Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   3/junho/2020     
política

Valverde quer porque quer ser candidato a governador

2/10/2009 07:55:24
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



H√° um por√©m na rota de Eduardo Valverde dentro pr√≥prio PT: a senadora F√°tima Cleide. 


 

Petistas históricos na capital rondoniense afirmaram para Imprensa Popular que o deputado Eduardo Valverde quer realmente ser o candidato do partido ao governo do Estado. De acordo com as fontes do jornal, Eduardo tem boas chances de conseguir a indicação do partido, onde, como se sabe, o nome de maior poder de decisão ainda é o da senadora Fátima Cleide.

 

Eduardo já afirmou aos seus companheiros que não irá disputar mais a reeleição de deputado federal podendo, se não conseguir a indicação para o cargo majoritário, até ficar fora da disputa eleitoral em 2010.

 

Quem deverá ficar com sua vaga na disputa pela capital será Israel Xavier, que foi secretário municipal de planejamento no primeiro mandato do prefeito Roberto Sobrinho e agora responde por uma dessas secretarias que mais parece uma fantasia criada pela bela Sherazade, das “1001 noites”.

 

TEM FÁTIMA NO CAMINHO

 

O deputado Valverde aparentemente é o nome preferido dos petistas com mandato no estado. A dificuldade para que consiga ser o candidato petista tem o nome de Fátima Cleide, a senadora que também pretende enfrentar os demais pretendentes ao Palácio Getúlio Vargas. Na estrutura partidária, segundo se informa, Fátima divide o poder petista com o atual prefeito porto-velhense, Roberto Sobrinho.

 

O prefeito, que nem pode ser candidato (esse era seu desejo) por estar inelegível pela Justiça Eleitoral, acha que terá mais dividendos eleitorais apoiando Valverde.

 

Isso na verdade não ajuda o deputado no seu projeto, principalmente porque dentro do PT é cada vez maior a certeza de que Roberto Sobrinho só defende seus próprios interesses ou de seu pequeno grupo.

 

Fátima tem uma maneira de fazer política que combina com esse Senado de hoje. Mesmo assim a ex-professorinha deseja de verdade ser candidata a governadora, com a idéia de aproveitar-se do que ele considera uma crise de credibilidade e autenticidade da política rondoniense.

 

Dona Fátima continua acreditando em seu papel de paradigma da honestidade e da ética. Ela não aceita a idéia de que é uma figura sem maior representatividade, sem povo e sem voto para sentar-se no principal gabinete do Palácio Getúlio Vargas.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: