Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   20/setembro/2019     
entrevista

Chefe da Casa Civil diz que transferência para a União será opcional

21/9/2009 01:27:25
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Após a promulgação, Governo vai criar uma Comissão para levantar o número de servidores. 


 
O chefe da Casa Civil do Estado, Odacir Soares, que acompanhou juntamente com o governador Ivo Cassol a votação e aprovação da PEC 483 - que permite a transferência dos servidores do ex-Território de Rondônia ao quadro da União, disse que a incorporação dos servidores do estado ao quadro da União será opcional.
 
“Grande parte desses servidores sofreria prejuízos funcionais enormes, em virtude das diferenças entre os salários pagos pelo estado e pela União”, disse. Odacir explica que na União já existe um "Quadro de Extinção" para onde vão todos esses servidores. "Mas só será transferido o servidor que quiser. E aqueles que optarem, passarão a receber remuneração igual àqueles que já exercem a mesma função no quadro federal", completou.
 
Segundo Odacir Soares, o texto aprovado proíbe o pagamento, a qualquer título, de ressarcimentos ou indenizações, de qualquer espécie, referentes a períodos anteriores à data da publicação da futura emenda constitucional. "Os servidores públicos e policiais militares que vierem a ser incorporados à União, de acordo com a proposta, seguirão prestando serviços ao estado de Rondônia".
 
O chefe da Casa Civil também fez questão de desfazer um equívoco que estava sendo noticiado de que somente seriam beneficiados os servidores do ex-território, em 1981, quando da criação do Estado, e aqueles que entraram no quadro até 1987, com a posse do primeiro governador.
 
Explicou que uma emenda do deputado federal Mauro Nazif (PSB) assegurou que o funcionalismo em atividade até 1.991, também será beneficiado Usando as mesmas palavras do governador Ivo Cassol, Odacir Soares diz que a aprovação da PEC representa a justiça para o estado e para os servidores. “Vamos economizar mais de R$ 300 milhões por ano que serão investidos em estradas, escolas, segurança e saúde para a população”.
 

De acordo com Odacir Soares, assim que a emenda for promulgada, o governo criará uma comissão para fazer um levantamento do número de servidores que serão repassados para a União.

FONTE: DECOM/RO




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: