Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   9/julho/2020     
artigos

O oitavo aniversário do jornal que não foge da polêmica

2/11/2009 15:48:50
Imprensa Popular
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Só muita garra e idealismo permite a continuidade de Imprensa Popular. 



Clique para ampliar

Com esta edição marcamos o 8º aniversário de Imprensa Popular, período em que o jornal se manteve com sua característica de veículo de comunicação polemista, que nunca aceita caminhar pelo terreno da neutralidade. O jornal, que começou semanário, deveria estar hoje não só na sua 124ª edição, se não tivesse ao longo desses anos sofrido sérios revezes para manter-se como um jornal que não abre mão do exercício da liberdade de informação e de opinião.

Foi, por isso mesmo, duramente golpeado por decisões da toga em dois períodos eleitorais importantes. Até hoje o jornal sente o reflexo econômico dessas decisões, sem conseguir aumentar sua periodicidade que, no ano de seu nascimento foi semanária.

Hoje, ainda em fase de recuperação do garroteamento econômico – mais sério em virtude da exclusão imposta por “donos” de nichos políticos, da partilha da verba pública de publicidade – o jornal luta para estar pelo menos uma vez por mês junto aos seus milhares de leitores de Porto Velho.

Imprensa Popular é um jornal de causas da cidade de Porto Velho mas também de defesa dos interesses de todo o Estado rondoniense.

É, também, um jornal voltado para reconhecer, defender e difundir a grande cultural rondoniense, sempre trazendo às suas páginas os personagens mais expressivos desse segmento tão olvidado pelos nossos homens públicos.

Com uma tiragem média de 10 mil exemplares, Imprensa Popular é distribuido (90% de sua tiragem) gratuitamente em segmentos onde estão os formadores em potencial de opinião, como a classe dirigente privada e pública, membros da comunidade universitária, integrantes do Executivo, Legislativo e Judiciário, além da venda (10% de sua tiragem) em bancas.

Para que Imprensa Popular continue existindo, especialmente como mídia impressa, é preciso ter muita garra e muito idealismo. Esse ingrediente existe em todos os colaboradores de Imprensa Popular e também temos o apoio de e incentivo de muitas pessoas do bem que atuam em nossa coletividade.

Mesmo nos momentos em que parecia não existir mais luz no fim do túnel, conseguimos vencer que fizeram de tudo para que este periódico calasse a boca ou fechasse suas portas. Agora mesmo estamos enfrentando a pressão da estrutura do poder e ela é massacrante, judiativa e por vezes, retira a última gota de esperança e incentivo de fazer um jornal sério e comprometido.

Avisamos entretanto àqueles que não suportam a verdade que vamos continuar, buscando ser referência na comunidade, quando se trata de defender o bem estar coletivo, sem abaixar a cabeça diante das imoralidades e falcatruas.

Na nossa visão jornalística, o espaço de Imprensa Popular não se destina a esse jornalismo de futilidades e bobagens regiamente pago principalmente com verba da publicidade oficial. Preferimos continuar alijados dessas benesses, mas cumprindo o nosso papel de grande incentivador de debates e discussões.

Com esse editorial pretendemos agradecer a todos aqueles que têm contribuído para que Imprensa Popular comemore mais um aniversário, com disposição para continuar por vários anos ainda sua permanente luta pela democracia, pela liberdade de informação e da manifestação do pensamento, pois são elas que irão sustentar com integridade a construção de um estado e de um minicípio onde a sociedade será cada vez mais solidária e mais integrada a um futuro de justiça social.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: