da cidade é de uma beleza sem igual. Prédios públicos com arquitetura clássica, como o Palácio da Justiça e o Palácio do Governo, convivem harmonicamente com outros de linhas mais modernas, como a sede acreana da Assembléia Legislativa.

Os monumentos — convidativos e ao mesmo tempo imponentes — são muitos e instalados em locais que os valorizam.

As praças são limpas, bastante arborizadas e não faltam lugares para se sentar — o que é coisa obrigatória, mas, a exemplo de Porto Velho, ainda é uma raridade de se encontrar. Mas as praças também reservam lugar para a cultura e a gastronomia locais.

A orla é outra preciosidade da capital do Acre. No calçadão da Gameleira, o Mercado Velho, as casas e demais construções, que remontam há dezenas de anos, estão muito bem preservadas e são, sob a branda luz do entardecer, o palco perfeito para se deliciar com uma doce bebida ao som da boa música que costuma freqüentar o local.

O Rio Acre, cujas águas barrentas atravessam Rio Branco, pode ser melhor visto da passarela que liga um lado a outro da capital acreana. Duas outras pontes e uma quarta, em construção, ajudam a completar a paisagem da cidade. À noite, a vista ganha um colorido deslumbrante, tendo a gigantesca bandeira do Acre tremulando ao fundo.

Sem fazer paralelos entre uma capital e outra, o fato é que em Rio Branco parece haver na população um senso de cuidado maior com o que é seu, com sua cidade. Tanto que eles fazem questão de valorizá-la, registrando onde podem a história de sua fundação.

Os porto-velhenses precisam desenvolver mais esse espírito de apreço pela cidade para que, daqui a algum tempo, possamos ter uma capital que nos dê gosto de mostrá-la para todo o Brasil. De nada vale criticar as pessoas que apontam os problemas da capital rondoniense. É, contudo, fundamental e indispensável cobrar melhor atuação dos gestores municipais se um dia quisermos ostentar uma capital que seja um colírio para os olhos.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: