Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   28/outubro/2020     
artigos

CORRUPÇÃO: Jornalista aponta fraude em licitação para beneficiar empreiteira ligada a petistas na obra de duplicação da avenida Caúla

15/8/2009 16:05:29
Paulo Andreoli
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Segundo reportagens publicadas no jornal Rondôniaovivo, empreiteira ligada a petistas foi beneficiada com fraude na licitação para obra de duplicação da avenida José Vieira Caúla. Leia o artigo completo. 


 
Durante esta semana, o Jornal Eletrônico Rondoniaovivo publicou diversas reportagens sobre a obra da avenida José Vieira Caúla, que se arrasta há quase dois anos, causando transtorno para a comunidade e prejuízo para os comerciantes do perímetro.
 
Desde o início da obra, executada pela Uni Engenharia ( empresa importada para Rondônia supostamente por militantes petistas) chegam denuncias neste veiculo de comunicação. No início, por falta de sinalização na obra (que inclusive causou acidentes com vítimas), depois com a utilização de material e técnicas de engenharia de segunda linha, seguida da greve de funcionários por falta de pagamento.
 
Com o calote, que se estendeu a fornecedores e tributos/impostos, veio a paralisação da obra e as manifestações populares pela falta de respeito com o cidadão. Se não bastassem os casos acima citados, ainda tivemos para “acabar” com a paciência , a prefeitura executando a obra para a empresa contratada durante período eleitoral e um acordo amigável entre o prefeito e o empresário, com os portovelhenses ficando devendo mais de 600 mil reais pelas benfeitorias supostamente aplicadas pela Uni Engenharia. E olha que este não foi o único golpe da empresa nos rondonienses. Publicamos no início do ano, outra maracutaia da UNI, especificamente nas obras de drenagem da Zona Leste.
 
Também se ouvia a “boca pequena” que a empresa seria de José Dirceu, político petista de projeção nacional e que a vinda da empresa para o estado teria sido intermediada pelo grupo político da senadora Fátima Cleide. No período eleitoral chegou notícias de uma rusga entre o prefeito e a senadora por causa da Uni Engenharia, com Roberto reclamando que os “amigos” da senadora estavam atrapalhando sua campanha de reeleição, com a “Vieira Caúla” sendo usada pelos adversários como bode expiatório de sua administração.
 
Era muita denúncia sobre um mesmo caso. Pois bem, Nós do Rondoniaovivo acreditamos que conseguimos achar o “fio da meada”, fruto de um trabalho de jornalismo investigativo que consumiu meses de paciência e perspicácia.
 
A licitação para a contratação da empresa que executaria as obras foi direcionada e fraudada. Digo com todas as letras, com nada do tal “suposto”. Foi sim, uma fraude.
 
Após a publicação da denúncia, aguardamos a declaração da prefeitura, que diga-se de passagem, ignora todas as reclamações e anseios da comunidade, com o prefeito usando da tática do “avestruz” para evitar falar sobre problemas que afligem sua administração.
 
Mas desta vez era certo que iam responder. A denuncia é séria e bem embasada, com documentos que atestam o “jeitinho” para a Uni vencer. Pois bem. E não é que veio a “nota oficial”, falando em erro de digitação e pasmém leitores, afirmando que sete pessoas assinanaram um documento que valia mais de sete milhões de reais sem ver. Os empresários não viram que estavam sendo desclassificados e perdendo alguns milhões e mesmo assim assinaram? Ou todo mundo que estava nomeado para a tal sessão licitatória é tapado, leso e abestalhado? Vai querer que a população acredite que sofreram de um "branco coletivo", sem ninguém ter se apercebido do que faziam naquele local?
 
E os termos técnicos que inabilitaram as empresas, bem específicos e detalhados, foram também por coincidência digitados errados?
 
Por favor, senhor Prefeito, tenha a santa paciência. Está pensando que aqui todo mundo é bobo. Esta desculpa só cola nos jornalistas "comissionados" do seu gabinete. Aqui, Roberto, ninguém está brincando de fazer Jornalismo. Respeite nosso trabalho. Somos o espelho da comunidade, reportamos a voz do povo. Temos hoje mais de 100.000 páginas lidas por dia, fruto da confiança dos leitores no nosso trabalho.
 
Como não poderia deixar de ser, ainda tentaram no "esclarecimento palaciano" desqualificar o trabalho realizado pelos repórteres do Rondoniaovivo. Aliás, SITE são os seus parceiros politicos, aqui o nome correto é Jornal Eletrônico.
 
Pois bem, usando da técnica de pescaria, onde se dá linha para “matar” o peixe, esperamos o esclarecimento da Prefeitura. E a conversa que veio não engana nem a bailarina da praça. Para fisgar o bagrão mentiroso, na tarde desta sexta-feira, entregamos novos documentos ao MPF – Ministério Público Federal que comprovam que a versão oficial da prefeitura é mentira, uma grande MENTIRA. E novamente embasada em documentos oficiais da PMPV.
 
Nesta segunda-feira, o Rondoniaovivo publica os documentos atestam que a versão fantasiosa da assessoria de Roberto Sobrinho é uma farsa.
 
Fica uma dúvida no ar? Será que todos os envolvidos no caso, vão conseguir contar a mesma história e convencer os Procuradores, Promotores e delegados que tudo foi mesmo um erro de digitação? Novamente uma sugestão aos “peixes pequenos”. Procurem logo o MPF para garantirem sua defesa justa. Chegam informações que o “alto clero” do PT local vai jogar a bomba no colo de vocês. Nada mais inteligente que uma delação premiada.
 
Para finalizar, temos consciência da gravidade da denúncia, dos perigos de expor o povo do PT do sudeste ( estamos com os nomes do verdadeiros donos da Uni,  além dos contratos sociais da empresa, né Kurban...), já que em São Paulo, dois prefeitos do PT (Santo André e Campinas) foram assassinados por motivos relacionados a corrupção de integrantes do partido. Mas com a responsabilidade para com o povo de Rondônia, vamos continuar nosso trabalho de investigação deste caso e outros, como a transposição da avenida Farquar ( vem chumbo grosso).
 
Em relação ao seu modo de se referir a repórteres do Rondoniaovivo, como da última vez em Maio de 2008, quando ofendeu a honra de minha mãe, peço que dobre a língua, "seu" Roberto. Se acaso insistir em proferir frases de baixo calão, desde já adianto:
 

É você .....”

(*) Paulo Andreoli é jornalista e diretor do jornal eletrônico Rondoniaovivo.com.

FONTE: Rondoniaovivo.com




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: