Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   2/julho/2020     
artigos

Sejamos realistas: a capital rondoniense de hoje não atrai turisticamente nem os que aqui moram

06/02/2016 14:47:58
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar
FILOSOFANDO
“A paixão de dominar é a mais terrível das doenças do espírito humano”. Jean François Marie Voltaire (1694/1778), poeta, filósofo, escritor e dramaturgo francês.
 
CARNAVAL
Com esta coluna o autor, já entrado em anos, aproveita para mais um descanso, fazendo seu primeiro retiro nas festas de Momo. Espero compreensão dos leitores. Na terceira idade (que besteira) o cansaço exige estes descansos temporários, bem diferente dos tempos em que a gente caia na folia, com a única ideia de sair do sério. Hoje, com diabetes, ácido úrico e as restrições agregadas para marcar a “boa idade” não dá mais para correr os riscos das insanidades, mesmo quando parecem tão prazerosos. Assim, leitores, voltaremos após o silêncio das baterias, após o choro final das cuícas e o desfile do samba pelo qual tanto já nos encantamos.
 
ALERTA ESPIRITUAL
Para você que estará nos desfiles, participando da gandaia alegre, não custa nada levar a sério esse tipo de alerta, mesmo em se tratando do carnaval pequeno de Porto Velho.
Malfeitores comuns se aproveitam da confusão para realizar crimes nefastos, confundidos com a massa humana que pula freneticamente.
Se cuide: as consequências desse espetáculo se fazem sentir por longo prazo. Nos abortos realizados meses depois, fruto de envolvimentos levianos; nas separações de casais que já não se suportam mais depois das sensações vividas sob o calor da festa, no desespero de muitos, depois que cai a máscara...
 
PONHA NA BALANÇA
Dizem pessoas ligadas às coisas do espírito que malfeitores das trevas se vinculam aos foliões pelos fios invisíveis do pensamento, em razão das preferências que trazem no mundo íntimo.
Assim, vale a pena pensar se tudo isso é válido. Pense se vale a pena pagar o alto preço exigido por alguns dias de loucura. Os noticiários estarão divulgando, durante e após o carnaval, a triste estatística de horrores, e esperamos que você não faça parte dela.
 
É SONHO DISTANTE
Esta é a época perfeita para se conferir o tamanho da mentira e da enganação difundida no discurso desse prefeito, diante de um segmento fundamental para a consolidação econômica de uma cidade como a nossa: o turismo.
Há muitas décadas quem passou pela chefia do Executivo municipal aproveitou-se dessa vontade popular para dizer que o turismo era uma meta. Os péssimos prefeitos de Porto Velho chegam ao poder, como é praxe, sem meta alguma.
Ai está o carnaval e de última hora o prefeito decide torrar algo próximo do meio milhão, com a desculpa de que assim está fortalecendo uma festa capaz de atrair turistas, visitantes. Se isso acontecesse, muitos benefícios viriam para a cidade. Mas como tudo não passa de lorotas, o dinheiro simplesmente e torrado, e o máximo que pode acontecer é garantir algumas merrecas para quem nada faz sem levar o seu pixuleco.
 
ATRATIVOS DESPREZADOS
Porto Velho tem seus atrativos. O Rio Madeira é certamente o mais importante. Nós, que aqui moramos e constituímos nossas famílias somos orgulhosos de nosso rio e até da floresta que resistiu aos desmatadores e continuam circundando a cidade.
Mas, sejamos realistas: a capital rondoniense de hoje não atrai turisticamente nem os que aqui moram. Quem sairá de sua casa para ver praças sem equipamentos de lazer, sem míseros bancos onde passar algumas horas, em espaços sem arborização e jardins.
 
RUAS VAZIAS
Tanto é verdade que nos fins de semana prolongados por feriados é comum encontrar as ruas vazias. Quem pode pega a estrada e procura “alguns banhos” na esperança de curtir outros ares. Os poucos que adoram ficar na cidade são justamente aqueles que se reúnem em bares para beber e jogar conversa fora. Esse é o único lazer garantido, visto que a prefeitura não fez nada até hoje voltada para o lazer, a cultura e o esporte.
 
SEM BELEZA
Nazif vai terminar sua gestão devendo aquilo que prometeu: o embelezamento da cidade. Porto Velho é uma cidade acanhada. Não tem nada marcante para atrair um grande numero de visitantes.
O carnaval que já foi uma grande festa, com escolas verdadeiramente inseridas nas manifestações da sociedade (Pobres do Caiari, Diplomatas, etc) foram aniquiladas pela falta de uma verdadeira política cultural. É claro que poucos terão coragem de vir aqui para assistir o carnaval desses tempos.
 
OCUPAÇÃO BAIXA
Sem atrativos, certamente muitos desses hotéis que estão ai irão fechar pela falta de hóspedes. Então é isso: o carnaval de hoje serve para mostrar como a cidade precisa de um prefeito verdadeiramente capaz de promover o seu desenvolvimento econômico. Se isso não acontecer esse ano podem se preparar: ainda chegaremos ao toque de recolher e nem as atrações gastronômicas vão salvar nossa aspiração de sermos um roteiro turístico.
 
PETISTA ACREANO
Bem ao estilo do PT acreano, estado onde partido tem como um dos ícones o sujeito conhecido como Sibá Machado, o senador Jorge Viana foi à tribuna daquela casa para defender Lula com o seguinte discurso: “Getúlio Vargas se matou como um corrupto. E a história o julga como um grande presidente. Como morreu Juscelino Kubitschek? Como um ladrão. Como um corrupto”. Afinal, o que pretendeu dizer esse acreano em relação a Lula, que recentemente se declarou “ao homem mais honesto do Brasil”.
 
TUDO EM CASA
Nomes cotados para substituir Luiz Inácio Adams no comando da advocacia geral da União: Paulo Henrique Kuhn, Beto Vasconcelos e Flávio Caetano. Beto já foi citado na Operação Porto Seguro. Flávio Caetano foi o coordenador jurídico na campanha de Dilma em 2014.
 
NÃO TEM JEITO
Quando o assunto é o prefeito Mauro Nazif não tem jeito. Sempre há fundadas suspeitas de corrupção. Nem com a aprovação das contas pelo TCE o prefeito escapa das operações anticorrupção. A polícia judiciária e o grupo especializado em investigações de corrupção (Caex/Gaeco) fizeram operação na Secretaria Municipal da Administração, a Semad, apreendendo documentos importantes para deslindar a suposta maracutáia em torno do contrato de informática da prefeitura.
 
NA MIRA
No burburinho sobre o assunto, fala-se em milhões desviados. Há acusação específica da participação de Mário Medeiros, o titular da pasta, que antes de se transformar em homem de confiança de Nazif era ligadíssimo, num passado recente, a Ernandes Amorim.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: