Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   9/julho/2020     
artigos

Confúcio, acreditando na reeleição, se apavora diante da possibilidade de Cassol emplacar candidatura

09/05/2013 13:58:10
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar
ASSUSTADO

O governo estadual do PMDB está imaginando que as previsões otimistas para o próximo darão amplas chances de um novo mandato para Confúcio Moura. Diante de um cenário com falta de grandes lideranças estaduais na disputa pela chefia do Executivo rondoniense, há um otimismo crescente de que Confúcio será o primeiro peemedebista a conseguir dois mandatos de governador.

Porém – e sempre tem um porém – não será fácil a concretização das previsões otimistas do governador, já traduzidas no caradurismo da propaganda oficial veiculada na televisão.

Nos arraiais do Palácio, me dizem que apenas a possibilidade de Ivo Cassol conseguir emplacar uma candidatura para voltar ao governo apavora o “staff” confuciano.

É preciso não esquecer que a reeleição sempre foi um pesadelo para o PMDB, inclusive para seu nome mais importante. Raupp, campeão de votos para o Senado curtiu uma estrepitosa derrota quando pensou em um segundo mandato do governador.


PROJETO

O senador barbudo de Rolim de Moura não perdeu a vontade de voltar ao comando do estado. Mas seu projeto tem etapas. Em 2014, o objetivo de Raupp e fazer tudo o que sabe de política eleitoral para garantir “uns 150 mil votos para a deputada Marinha Raupp”, de tal maneira que isso reflita no próprio Raupp. Se isso acontecer – raciocinam os mentores do “Barbudo de Rolim” – em 2018 será Raupp de novo e não terá para ninguém...


INCÓGNITA

José Hermínio ainda não entra no receituário dos alquimistas políticos do Palácio Getúlio Vargas, por ser considerado “grande incógnita”. Ao fazer as conjecturas de como será 2014 fontes palacianas deixam escapar que os índices de José Hermínio nas pesquisas para consumo interno são baixos e não causam maiores preocupações.

Parece que os construtores da candidatura da reeleição não sabem que muitos vitoriosos em cargos majoritários em Rondônia começaram com míseros 3% nas pesquisas.

Exemplo? O próprio ex-prefeito Bob Ali-Babá. E, como se sabe, os índices de Hermínio são mais do que expressivos. E como ele é o único a fazer Oposição ao governo, certamente isso será levado em conta pelo eleitorado.


DE FAMÍLIA

Muitos políticos expelidos da vida pública tentarão reconquistar nacos do poder colocando alguém da família para disputar um cargo nas eleições de 2014. Mas não isso que acontecerá em relação a Júnior, filho do saudoso ex-deputado estadual Valderedo Paiva.

Júnior é filiado ao DEM, já teve um mandato de vereador. É freqüentador assíduo na Assembléia, onde goza da simpatia de todos.

Como seu pai, tem um elevado senso de responsabilidade democrática e não terá dificuldade em obter apoio da maioria das pessoas que no passado estavam do lado de Valderedo Paiva. Certamente é um nome com chances de dar continuidade à boa política do pai.


BANDEIRAS

O grande trunfo do governo para as eleições de 2014 em relação ao eleitorado de Porto Velho será o asfaltamento de centenas de quilômetros de ruas da capital. O governo não acredita que os ataques à gestão em si, especialmente com a exploração dos escândalos seja uma bandeira da Oposição que sobrepujará “a felicidade de todos os moradores que serão contemplados com o asfalto”.


SEM PREOCUPAÇÃO

A Oposição parece não estar preocupada com a prodigalidade das promessas do governo, pois os últimos governantes de Rondônia não conseguiram resgatar os compromissos de campanha “e não é agora que isso irá mudar”, disse um novo aspirante da política local.

Seria burrice dos pretendentes ao governo, não levar em consideração essas promessas que podem se tornar o passaporte para a virada sonhada por Confúcio.

Isso, claro, vai depender da eficiência da máquina estatal em fazer valer as promessas do governador. E a máquina, como deve sentir o próprio Confúcio, é muito ruim. Mesmo assim o governador tem dificuldades em fazer as substituições necessárias.


ESTRESSADO

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado José Hermínio, demonstra estar sofrendo o estresse natural do cargo. Desde sua assunção ao cargo de chefe do Parlamento estadual, o deputado se converteu na principal voz de oposição no Estado.

Na própria Assembléia nenhum outro deputado se ombreia a Hermínio no enfrentamento com o Executivo e com o próprio governador.

Certamente Hermínio não entrou na presidência para brigar com ninguém. Tanto assim que sua convivência com os demais parlamentares (inclusive com aqueles marcados nas investigações da PF e do Ministério Público por posturas anti-republicanas) é de tranqüilidade.

Em relação ao governo, os arranca-rabos é questão de coerência. Hermínio tem de ser coerente com sua trajetória e mostrar as verdades que são escondidas da população. Disso ele não vai abrir mão. E não será vencido pelo “stress” natural de suas atividades.

O presidente da Assembléia pretende, como deixa sempre claro, disputar uma eleição com propostas, mostrando o que fez na sua vida pública e apresentando idéias.



CONFLITANTE

É no mínimo conflitante o factóide distribuído pelo Informativo Eletrônico da prefeitura de Porto Velho no dia de ontem. É possível que o objetivo seja o de enganar a opinião pública.
“Prefeito constitui Grupo de Trabalho para avaliar os efeitos das barragens em Porto Velho”. Esse foi o título do “Informativo” distribuído pelos arautos do alcaide. Ora, você, leitor, acredita mesmo que a prefeitura tenha especialistas para fazer essa “avaliação”. Se a prefeitura não consegue sequer avaliar as tramóias urbanas que tanto prejudica a população, como vai avaliar os “efeitos” das barragens. E quanto isso vai custar ao povo? Pô, cara pálida, quando é que realmente veremos trabalho transformador dessa triste realidade a que foi subjugada Porto Velho???



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: