Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   15/outubro/2019     
artigos

Após 20 anos, estabilidade econômica conquistada com o Real mostra-se ameaçada

15/02/2014 11:45:19
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

DUAS DÉCADAS

Há 20 anos, entrava em vigor a URV, o que dava início ao plano Real, colocando em marcha um amplo programa de estabilização, o qual pôs fim à hiperinflação. Para o mercado de capitais, os reflexos da estabilidade econômica ficam claros em números: o índice Bovespa passou de 4.353 pontos em 1994 para 51.507 pontos em 2013 com variação de 1.083% nominal e 328% em dólar. O volume médio diário de negócios na Bolsa evoluiu de R$ 247,3 milhões em 1994 para o recorde histórico de R$ 7,41 bilhões em 2013, com evolução de 2.899% nominal e 861% em dólar.


REAL DEU ESATABILIDADE

Leonardo Pereira, presidente da CVM, considera que o plano criou a estabilidade econômica necessária para o país se integrar de forma mais completa aos mercados financeiros internacionais. “Atualmente, o mercado de capitais possui fundamentos para continuar a susten­tar o crescimento da economia, com o financiamento de projetos e negócios relevante para o país. Além dis­so, temos produtos e mercados adequadamente regula­mentados, o que minimiza a ocorrência de descontinuida­de”, afirma.

AINDA INCOMPLETO

Mas, os ganhos para a economia ficaram aquém do prometido: até hoje, o Plano não foi colocado em prática na sua totalidade. “Deveria ter sido simultâneo com o estabelecimento da independência formal do emissor da moeda: o Banco Central. O Brasil ainda não teve essa coragem, e mantém sua autoridade monetária subordinada funcional e hierarquicamente ao governo central, o grande gastador”, afirma Leonardo.

DOAÇÕES DE ALIMENTOS

O Atacadão doou, por meio do projeto do grupo Carrefour “Parceria que Alimenta”, mais de 4 toneladas de alimentos ao longo de 2013 para colaborar com os programas de combate a fome no Estado de Rondônia. Os produtos foram encaminhados aos bancos de alimentos cadastrados pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome e ao Programa Mesa Brasil, do SESC (Serviço Social do Comércio).


MPF NÃO DÁ TRÉGUA

Políticos acusados no passado pela prática de atos de corrupção estão sendo apanhados agora por ações abertas pelo Ministério Público Federal. Numa dessas ações, o Ministério Público Federal abriu processo contra Braz Resende, que foi prefeito de Ouro Preto d’Oeste até 2008. Entre as várias acusações, o MPF destaca o superfaturamento na compra de remédios, além de processo licitatório direcionado para beneficiar apenas uma empresa.
O MPF pede que o ex-prefeito seja condenado a devolver aos cofres da União quase 50 mil reais, tenha os direitos políticos suspensos por oito anos, pague multa de até o dobro do prejuízo causado, entre outras penalidades.


EMILIO PAULISTA

Para o político de Cacoal que chegou a ser importante deputado estadual (primeiro a renunciar o mandato), Emílio Paulista, o Ministério Público Federal acabou obtendo da Justiça uma nova condenação. Dessa vez, o ex-vereador e ex-deputado Emílio Paulista foi condenado à suspensão dos direitos políticos por oito anos. Ele e a empresa Consilux Consultoria e Construção foram réus em uma ação civil pública e condenados a devolver aos cofres da União mais de 47 mil reais, pagar multa no mesmo valor e a não mais contratar, receber benefícios, créditos ou incentivos do poder público pelos próximos cinco anos.
Essa condenação é decorrente de um “rolo” montado por Paulista na implantação do sistema de energia rural. O ex-deputado montou um esquema em que moradores rurais tiveram de pagar pelo posteamento de linhas rurais. Só que os tais postes e o serviço de instalação dos mesmos já estavam pagos com dinheiro público, proveniente de convênio com o Ministério da Agricultura e do Abastecimento. Segundo se informou, Emílio (pai do vereador Paty Paulista) pode recorrer da sentença.

SUPERLOJA

A capital rondoniense foi escolhida para receber a próxima unidade da Havan, considerada a mais completa loja de departamentos do Brasil. O lançamento da filial de Porto Velho está marcado para as 10 horas do próximo dia 19, quarta-feira, na Prefeitura Municipal.

MOBILIZAÇÃO

Na semana de 17 a 21 de fevereiro de 2014, quando deveria acontecer a Conae (Conferência Nacional de Educação), evento cancelado arbitrariamente pelo MEC a menos de um mês de sua realização, educadores de todo o Brasil farão mobilizações para discutir a questão da participação popular nas políticas educacionais. Em eventos variados puxados por comitês locais da Campanha e seus parceiros em várias partes do Brasil, o objetivo é discutir o cancelamento da Conae em fevereiro por decisão do MEC, o adiamento para novembro deliberado pelo Fórum Nacional de Educação, os reflexos dessas medidas, debater o papel da Conae e do FNE.
Na quarta-feira, representantes de entidades nacionais da área ocuparão gabinetes, plenários e comissões do Congresso Nacional para defender a aprovação do PNE (Plano Nacional de Educação) segundo o texto da Câmara dos Deputados, com as devidas melhorias.

EXPLORAÇÃO SEXUAL

A Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) está anunciado que começa no próximo dia 14, prorrogando-se até 5 de março (período do Carnaval) campanha preventiva contra o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Com o apoio da Polícia Militar, a Semas realizará palestras socioeducativas nas escolas localizadas próximas as áreas de grande incidência de abuso e\ou exploração sexual, Pit Stop informativo do enfrentamento na rua José Amador dos Reis, Zona Leste, foco de maior incidência de violação de direitos, e abordagem social nas ruas concomitante às festas carnavalescas”, disse a coordenadora Débora Kehl.

CPI PARA A SESDEC

Como a coluna comentou, a temperatura política sobe muito com o início das atividades do Legislativo estadual, após o recesso. A sessão de instalação desse novo período da 8ª legislatura começa terça-feira, às 15 horas. E já estará sendo formatada a proposta de abertura de CPI para investigar denúncias contra a Secretaria de Segurança e Defesa da Cidadania.
Dessa vez os deputados deverão se aprofundar na investigação de que a Sesdec vem agindo politicamente a serviço do governador, como ferramenta de intimidação e perseguição aos adversários políticos de Confúcio Moura e seus pretensos concorrentes à sucessão estadual.

GESTAPO

Na mira principal estará o chefe daquela pasta, Marcelo Bessa (ele é delegado da Polícia Federal) que – como disse o próprio Senador Ivo Cassol numa denúncia feita em programa de TV – teria transformado a Sesdec numa espécie de QG para coagir e intimidar pessoas que questionam o projeto de poder do atual governador.
Cláudio Carvalho, deputado estadual do PT, é quem está colhendo as assinaturas para apresentar o pedido de abertura da CPI.
Ivo Cassol prometeu propor também no Senado, uma comissão para investigar a “organização criminosa dentro da Sesdec”, se o governador Confúcio não tomar uma providência imediata “para acabar” com essa espécie de gestapo.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: