Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   8/julho/2020     
política

Valverde recebe sugestões de sindicatos para alteração na minuta da transposição

8/4/2010 19:29:39
Por Assessoria/Valverde
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Valverde: “Agora foi tirada qualquer dúvida que pairava na cabeça dos servidores sobre o período da transposição, agora consolidado de 81 a 91”. 



Clique para ampliar

Em reunião realizada nesta quinta-feira (8) entre os sindicatos e associações dos funcionários públicos com o Coordenador da Bancada de Rondônia, Deputado Eduardo Valverde (PT), foram apresentadas sugestões de aperfeiçoamento de alguns artigos da minuta encaminhada pelo Ministério do Planejamento que dispõe sobre o quadro de servidores civis e militares do ex-Território Federal de Rondônia.


De acordo com Valverde, o texto da minuta de projeto de lei apresentado pelo Ministério do Planejamento e Orçamento para regulamentar a EC 60 contempla os servidores públicos de Rondônia até 31 de dezembro de 1991, como antes confirmado pelo parlamentar que foi o relator da matéria (PEC 483) na Câmara dos Deputados. 

“ Agora foi tirada qualquer dúvida que pairava na cabeça dos servidores sobre o período da transposição, agora consolidado, pois, já é uma posição do próprio Governo de que o texto que nós colocamos na emenda foi consciente, um texto muito pé no chão e daria essa interpretação se ele fosse olhado corretamente”, observou. 

Valverde lamentou os boatos veiculados na mídia rondoniense que só aumentaram a angustia dos servidores. “Infelizmente o período pré-eleitoral acabou levando pessoas de má fé a veicularem outra versão, tentando atrapalhar a caminhada da bancada”, ressaltou o parlamentar. 

Entre as alterações apresentadas estão: 

Sugestões dadas pela Associação dos Membros da Defensoria Pública ao Artigo 2º, incluindo o inciso IV com a seguinte redação: 

IV – Os assistentes jurídicos do estado de Rondônia que foram contemplados pelo Artigo 22 dos atos das disposições constitucionais transitórias terão o direito na opção pelo quadro da DPU (Defensoria Pública da União) com as garantias e vedações inerentes ao cargo. 

Sugestões dadas pelo Sinsepol, e Aspra incluindo redação ao inciso I do Artigo 4º com a seguinte redação: 

I – admitidos de forma regular nos quadros do ex-Território d Rondônia, do Estado de Rondônia ou dos respectivos municípios, conforme o disposto no art.3º; e custeados pela União no período da Lei Complementar 41 de 22/12/81 

Sugestões dadas pela Aspometron e Aspra no que se refere aos policiais e bombeiros militares. 

Artigo 7º, parágrafo único: 

Onde se lê: A estrutura remuneratória dos militares de que trata o caput é a prevista pela Lei nº 10.486, de 4 de junho de 2002. 

Passaria a ter a nova redação: A estrutura remuneratória dos militares de que trata o caput é a prevista pela Lei nº 10.486, de 4 de junho de 2002, assegurados os direitos e vantagens . 

O Coordenador da Bancada informou que os sindicatos ainda podem apresentar outras alterações, e que posteriormente as sugestões toda a bancada deliberará sobre o texto final. 

“ Nenhuma Lei que tramita no Congresso Nacional é aprovada sem diálogo. E, foi justamente através do diálogo e argumentos jurídicos firmes que levou o Ministério do Planejamento a esse entendimento. Obviamente que existe um caminho a ser dado e as centrais sindicais estão fazendo alguns ajustes, que iremos apresentar ao Governo para que essa matéria ao chegar na Câmara chegue sem nenhum tipo de aresta, até porque, queremos dá agilidade nessa tramitação”, concluiu, Valverde.




Comentários (3)
CADE O SINDEPROF

OS OUTROS SINDICATOS ESTÃO BRGANDO PARA, CORRIGIR A MINUTA AO SEU FAVOR, CADÊ O SINDEPROF QUE, DEIXARAM OS SERVIDORES MUNICIPAIS ATÉ 81,E OS OUTROS DO GOVERNO VAI ATÉ 91,OS FUNICIONÁRIOS RECEBIAM PELO GOVERNO POIS SE SOLICITAR O CONTRA-CHEQUE DE ALGUNS SERVIDORES VAI CONSTAR GOV.DO EST.RO, ATÉ 87 PORQUE QUEM PAGAVA ERA O GOV.ENTÃO PARA ELE PAGAR O DINHEIRO VINHA DO GOVERNO FEDERAL IGUAL AOS DO GOV.RO.ENTÃO PORQUE ESTA PROPAGANDO DO GOVERNO DO ESTADO EM NOSSOS CONTRA-CHEQUE NESTE PERIODO NOS PRECISAMOS TORNAR CIENTE A TODOS OS NOSSOS REPRESENTANTES EM BRASILIA ATÉ 87 NOS TEMOS CONTRA CHEQUE QUE COMPROVA QUE RECEBIAMOS DO GOV.RO,NESTA EPOCA NEM O GOV.RO. PAGAVA SEU PESSOAL O DINHEIRO VINHA DE BRASILIA DO GOV.FED.OBRIGADO

paulo - porto velho/ RO.
Enviado em: 17/4/2010 09:30:21  [IP: 200.101.66.***]
Responda a este comentário
Nosso Direito constitucional 2

<br> Meus amigos, cadê o SINTERO, para lutar pelos interesses dos professores na Emenda Constitucional, queremos IGUALDADE DE TRATAMENTO PARA COM O QUADRO DOS SERVIDORES DOS INSTITUTOD, TEMPO DE SERVIÇOS E ENQUADRAMENTO. PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO E SUPERIOR, QUEREMOS IGUALDADDE DE TRATAMENTO, SOU CONCURSADO PÚBLICO E TENHO MEUS DIREITOS.<br> ACORDA SINTERO, CADÊ VOCÊ NA PEC DA TRANSPOSIÇÃO. DEPOIS VAMOS CHRAR E TER QUE CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO. ALÔ SINTERO VAI LUTAR PELOS SEUS FILIADOS OU NÃO? A MINUTA TÁ AÍ SINTERO.

NILTON ANTONIO - Ariquemes/ RO.
Enviado em: 12/4/2010 13:51:49  [IP: 189.73.201.***]
Responda a este comentário
Nosso direito constitucional

Parece que agora vai. E termina logo esta novela em cima do nosso direito constitucional, será que não vão mexer no nosso direito. É um disse me disse em cima da transposição. Agora tem deputado apoaindo, quando antes não acreditava na Pec da transposição. Espero que não prejudiquem nosso cargos. Que tenhamos isonomia com os outro poderes. È hora de praticar a igualdade entre os poderes e beneciar a todos. Quem tem diploma superior deve ser tratado igualmente entre os poderes.

nilton antonio azevedo rodrigues - ariquemes/ RO.
Enviado em: 8/4/2010 23:03:49  [IP: 201.14.103.***]
Responda a este comentário

Mais Notícias
Publicidade: