Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   30/setembro/2020     
artigos

No passado, quem aderiu a conchavos para proteger maracutaias acabou varrido da vida pública

20/03/2015 10:36:51
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar
ESTRÉIA DESASTRADA

Não há como negar: muitas carreiras políticas promissoras em nosso estado terminaram em tragédias, com a prisão de personagens que tinham tudo para galgar postos expressivos na vida pública. É o resultado da falta de assessoramento competente para prevenir burradas que, em vários, casos levaram essas “carreiras promissoras” para o xadrez, como a de um marginal qualquer.

E não é de agora. Sem muito esforço, podemos lembrar nomes emblemáticos, como foi o de Raquel Cândido, o do “irmão” Valter, os “irmãos Donadon”, etc. A existência de todos esses exemplos não influencia uma mudança de rota nos atuais políticos.


APLAUSOS SEM MOTIVO

Afinal, o que leva estreantes do parlamento a aplaudir os desacertos de um governo cada vez mais sem credibilidade popular; mesmo quando tal governo está na alça de mira de ações do Judiciário por supostos crimes que vão desde a participação em organização criminosa até ao abuso do poder econômico e político.

Recusar-se a cumprir a responsabilidade de investigação, através de CPI para esmiuçar as denúncias de desvios no DER não é falta de uma boa assessoria parlamentar?

Afinal quem negou assinatura para essa investigação parlamentar, como se disse depois, não são deputados com muita afinidade com o governador que, mesmo cassado, continua no cargo.


RUIM PARA O PARLAMENTO

A repetição desses episódios são como vídeo-tapes do passado que tiveram um efeito muito ruim para o parlamento perante a opinião pública. E por ações desse tipo muitos parlamentares acabaram caindo pelo caminho e foram praticamente varridos da vida pública rondoniense, alguns praticamente apagados do panteão dos representantes do povo.

Ou os membros do legislativo aceitam desincumbir-se de suas obrigações (especialmente no que tange à fiscalização e apuração das denúncias) ao acabarão ouvindo do povo, na hora de reformar o mandato, o grito indignado mas democrático: “Vocês não nos representaram com a dignidade do cargo, portanto terão de sair da vida pública”.


INÉRCIA E INCOMPETÊNCIA

Não dá para superdimensionar o número dos servidores públicos que compareceram na manhã de ontem na praça das Caixas D’Água (um espaço público bem ao estilo do abandono da cidade) para reforçar a ideia de uma grande paralisação forçando o governo a negociar as reivindicações sobre salários e melhorias das condições de trabalho dos barnabés e do pessoal do magistério. Possivelmente o grupo que lá estava não chegou a mil pessoas, muito pouco representativo se levarmos em consideração a existência de muitos milhares de servidores estaduais.

Mas o movimento deixou outra vez muito claro que o navio do PMDB no governo estadual continua no processo de submergir, como um pesado Titanic sem salva-vidas.


ARROGÂNCIA

Acuado com sérios riscos em processos tramitando no Judiciário, o governo do filósofo caipira se fecha na arrogância imprudente, sem dialogar com o respeito merecido pelo pessoal da educação, da saúde, da segurança pública e vai por ai afora. Nesse cenário de inércia (repetindo o governo do primeiro mandato), de arrogância, de ausência e de se julgar (ainda) um governante acima do bem e do mal, que mais uma vez vai sobrar para o povo. Tudo pela falta de diálogo de verdade, mesmo com o crescimento dos descontentes nas ruas.


INÚTIL

Tenho cá comigo que a bancada dos deputados rondonienses em Brasília (com raríssimas exceções) demonstra ser completamente inútil na solução das principais demandas do estado junto ao governo central. E, pelo visto, trata o eleitorado rondoniense como uma entidade sem cérebro, que não se recordará do festival de conversa fiada desse pessoal na hora de voltar às urnas, deixando de lado a postura do beija-mão, para manter lá na Câmara esse time que de concreto não resolve nada.


REPETINDO O ÓBVIO

Agora quem vem desperdiçando tempo com essa conversa para boi dormir é o tal deputado Nilton Capixaba (PTB), destacando o óbvio e ululante: “o governo federal não quer a transposição de servidores de Rondônia nos quadros da União”. Ora deputado, disso o povo tá careca de saber. Mas não pense que o deputado contentou-se em ficar por ai com sua demonstração de utilidade. Na maior cara de pau, acrescentou: “Teremos que ir pra cima com mais força para resolver de uma vez esse imbróglio”. Acredite se quiser. Quem sabe se nesse negócio da transposição houvesse algumas vantagens como no caso das ambulâncias no escândalo montado pelos Vedoins esse deputado resolvesse alguma coisa.


TOMARA

Será que a manifestação de domingo significa o despertar do povo brasileiro de seu berço esplêndido? Conseguirá ferir a "corruptocracia" implantada nestes 12 anos de petralhas?


SÓ UM

Só um nome entre os parlamentares de Brasília está garantido para integrar a CPI do HSBC: o senador Acir Gurgacz (PDT). A CPI será instalada com o objetivo de desvendar o ‘SwissLeak’, nome do escândalo que envolve mais de US$ 200 bilhões de depósitos em 100 mil contas bancárias vazadas do HSBC em Genebra e que sugerem evasão fiscal e lavagem de dinheiro em nível planetário.


CARADURISMO

Os deputados e senadores decidiram triplicar a verba destinada ao Fundo Partidário, que custeia os partidos políticos. Será que é só isso o que sabem fazer com nosso dinheiro? Ah não, esqueci-me de outros personagens que existem por aqui mesmo, que mais do quintuplicaram suas próprias fortunas depois de abocanhar o tal mandato popular...


SERVIÇO PORCO

O cruzamento das avenidas José Vieira Cahula e Guaporé é um exemplo claro de como uma administração pública sem qualidade joga dinheiro público na lata do lixo se não for convenientemente fiscalizada. Tá certo que não havia como esperar outra coisa da gestão de Nazif.

E assim foi no local citado onde mais uma vez (e isso acontece sempre que muda de prefeito) arrancaram-se tubos de cimento, escavaram valas e mais valas, repetindo operações anteriores para acabar com o alagamento e inundação naquele local. Pura conversa fiada, mais um truque de madame. Quem passar por ali nos momentos de chuva verá toda a área da rotatória inundada, como se nada tivesse sido feito. E assim vai se tocando essa desastrada gestão que não consegue sair da fabricação de factóides para enganar a opinião pública.


QUEM SABE, SABE
A proposta anticorrupção do governo petista tem a credencial de vasta experiência no assunto reconhecida internacionalmente. Se o combate à corrupção é uma bandeira empunhada pela presidente Dillma, por que a Lei Anticorrupção dormiu placidamente em sua gaveta por um ano?



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: