Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   27/novembro/2020     
cidades

Lançada campanha para estimular denúncias contra exploração sexual de menores

9/2/2010 01:04:04
 
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



A campanha começa na área ribeirinha do Cai N’água, às margens do Rio Madeira. 


 

Na capital rondoniense, a Campanha Nacional de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes terá seu lançamento nesse dia 9 de fevereiro, às 16 horas, no tradicional bairro do Cai N’Água, área ribeirinha onde funciona o arremedo de porto público de Porto Velho, área apontada como de grande incidência da prostituição infantil.

Segundo adiantou os responsáveis pela campanha na capital do Estado de Rondônia, seu objetivo incentivar os cidadãos a denunciar casos de exploração sexual de menores através do Disque Denúncia Nacional, que atende pelo fone número 100.

No município de Porto Velho, sempre segundo as informações da assessoria de imprensa da prefeitura, a ação será desenvolvida através de abordagens em pontos estratégicos como a Rodoviária, Aeroporto, Cai N’Água, Balsa, nos principais blocos de rua, desfiles das escolas de samba, no Carnaleste e pit-stops.

No dia 10, a Campanha chegará ao distrito de Jacy-Paraná, através do “Projeto Acolher” que, como afirmou a fonte da prefeitura, realiza atendimento a crianças vítima de abuso sexual. Jacy-Paraná é um distrito que sofreu um aumento extraordinário da população, reflexo das obras das Usinas Hidrelétricas do Rio Madeira. Uma das consequências desse surto populacional, segundo se afirma, foi o aumento desenfreado da prostituição.

É a primeira vez que Porto Velho participa da Campanha de iniciativa nacional e que envolve também as cidades do Rio de Janeiro (RJ), Corumbá (MS), Fortaleza (CE), Vitória (ES), Belém (PA), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), São Paulo (SP), Brasília (DF) e Florianópolis (SC).

As cidades foram escolhidas por apresentarem grande desenvolvimento urbano, altos índices na exploração sexual infantil, destacando o tráfico para fins sexuais. Para contatos com o Projeto Acolher, o telefone é 3901-3240.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: