Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   21/novembro/2017     
entrevista

Desestrutura familiar é a maior culpada pelo mau aproveitamento escolar, diz especialista

16/11/2009 14:53:07
Por Luiz Carlos Araújo
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Segundo o psicanalista e psicopedagogo Chafic Jbeili, crianças oriundas de famílias desfeitas, problemáticas ou com pais ausentes têm maior dificuldade no aproveitamento escolar. 



Clique para ampliar

Considerado um dos maiores especialistas no desenvolvimento educacional, o psicanalista e psicopedagogo Chafic Jbeili ministrou, neste final de semana, curso de Avaliação Psicopedagógica a professores, psicólogos, médicos e acadêmicos das áreas de saúde e educação.

Membro da Associação Brasileira de Medicina Psicossomática do Distrito Federal (ABMP/DF), Jbeili disse que, ao longo de seus oito anos de carreira, em atendimentos clínicos, notou que apenas 6% das crianças com problemas na aprendizagem têm transtornos, como a dislexia e a discalculia. “Os outros 94% das crianças atendidas, sem distinção de classe, apresentam dificuldades de aprendizagem decorrentes de problemas familiares”, acentua.

Realizando o curso pela primeira vez em Porto Velho, no auditório do Campus Três da Uniron, no Porto Velho Shopping, Jbeili orientou pedagogos e psicopedagogos e suscitarem ideias que venham a convergir na criação da Escola de Pais, movimento de iniciativa da instituição que visa levar os pais para dentro da escola, onde o professor tem a oportunidade de conscientizar o pai sobre a importância de sua presença na vida educacional do filho.

Além de atualizar os profissionais sobre as várias técnicas de avaliação e detecção dos problemas que influenciam no aproveitamento escolar das crianças, Jbeili diz que o curso serve como estopim para a elaboração de projetos, de nível macro ou micro, que consistam na minimização desses problemas. “O professor, bem como o psicólogo, pode trabalhar toda uma turma como um único aluno. O importante é o resultado obtido”.

O psicanalista Leo Aidar, promotor do curso em Porto Velho, acentua a importância da iniciativa lembrando que, na Capital, ainda há uma grande dificuldade de se diagnosticar os problemas que afetam as crianças. “O curso vem trabalhar justamente essa questão. Através das técnicas abordadas por Chafic, o professor ou qualquer outro profissional terá mais facilidade para entender a problemática que influencia negativamente uma ou outra criança”.

Os certificados do curso, segundo Aidar, serão emitidos pela ABMP/DF, em conformidade com a legislação vigente sobre cursos livres de atualização profissional.




Comentários (1)
concordo

sou estudante de pedagogia e em meus estagios tenho muitas experiencias que comprovam o quanto uma familia mal estruturada prejudica no rendimento escolar de uma criança,eu dou tal importancia a isso que esse será meu tema de tcc na faculdade...

natalie naie santos rosa - hortolandia/ SP.
Enviado em: 28/12/2009 17:02:05  [IP: 201.48.125.***]
Responda a este comentário

Mais Notícias
Publicidade: