Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   16/julho/2020     
artigos

Rejeitado no diretório do PMDB, Castro abandona pretensão de disputar prefeitura em 2016

11/11/2015 12:05:56
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

PARA PENSAR

Os escândalos de assalto aos cofres públicos se sucedem. Dinheiro a rodo que deveria estar sendo investido em educação, saúde, segurança, transportes, etc. é desviado para formar fortunas inimagináveis de políticos e empresários sem caráter.

 

FORA DA DISPUTA

Na reunião do diretório municipal do PMDB da capital rondoniense na última segunda feira, Emerson Castro, secretário chefe da Casa Civil do governo Confúcio acabou deixando mais aliviados militantes do partido que não vêm com bons olhos sua pretensa candidatura à prefeitura de Porto Velho no próximo ano.

O secretário, que adotou o estilo “kojac”, disse com todas as letras não ter o menor interesse em ser candidato na disputa de 2016. As especulações em torno de seu nome e inclusive com sua inclusão em listas de pesquisas não teve sua aprovação.

 

SATISFEITO

Nessa terra acostumada a premiar a mediocridade, Emerson está decidido a permanecer no cargo até o final da gestão de Confúcio, crente de que está fazendo um excelente serviço de relação institucional.

Exemplificou com a pacificação entre os deputados e o governador: “Até o deputado José Hermínio acabou se encontrando com Confúcio, a quem cumprimentou cordialmente e até contribuiu para aprovação do diploma que a Assembleia vai entregar ao governador ainda neste ano, como mérito por sua gestão” dando-lhe a cidadania rondoniense, disse. Graças ao seu trabalho, acredita Emerson, é que o governo caminha hoje em céu de brigadeiro no relacionamento com as instituições do estado.

 

QUEIXAS

Titular de cargo extremamente bem remunerado no governo estadual é perfeitamente lógico que Emerson Castro faça todas as loas a Confúcio que (pasmem, leitores!) em sua opinião vai terminar esse mandato como o “o melhor governador que Rondônia já teve”.

Mas no PMDB a militância não sente todo esse entusiasmo do secretário “kojac”. Aliás, as queixas são muitas. Leandro Vicente Low Lopes revelou pelo menos uma: “O governador não abriu nenhuma espaço para a militância do partido em sua gestão”. E Leandro acha um desrespeito para com o “enorme quadro de técnicos experientes que o PMDB possuí”.

Emerson prometeu levar as queixas da direção partidária ao seu chefe maior sem, contudo, garantir solução para a demanda.

                                                                                              

CANDIDATO PRÓPRIO

No ano próximo não tem choro e nem vela: o PMDB está decidido a ter candidato próprio à sucessão de Mauro Nazif. Foi o que disse Leandro Low ao atender convite do PSB do prefeito da capital para “fazer uma aliança”. Até o momento o partido dos grandes caciques políticos (senador Raupp e governador Confúcio) mantém como plano A o nome de Williames Pimentel, secretário de Estado da Saúde como o nome ungido para disputar o cargo em 2016.

 

DESFAÇATEZ

Esse é mais um fato surreal da política de Mauro Nazif, o lamentável prefeito da capital rondoniense. Após todo o fiasco em que se converteu sua iniciativa de por ponto final no consórcio das empresas permissionárias do transporte urbano com a tal “solução emergencial”, o prefeito estaria pronto a fechar um novo negócio milionário desse segmento com uma empresa pra lá de manjada, com atuação principal no Acre.

 

SEM TEMOR

É a demonstração clara de que Confúcio não teme nenhuma reação dos chamados órgãos do controle externo, como o MP, sobre a patacoada que não deu certo e acabou gerando prejuízos para os cofres do município.

É a demonstração mais inequívoca de que Mauro não tem nenhuma competência para gerir negócios públicos de uma cidade do porte da nossa.

 

PELO GONGO

O programa de asfaltamento de vias públicas de Porto Velho está deslanchando, de acordo com representantes do governo. Agora o trabalho de pavimentação está sendo feito bairro a bairro. Mas não é mérito, como disse a fonte, do prefeito. Nazif está sendo salvo pelo gongo do governo do Estado. É mais ou menos o mesmo esquema montado na época de Raupp no governo, com a criação de uma residência do DER na capital para alavancar o nome do falecido Sérgio Carvalho como candidato à prefeitura da cidade.

 

MEIA-ENTRADA

As novas regras da lei da meia-entrada entram em vigor a partir de 1° de dezembro. A regulamentação anunciada pela presidente Dilma Rousseff em 06 de outubro determina novas regras para a obtenção do benefício. De acordo com a nova lei, 40% dos ingressos disponíveis em eventos culturais e jogos esportivos, devem ser destinados à meia-entrada de estudantes, jovens de baixa renda, idosos com mais de 60 anos e deficientes.

 

PASSAGEM GRÁTIS

De acordo com a nova lei, os ingressos disponíveis para venda pela internet também devem ter sua cota reservada à meia-entrada. Ela garante ainda, aos jovens de baixa renda com idades entre 15 e 29 anos e renda mensal de até dois salários mínimos, a gratuidade nos transportes interestaduais, que deverão ter duas vagas reservadas por ônibus.

 

SURREAL

Nesse pedaço do Brasil acontece cada uma. Imagine que vai comandar a CPI (na verdade apenas uma CEI) criada para investigar problemas de invasões de terra no âmbito do município. Isso mesmo, um sujeito considerado o maior grileiro de terras no Distrito dos Bandeirantes. Surreal pacas!

 

ESQUERDA

Agora o comando da Câmara Municipal está na mão das “esquerdas”. O presidente “Bengala” é do PT. Com a renúncia de Macário Barros de seu cargo na mesa, a 1ª e 2ª vice-presidência do legislativo mirim portovelhense está nas mãos dos “comunistas”. Cláudio da Padaria passa a ser o substituto imediato de Bengala e a “camarada” comunista Elis Regina passou a ser a segunda vice-presidente da Câmara.

 

PORTO FELICIDADE

Devidamente escorraçado pelo eleitorado rondoniense nas eleições passadas, o inexpressivo petista Anselmo de Jesus Abreu deve estar radiante de felicidade com a boquinha conseguida em cargo em comissão no gabinete do deputado Lazinho da Fetagro, na Assembleia. Foi publicada a alteração de sua posição de Assistente Parlamentar, garantindo-lhe um estipendio muito melhor. Certamente à altura do que faturava no passado em cargos do nível de secretário de governo ou até mesmo de deputado federal. E assim la nave vá...




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: