Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  ter,   15/outubro/2019     
artigos

Não tem agenda positiva nenhuma que se possa desvincular da questão nacional

22/08/2015 10:22
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar
PARA PENSAR

É simples constatação da coluna: O país já está na chamada "recessão técnica", o desemprego cresce a cada mês, os investimentos pararam, mas o governo já pensa em penalizar ainda mais a população e as empresas. Todas as metas para este ano estão sendo revistas para pior. E 2016 promete ser mais um ano de dificuldades com mais ajuste fiscal, mas dependendo da crise política, o ano para a economia pode ser catastrófico.


EXERCÍCIO DE INGENUIDADE

Leitores pediram que a coluna opinasse sobre os esforços de deputados estaduais, iniciados na manhã da última quarta feira, para a construção de uma agenda positiva para o estado.

Esse objetivo, de acordo com nota distribuída pelo Decom da Assembleia, motivou um encontro entre o deputado Maurão de Oliveira, presidente da Assembleia, com a participação dos deputados Alex Redano (SD). Cleiton Roque (PSB) e Ezequiel Júnior (PSDC) com o governador (cassado) Confúcio Moura.

Difícil compreender o que alimenta as esperanças dos parlamentares na construção de uma agenda com um (vá lá!) governador desacreditado, investigado por prática de corrupção pelo próprio Tribunal Superior de Justiça, cassado por sentença da Justiça Eleitoral.

O objetivo confesso é ver o efeito da crise em que se debate o país passar ao largo do estado de Rondônia. Ingenuidade? Ou outros objetivos políticos ainda escondidos diante do grande público.


SEM PROPOSTA

E de repente o leitor que tem o hábito de acompanhar os fatos da política pode estar sendo levado a acreditar que estão aqui, em Rondônia, os grandes magos, capazes de formular saídas do buraco negro em que se afunda o Brasil, com poderosas varinhas de condão.

Nenhum debate sobre a construção de uma “agenda positiva” rondoniense pode acontecer se estiver desvinculado da questão nacional.

Aliás, isso é valido até para agendas menores, como as de municípios. Os deputados, no afã de reforçar sua fidelidade governista afirmam que “por aqui o cenário é de pleno desenvolvimento, de equilíbrio e de crescimento”. Uma pena que a maioria não possui esses óculos mágicos com os quais os parlamentares enxergam o estado.


A REALIDADE

A afirmação dos deputados rondonienses que optam por defender um governo que, tecnicamente nem deveria mais existir (afinal está cassado) é fantasiosa. Rondônia não tem de fato uma proposta desenvolvimentista.

Aliás, essa proposta nunca existiu depois que o PMDB passou a comandar o governo rondoniense com Confúcio, esse personagem de triste figura do mundo político do estado.

A coluna desconhece qualquer proposta desse (vá lá!) gestor; desde seu primeiro mandato, que resguarde e incentive a indústria, a infraestrutura, a educação, a saúde, as pequenas e médias empresas. Falta-nos o dom demonstrado pelos parlamentares de ver o estado como “ilha” descolada da situação de decadência a que o país foi remetido por governantes incompetentes e corruptos, da linhagem petralha.


FALTA DE ESPERANÇA

Igualmente, não temos uma política que possibilite esperança aos jovens e acaricie com justiça o direito sagrado dos aposentados e idosos. Sobremaneira, que valorize o homem do campo e o trabalhador da cidade, ofertando produção, emprego e renda.



CONTRADIÇÕES

Engraçado. Se para a maioria dos deputados que preferem ficar do lado que a vaca deita está tudo certo com a administração do estado, por que enterrar então a tal CPI da Evasão Fiscal, isso depois de sua criação? Sem ela, a população continuará sem o direito de saber o que tem sido feito (se é que tem sido) para combater a sonegação de impostos. E quase nada para penalizar efetivamente corruptos e corruptores. Estamos aquém de um projeto que harmonize os interesses públicos e a iniciativa privada.



EXIGÊNCIA POPULAR

Essa é uma vergonhosa contradição. E não será fácil, pelo visto, que o empenho dos deputados Jesuíno e Hermínio de buscar respaldo no Judiciário para a realização da CPI dê certo. É vexatória esta praxe do nosso legislativo em renegar o seu papel fiscalizador das contas públicas, principalmente quando a desconfiança de que a prática do beija-mão dos titulares do Estado com a iniciativa privada andou produzindo prejuízos milionários com a renúncia fiscal.

Os brasileiros de Rondônia exigem cidadania tributária, cidadania fiscal, cidadania econômica, cidadania social.


PRÓPRIA PELE

Como se esperava, a manifestação de apoio à Presidente Dilma contra o impeachment em Porto Velho não passou de um fiasco. Vai ser complicado para os petistas salvar a própria pele ao enfrentar as próximas eleições, municipais e estaduais. Os petistas ainda afirmam que terão candidatos próprios nas eleições do ano vindouro, para as prefeituras das principais cidades.


GAME OVER

Pode até ser, mas o PT, pelo que se viu da “manifestação” não consegue mais reunir a “militância” pelo menos em número capaz de pesar na decisão das urnas. De uma coisa já se tem certeza: o PT terá de enterrar o sonho de governador Rondônia. Até o personagem de sua última tentativa, o padreco Tom, caiu no ostracismo, especialmente depois de ficar proibido de dizer missa.


EMPOSSADOS

Os maçons da Grande Loja Maçônica do Estado de Rondônia celebraram o seu dia – 20 de agosto, Dia do Maçom – em clima de festa e renovação de suas lideranças, na sexta feira, com a Soberana Assembleia Geral em que a Grande Loja dará posse aos 41 novos veneráveis mestres de suas lojas e ao novo grão-mestre Aldino de Souza Brasil, para um mandato de quatro anos.


NAS ESTRADAS

A deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO) criticou o governo federal pelo descaso com as rodovias federais. “Usei a palavra no plenário para apontar o desapreço do Governo Federal pelas rodovias brasileiras, especialmente as do estado de Rondônia”, declarou a parlamentar. Ela apontou dados da Polícia Rodoviária Federal, os quais constatam que Rondônia é a terceira unidade da federação com mais acidentes.


CUIDADO: RAIVA NA CAPITAL

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) comunica à população que foi confirmada a presença do vírus da raiva em um morcego na área urbana da capital. Uma campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos deverá acontecer no dia 5 de setembro, de 8h às 17h, em diversos postos de vacinação por toda a cidade, como escolas municipais e estaduais. Por não ter cura, a medida mais eficaz de controle e combate à raiva é a vacinação de cães e gatos contra o vírus, evitando assim a ocorrência de casos da doença que pode levar à morte.


NOVA PROMESSA
A gente já viu esse filme mas não custa um novo registro. A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), confirma a intenção de plantar 10 mil mudas de árvores, a fim de melhorar a qualidade de vida da população. O anúncio foi feito por Dennis Oliveira. Espera-se que não fique, como das outras vezes, apenas na “intenção”.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: