Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sáb,   4/julho/2020     
artigos

Corrupção: há mais de dois séculos que o problema já era destaque no país

25/8/2011 19:38:16
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Em sua mais recente coluna Em Linhas Gerais, o jornalista Gessi Taborda mostra como, passados mais de dois séculos, nada muda no Brasil quando se trata de corrupção. O problema se mantem inalterado, assim como os bandidos do povo: livres, leves e soltos. 



Clique para ampliar
MENSAGEM
“A humildade é a única base sólida de todas as virtudes” – Confúcio (551 a.C – 479 a.C), pensador chinês.

E O BRASIL NÃO MUDA

Artigos assinados por Júlio de Castilhos, publicados na imprensa brasileira em 1879, já apontava como as causas do atraso do Brasil “a ignorância e falta de Educação para o povo”. Naquela época o consagrado jornalista gaúcho dizia que ao governo interessava “manter as pessoas incultas, porque povo educado é povo livre, se revolta e não aceita ser tutelado”.

Naquela época, a luta era para derrubar a monarquia e implantar a República. Pois parece que pouco mudou, é quase um retrato atual, em que a corrupção e os desmandos correm soltos e pouco ou nada é feito pelo povo, que é omisso. (Recado enviado à coluna pela leitora Lígia Teixeira).

OAB CRIA OBSERVATÓRIO

Hélio Vieira, presidente da Seccional rondoniense da OAB aplaudiu a iniciativa da entidade em nível nacional e poderá fazer alguma coisa semelhante no âmbito da OAB-RO. Já está no ar o site “Observatório da Corrupção”, lançado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ontem para o acompanhamento de processos no Judiciário.

Segundo definição do próprio site, ele “será um instrumento para que a sociedade exerça seu insistente interesse no rápido julgamento de casos de corrupção, acompanhando os andamentos e pleiteando os julgamentos em todas as instâncias”. Denúncias recebidas pelo site a respeito de processos que tratem de desvio de dinheiro público serão analisadas por uma comissão de 10 membros da entidade, que acionará as seccionais da ordem para acompanhar os casos. Segundo o presidente da OAB, Ophir Cavalcante, após uma triagem, a Ordem fará visitas às autoridades responsáveis pelos processos que foram alvo de denúncia. “Vamos fazer visita ao promotor, ao juiz, ao delegado responsável, e cobrar providências. Se nada for feito, vamos levar às autoridades superiores”, disse ele. No observatório é possível a participação dos internautas, enviando suas denúncias.

PROFISSÃO DEPRESSIVA

Foi o tempo em que o pessoal do magistério tinha um índice invejável na auto-estima. Isso acontecia quando os professores desempenhavam um papel respeitado pela sociedade e não precisavam enfrentar os perigos das escolas de hoje, onde tudo pode acontecer, inclusive assassinatos.

Uma fonte ligada ao setor de Educação aqui em Porto Velho revelou à coluna que a insegurança nas unidades de ensino e a falta de reconhecimento da profissão acabam levando os mestres de hoje a perder a cabeça.

Segundo consta, problemas psiquiátricos foram a causa de 53% das licenças médicas de professores da rede pública no ano passado.

Na lista das doenças apontadas como motivo de afastamento desses profissionais inclui depressão, transtornos de ansiedade, transtorno bipolar e estresse.

Segundo os próprios professores, a falta de infraestrutura nas escolas, o alto número de alunos em sala de aula, os salários baixos e o excesso de trabalho são motivos para qualquer mestre perder a cabeça.

DIFERFENTE

Ao contrário de Chico Caçula, seu antecessor no cargo de vereador, o suplente Cabo dos Anjos não perde uma oportunidade de ocupar a tribuna da Câmara Municipal de Porto Velho. Chico renunciou ao mandato pressionado pela condenação de estupro, que ainda não está cumprindo. Considerado mais carismático do que dos Anjos – que nunca tinha conseguido chegar à Câmara – preferia sempre, mesmo antes de ser condenado à prisão, o silêncio total. Só abria a boca para votar as matérias, sem jamais discuti-las.

PREFERIDOS DE BOB

Corre à boca pequena que no próximo ano o prefeito da capital tem como meta “eleger no mínimo 5 vereadores”. Dessa vez quem será mais prestigiado é Ian Kleber de Farias, ex-chefe de gabinete de José Hermínio, quando este foi presidente da Câmara Municipal. Eleger o homem que manda na Semur é uma outra maneira do prefeito espezinhar e humilhar o deputado Hermínio, de quem se tornou inimigo figadal. Na lista consta também um nome ligado aos moto-taxistas apoiado, no passado, pelo atual deputado.

FARSA OU TRAGÉDIA

Um site de Porto Velho anunciou ontem, em tom de desespero, o sumiço de Antônio Augusto, manda-chuvas da publicidade da prefeitura da capital rondoniense. O site, é claro, está preocupado com o paradeiro de “Toninho” porque, evidente, deve ter grana para receber do paço municipal. Esse não é o caso, por exemplo, dos veículos discriminados pelo prefeito, para os quais o tal “Toninho” não manda nem um real. Esse moço foi trazido de Curitiba (PR) para cuidar da mídia da prefeitura desde o primeiro mandato de Sobrinho. Veio com costas-quentes, tinha o beneplácito do falecido Odair Cordeiro. Na época, a publicidade da prefeitura era assinada por uma agência de Campinas (SP) mas quem dava o “ok” final em quem deveria ou não receber a mídia era essa figura meio caricata do moço que está, segundo o site, desaparecido e não atende telefonemas nem do prefeito.


FESTIVAL DE MENTIRAS

Se alguém interessado em defender o erário abrir uma investigação sobre esse segmento, descobrirá um autêntico lodaçal cercando o festival de mentiras veiculado nas mídias amestradas, onde obras quem nem começaram ou que nem acabaram são passadas para o respeitável público como se fossem realidade. Como tudo mostra não haver qualquer controle sobre as atividades do tal Toninho para atender o prefeito, certamente vai demorar a se descobrir coisas como superfaturamento, etc. E ninguém será punido pelo desfile de mentiras colocadas na propaganda paga com o dinheiro do contribuinte.


PODEROSA DE ARAQUE

Para analistas mais lúcidos, a lista das mulheres mais poderosas do mundo da revista Forbes, onde Dilma Rousseff aparece em terceiro lugar é mais do que subjetiva e os critérios levados em consideração para a elaboração do ranking não são claros. Mesmo que a brasileira mereça sua classificação, pelo que se vê, dentro de seu governo e de seu país, esse poder não vem ajudando em nada. O governo é recheado de quadrilhas e os brasileiros morrem nos corredores dos hospitais, por falta de leitos, medicamentos e atendimento.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: