Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   23/agosto/2019     
artigos

Momento é de reduzir custos, buscar eficiência operacional e renegociar pendências financeiras

19/01/2016 13:12:14
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

FILOSOFANDO

Não encaro a política nem os políticos de forma diabólica como muitos opinionmakers querem fazer crer e como muitas pessoas chegam acreditam. Nunca escrevi a coluna para satisfazer interesses políticos pontuais. Só a busca da transparência nos move. E a boa utilização do dinheiro dos nossos impostos.    

 

SEM EMBROMAÇÃO

Nesse final de semana tive a oportunidade de colocar em dia as conversas com alguns amigos empresários da cidade de Porto Velho. Gente que vinha de um período de investimento e agora acham que o momento é de apenas manter os negócios funcionando, sem ampliar praticamente nada. Conversas realistas, sem embromação.

 

REDUZIR CUSTOS

Foi o que me disse, por exemplo, Jayme Ledo, que atua no setor de combustíveis e já teve destacada atuação no setor de turismo, quando sua agência era uma das principais da cidade.

Para ele o momento é de reduzir custos, buscar eficiência operacional e renegociar as pendências financeiras.

 

IMPREVISÍVEL

Com sua experiência de décadas no mundo empresarial, Jayme deixou claro o que pensa: “É imprevisível o rumo que a economia e, por consequência, o mercado tomará nos próximos anos. É importante manter a confiança de que haverá estabilização e reaquecimento nos negócios no país, mas para isso as gestões precisarão de objetivos bem definidos e a compreensão de que haverá necessidade de mudanças que refletirão positivamente no futuro”. Em outras palavras: antes de aceitar novos riscos e topar novos desafios, é preciso esperar o que vai acontecer com a politica brasileira até a mudança do comando central.

 

NAS REDES

Na disputa pronta para acontecer dentro do Sindeprof, que é o sindicato representativo dos servidores do município de Porto Velho, as manifestações mais constantes alertam os integrantes da categoria para o risco de mais uma vez o continuísmo vencer mantendo a vereadora Elis Regina (do PCdoB), no comanda entidade. A comunista (??) já foi uma personalidade combativa em favor dos interesses da categoria. Por isso acaba virando vereadora e hoje faz parte da base de proteção do prefeito Mauro Nazif. Nas redes o alerta dá conta de que o Sindeprof (criado pelo professor Aldemir Saldanha, o Pereca) se transformou num sindicato pelego, onde a vereadora Elis e sua família fazem tudo para se perpetuar no poder.

 

CRIME

A Ordem dos Advogados do Brasil promete pressionar o Congresso Nacional a aprovar, ainda no primeiro semestre do presente ano, a criminalização do Caixa 2 nas campanhas eleitorais.

 

LIVRO NOVO

Os advogados Zênia Cernov e Hélio Vieira lançam um novo livro que certamente chamará o interesse de praticamente todos os operadores do direito interessados em compreender detalhadamente a nova sociedade unipessoal de advogados. O lançamento está programado para o mês de março.

A sociedade unipessoal de advocacia, tema do livro, foi criada através da recente Lei nº 13.247/2016 que alterou os artigos 15 a 17 do Estatuto da OAB. Sua criação é pouco burocrática e habilita o advogado ao regime tributário diferenciado denominado SIMPLES, o qual reduz a carga tributária de 27,5% como pessoa física para entre 4,5% a 16,85% como pessoa jurídica.

 

LIVRES DA ANUIDADE

O advogado Hélio Vieira acredita que a adesão será maciça por possuir muitas vantagens e nenhuma desvantagem em relação ao exercício da advocacia como pessoa física, já que as sociedades unipessoais não estão sujeitas a pagamento de anuidades à OAB (somente o advogado titular, como pessoa física).

Hélio (que já foi presidente da OAB-RO) e Zênia são considerados importantes advogados em toda Rondônia e também reconhecidos como estudiosos da legislação de interesse da categoria em todo o Brasil

 

HONORÁRIOS

Sobre o assunto focado no livro de autoria dos dois causídicos, Hélio dá mais explicações: "Os honorários contratuais ou sucumbenciais recebidos em nome da sociedade unipessoal mantêm sua natureza alimentar e de crédito privilegiado, equiparado a salário (art. 85, §§ 14 e 15 do novo CPC). Com isso, o advogado tem legitimidade ativa para, em seu nome, executar os honorários contratuais e de sucumbência, não sendo exigível, para tanto, que a procuração outorgada ao seu titular indique sua razão social.  Podem requerer que o Alvará Judicial relativo a honorários contratuais ou sucumbenciais seja expedido em seu nome, para fins tributários."

 

BRASIL PETRALHA

Apontado como quem indicou Jorge Zelada para a diretoria internacional da Petrobrás (sujeito que foi preso e condenado no curso da Lava Jato), o deputado Mauro Lopes (PMDB-MG) está praticamente garantido para ser o novo Secretário da Aviação Civil da gesta (??) Dilma Roussef. Tudo com o objetivo de garantir a recondução de Leonardo Picciani (PMDB-RJ) para a liderança do partido na Câmara e para barrar o processo de impeachment da própria Dilma.

 

BURACO MAIS FUNDO

Ainda há inúmeras pessoas tentando escamotear as afirmações de que o Brasil está cada vez mais em queda num buraco que parece não ter fundo. A crise é cada vez mais visível e trágica. Concessionárias da Mercedes-Benz nos principais mercados do sul do Brasil estão oferecendo o modelo E 250 Turbo Avantgarde, que custa R$ 275,9 mil por R$ 204,9 mil. Assim, rico continuará rindo a toa, até quando a situação é de crise.

 

ITAU CAMPEÃO

O Itaú liderou o ranking de reclamações de clientes contra instituições financeiras em dezembro, com índice de 10,22, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central. No total, foram 612 reclamações consideradas procedentes, ou seja, o BC verificou indício de descumprimento de lei ou regulamentação. Na relação estão as instituições financeiras com mais de 2 milhões de clientes.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: