Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   27/novembro/2020     
artigos

Emerson Castro deve ter se imaginado um gênio ao declarar, de forma doutoral, que “a energia não é uma necessidade apenas de conforto humano, e sim uma questão econômica”

12/12/2015 01:06
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

FILOSOFANDO

“Alguns pressentem a chuva; outros se contentam em molhar-se”. Henry Miller (1891/1980), escritor norte americano.

 

DESCOBRIU A AMÉRICA

Quem teve coragem de assistir no último dia 10 a Audiência Pública realizada na Assembleia Legislativa para debater questões energéticas de Rondônia pode constatar o alto grau de capacidade do chefe da Casa Civil do filosófico governo estadual. Emerson Castro deve ter se imaginado um gênio ao declarar, de forma doutoral, que “a energia não é uma necessidade apenas de conforto humano, e sim uma questão econômica”.

Depois dessa pérola o mequetrefe burocrata ajuntou: “O governo de Rondônia é aliado do governo federal e do Ministério das Minas e Energia”, como se isso fosse alguma revelação inusitada. E exatamente por isso, ampliou o tal Castro, “o estado fará o que for necessário (como? Cara Pálida!) para potencializar a oferta de energia em todas as necessidades e reduzir os problemas de apagões”. E não é que teve gente com coragem de aplaudir esse sabichão...

 

SÓ EM RONDÔNIA

A politica não tem como ser mais bizarra. Porto Velho é a única cidade onde um vereador vai para a cadeia, voltando ao parlamento como se nada tivesse acontecido. Pior: na maior cara de pau volta retoma a apresentação de programa policial na TV, onde não passa de um caricato arremedo de apresentadores nacionais do gênero. E para alinhavar, esse personagem terá coragem de tentar uma reeleição no próximo ano. Será que o eleitorado mequetrefe vai votar nele de novo?

 

NATAL INVESTIGADO

Não é surpresa tomar conhecimento de que o TCE detectou o repeteco das irregularidades nessa versão final do contrato emergencial da prefeitura com o novo consórcio de empresas que irão se responsabilizar pelo transporte coletivo da capital a partir do dia 27 (se não der mais zebra).

 

GESTÕES TOSCAS

Na verdade esse situação acontece aqui exatamente como reflexo da falta de competência da gestão (?) Nazif em superar e reverter situações advindas dos anos toscos das gestões anteriores, especialmente a de responsabilidade do PT, que vitimou o município e colocou a cidade de Porto Velho para trás no cenário do país.

 

CRUZ E A ESPADA

Se o prefeito fosse capaz de entender que aqui também os tempos da impunidade estão no fim não estaria se vangloriando tanto com o bimbalhar do natal. Corre um sério risco de ficar entre a cruz e a espada antes do momento final de garantir a candidatura à reeleição.

 

INCOERÊNCIA

Se Mauro Nazif não tivesse adotado métodos totalmente incoerentes com seu passado de paladino da ética e da transparência não estaria nesse momento acreditando que está nadando de braçadas com suas promoções mambembes, como essa natalina que custou mais de 2,5 milhões aos contribuintes do município.

Ele que já deixou pegadas desconcertantes nas comemorações do centenário (com sérias denúncias de lesões ao erário), já está sofrendo investigações em virtude dessa aventura natalina. É claro que a decoração melhorou em relação à besteira dos enfeites com pneus velhos do ano que passou, mas não a ponto de custar essa montanha de dinheiro.

 

DO BARALHO

Petrobras lança ambiente digital para esclarecer dúvidas da população”. Parece gozação. Não há como esclarecer coisas do tipo “roubalheira”, “falência”, “custo absurdo dos combustíveis”, “corrupção” e “aparelhamento político” dessa gigante em franca queda perante o mundo.

Sobre a especulada transferência de Aldemir Bendine (o ex-BB) da presidência da Petrobras para outra grande empresa, nenhum comentário no “informe” recebido da estatal.

 

A VIRADA CHEGANDO

O ano de 2016 não deve ser de apostas altas. Falando dos sustos, é possível que alguém da família perca o emprego, ou aquela promoção tão esperada não aconteça em 2016. Fiquem preparados. É um ano que vai requerer de todos nós muita paciência e, sobretudo, cautela.

 

MUDANÇAS

O ano de 2016 será marcado por mudanças no Tribunal de Justiça e no Tribunal de Contas do Estado. No TJ já está definido uma dessas mudanças importantes. Hiram Marques, desembargador que já foi presidente da OAB-RO, vai comandar a Corregedoria Geral do Estado, em substituição ao desembargador Daniel Lagos. No TCE, Edilson Silva, sobrinho de Amizael Silva, ex-presidente da Assembleia, já falecido, passa a presidir aquela corte.

 

SAÍDA PELO JOGO

A Comissão Especial do Desenvolvimento Nacional (CEDN) aprovou o Projeto de Lei do Senado (PLS) 186/2014, que regulamenta a exploração dos jogos de azar. A matéria faz parte da Agenda Brasil — pauta apresentada pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, com o objetivo de incentivar a retomada do crescimento econômico do país. A proposta permite o funcionamento no país de cassinos e bingos, além de legalizar jogos eletrônicos e o jogo do bicho. Apesar dos questionamentos, o projeto foi aprovado por 8 votos a favor e 2 contrários, além de uma abstenção. Por se tratar de um substitutivo, o projeto voltará à pauta da comissão na próxima semana, para ser submetido a um turno suplementar de votação.

 

TROCA-TROCA

Com a aprovação pelo Senado da janela partidária que permite a troca de partido pelos deputados, já se espera um intenso movimento de troca-troca em Rondônia. Os deputados terão 30 dias após a promulgação da lei para mudar de partido. Ainda ontem se ouvia nos meios políticos sobre a suposta mudança de José Hermínio, de Ribamar Araújo e até do presidente da Assembleia, o deputado Maurão de Carvalho que, como se sabe, pretende disputar o governo em 2018 e tem convites do PSDB e do PMDB com garantias de candidatura.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: