Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   22/novembro/2017     
cidades

Uma noite memorável na posse da nova diretoria da OAB-RO

06/02/2013 12:34:39
Por Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



Quem participou do evento vivenciou dois momentos grandes momentos fundidos num só: a música executada por uma orquestra de câmara e os discursos de Roberto D’Ávila, Marcus Vinicius Furtado Coelho e Andrey Cavalcante. 



Clique para ampliar

O auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional de Rondônia, foi pequeno para receber a enorme platéia que lá compareceu na noite do dia 4, para prestigiar a posse do novo presidente da OAB, Andrey Cavalcante, eleito para suceder Hélio Vieira, advogado que cumpriu dois mandatos consecutivos. Hélio, um dos presentes a usar da palavra, aproveitou para destacar ações de sua gestão que, como disse, colocou a
OAB-RO em destaque no cenário nacional, principalmente na defesa das prerrogativas do exercício da profissão e na linha de frente da luta por conquistas como a Lei Ficha Limpa.


DESTAQUE MUSICAL

Os organizadores da posse de Andrey Cavalcante acertaram em cheio na escolha da animação musical, ao conseguir colocar no auditório uma orquestra de câmara que fez toda a diferença em eventos dessa natureza na capital rondoniense.
Um público sem o costume de participar de eventos do higth society, acabou se encantando com um repertório que deu destaque a peças clássicas e música imortal das grandes orquestras. E certamente, o que momento mais marcante foi a interpretação do hino de Rondônia (“Céus de Rondônia”), num arranjo completamente novo com uma solista com domínio total da voz. Simplesmente inesquecível. Um pena que o mestre de cerimônias preferiu manter no anonimato tanto a solista como os músicos integrantes daquela orquestra.

UM MÉDICO

O primeiro discurso da noite foi o do médico catarinense Roberto d’Ávila, atual presidente do Conselho Federal de Medicina. Ele prestigiou a posse do novo titular da OAB-RO, como explicou, “pelos laços de amizade da família de Andrey. Foi aplaudidíssimo pelo tema utilizado em seu discurso, traçando paralelas entre o Direito e a Medicina, sem deixar de registrar que “o direito é lógico e formal, enquanto a medicina é contemplativa, especulativa”.
O presidente do CFM usou um caso contado sobre o escritor e médico espanhol, Pio Paroja, para fechar seu discurso com a chamada chave de ouro. “Pio Paroja – disse - estava sentado em uma cadeira de balanço de olhos fechados alinhavando os próximos diálogos dos personagens de um livro, quando passou um trabalhador e o cumprimentou com a indagação: está descansando dom Pio? E ele respondeu: não, estou trabalhando. Ao final do dia, ao retornar para casa o trabalhador viu dom Pio cuidando das imensas e belas roseiras de seu jardim e, novamente o indagou: trabalhando dom Pio? Ele respondeu, não. Estou descansando”.

E assim concluiu sob aplausos: “As nossas atividades profissionais, tanto na OAB quanto no CFM, representam esse jardim de dom Pio, onde depois das atribuladas tarefas do dia-a-dia, vão para entidade para exercer outro tipo de trabalho, cultivar as suas rosas prediletas. E assim desejo que Andrey Cavalcante e toda sua diretoria e conselheiros, sejam os melhores jardineiros que a OAB Rondônia já teve”.

MARCUS VINICIUS

O presidente da OAB nacional, Marcos Vinicius, agradeceu o apoio recebido dos advogados rondonienses, “fundamental” em sua vitória. Ele lembrou que agora precisa trabalhar para uma comunidade de advogados que, no Brasil, chega à casa dos 750 mil profissionais.
Ele destacou que certamente o presidente da OAB-RO estará, como ele, engajado na defesa das prerrogativas da profissão. E Vinicius explicou: “é preciso estreitar as relações junto aos poderes púbicos. Esta ligação servirá para uma melhor atuação dos advogados nas causas republicanas”.
O presidente da OAB nacional tem metas muito claras a serem perseguidas durante sua gestão. Uma delas, como deixou claro, é a extirpação do câncer “que é o financiamento privado das campanhas políticas, responsável pela grande corrupção do sistema político nacional. A OAB apresentar ao STF uma ação direta de inconstitucionalidade (ADIN) defendendo essa proibição de financiamento de campanha eleitoral por empresas privadas.

FIM DO PAPEL

Ontem o presidente da OAB nacional participou da primeira sessão do conselho seccional da nova diretoria da OAB rondoniense, onde foi avaliado o quadro de implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJe), que, conforme vem sendo adotado em muitas regiões, obriga os advogados a aderirem automaticamente ao sistema, o que pode causar prejuízo ao direito de defesa.
O assunto foi tratado em seu discurso na cerimônia de posse do presidente Andrey Cavalcante, perante representantes dos tribunais, que compuseram a mesa principal.
“Sabemos que o processo sem papel será uma realidade em pouco tempo; mas sua implantação, açodada, pode significar a exclusão da profissão de milhares de advogados, prejudicando o direito do cidadão de ter acesso à Justiça”, afirmou. A OAB reclama também uma participação mais efetiva dos advogados nas mudanças aplicadas pelos Tribunais de Justiça estaduais para que se entenda melhor a realidade de cada situação.

ANIVERSÁRIO

Foi uma feliz coincidência: Andrey Cavalcante tomou posse no cargo de presidente da OAB-RO no exato dia em completava mais um aniversário. Além de bastante ovacionado pelo público que, literalmente, lotou o auditório da sede da OAB local, teve direito ao “Parabéns prá você” com acompanhamento de metais e piano.
Em seu discurso, o novo presidente da Ordem, lembrou o desmonte do palanque, “porque agora não mais divisão, há apenas a Ordem dos Advogados do Brasil”.
Com esse espírito ele conclamou todos os advogados a participarem da gestão da instituição em Rondônia. “A OAB-RO, destacou seu novo presidente, deve ficar à disposição da advocacia e da sociedade rondoniense e brasileira”.

AUSÊNCIAS

Algumas ausências injustificadas na cerimônia de posse do novo titular da OAB-RO foram claramente percebidas. Lá não estiveram nem o prefeito da capital, Mauro Nazif, nenhum vereador, nenhum deputado federal e tão pouco senadores.
O governador Confúcio Moura se fez representar pelo dr. Marco Antonio, chefe da Casa Civil. O Poder Legislativo Estadual foi representado pelo seu presidente, deputado José Hermínio.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: