Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   23/agosto/2019     
artigos

2015 não é ano perdido; quando já se imaginou ver deputados, senadores, banqueiros e ricos empreiteiros no xadrez?

21/12/2015 10:31:00
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

FILOSOFANDO

“Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós”. Saint-Exupéry (1900/1944). Escritor francês.

 

BONS AUGÚRIOS

Pelos menos haverá um bom sinal no céu. O céu de Natal deste ano será presenteado com uma bela Lua Cheia, o que não acontece há 38 anos - desde 1977 - e que só voltará a ocorrer em 2034. Segundo o astrofísico italiano Gianluca Masi, responsável pelo Virtual Telescope, o evento definitivamente não é muito frequente, considerando que de 1900 até 2099 existiram apenas oito noites de Natal com Lua Cheia. Ele afirma que "esse será um acontecimento sugestivo e uma coincidência curiosa, mas, do ponto de vista científico, não terá uma importância significativa".

 

SOBRA ALGUÉM?

Depois da nova ofensiva da Polícia Federal, agora com foco nos desvios na Petrobras entre 1997 e 2012, será que sobra algum político ileso dos escândalos no Brasil? Segundo o Ministério Público Federal, o pagamento de propina na estatal foi feito de forma ininterrupta de 1997 até 2012 no contrato para um navio-sonda.

 

MOTIVO DE COMEMORAÇÃO

O fim de ano está chegando e temos o que comemorar. Em algum momento, caro leitor, você imaginaria que veria deputados, senadores, banqueiros e donos de ricas empreiteiras (citando só as principais, Odebrecht, OAS, Camargo Corrêa, UTC) do País na cadeia?

Você imaginou que ministros teriam suas casas vasculhadas pela Polícia Federal? Imaginar até que sim, mas que isso viraria realidade era um desejo distante neste Brasil marcado pela impunidade.

 

A FILA ANDA

Estamos fechando o ano com uma pancada desses influentes personagens da vida nacional atrás das grades e muitos outros estão na fila. E a fila, caro leitor, vai continuar andando, até mesmo em Rondônia. É uma fila imprevisível. No ar há muito mais coisas do que avião de carreira. No nosso estado o aumento de consumo do Lexotan é perceptível. Tem gente rezando para que as prisões parem na taba de caciques endinheirados com o negócio dos diamantes vermelhos de sangue. Mas os informes dão conta de outra estória: o “japonês da Federal” voltará a agir sem aviso prévio.

 

SEMPRE SOUBEMOS

Nós, jornalistas com atuação no cenário político de forma independente, Sempre soubemos que essa farra com o dinheiro público existia, mas nunca nada tão sério e profundo como o juiz Sergio Moro está promovendo, foi feito.

 

A IMPUNIDADE ACABANDO

Certamente podem surgir juízes como Moro em outros pontos do Brasil, como aqui em Rondônia. Não deve prosperar por muito tempo esse cenário de impunidade ainda predominante em nosso estado e até na capital de Porto Velho, cenário de situações esdrúxulas como a verificada no setor do transporte coletivo.

 

DORMINDO TRANQUILO

A crença de alguns políticos (como parece acontecer nos arraiais da prefeitura) na impunidade ainda permite que dirigentes públicos continuem dormindo tranquilo. A situação é tão vexatória que o próprio coronel que comanda a Semtran, numa nota distribuída pela Coordenação de Comunicação Social da prefeitura, afirma que a licitação definitiva para a exploração do serviço de transporte coletivo da capital será uma mera pantomima destinada a oficializar a permanência definitiva das duas empresas que deverão atuar, pelo período de 6 meses, no setor.

 

SONO INTERROMPIDO

Há fontes prevendo que esse “sono dos justos” será interrompido quando homens do Gaeco baterem nas portas de seu palacete e quando, como também se prevê, os homens de preto cercarem a prefeitura no próximo ano.

 

DEVE VOLTAR

É bom não se esquecer dos fatos ocorridos no passado recente, quando gente tida como poderosa deixou os lençóis de sede e foram levados para a convivência dos farrapos da cadeia.

É certo que a grande maioria desses corruptos saiu logo depois e muitos estão por ai, arrostando os cidadãos-contribuintes-eleitores.

 

SORRATEIRO

Nos dias que antecederam esse recesso era comum ver o ex-prefeito petista Roberto Sobrinho sorrateiramente se esgueirando nos corredores da Assembleia. Reflexo de uma certeza medonha: “eles sabem que a qualquer momento podem voltar para o xilindró, para ficar um período mais prolongado”, cumprindo as penas aplicadas por um Judiciário cada vez mais disposto a punir quem roubou o erário.

 

EDSON MARTINS

Exatamente neste período pré-natalino sai a informação de que o deputado Edson Martins finalmente vai perder o cargo e pagar por um crime de fraude em licitação, praticado quando foi prefeito de Urupá. O último recurso foi rejeitado pelo STJ. E nessa situação quem ficará com a cadeira na Assembleia será Izequiel Neiva, alojado recentemente no DER-RO por decisão de Confúcio Moura.

 

FAZENDO ÁGUA

O navio está afundando e os ratos brigam entre si para se salvar. Restam poucos dias para o ano acabar, mas as novidades não irão parar no cenário rondoniense. Ou você tem coragem de apostar que nomes de peso, como Ivo Cassol, não seguirão a mesma desdita do deputado Edson Martins?

 

A PARTE DO ELEITOR

É claro que o eleitor tem de fazer sua parte, riscando de sua lista os políticos encrencados com a Justiça, respondendo inquéritos ou sendo investigados por mutretas que vão até à contratação de shows caríssimos, sem licitações, por onde se desvia dinheiro público.

 

ANO MELHOR

Após toda essa destruição, algo bom tem que surgir desse mar de lama. É uma oportunidade para mudar o curso da história. É evidente que o País precisa de uma reforma política, de uma nova forma de governo. No próximo ano teremos eleições municipais. Vamos começar por aí. Que o ano de 2016, quando vamos escolher novos prefeitos e novos eleitores, seja melhor para o esforço de todos nós contra essa praga da corrupção.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: