Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  seg,   1/junho/2020     
artigos

Ato de ousadia de Pimentel não representa força política, mas pré-candidato à prefeitura pode se beneficiar de concorrência desgastada

06/06/2016 12:02:22
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

FILOSOFANDO

Maior que a tristeza de não ter vencido é a vergonha de não ter lutado”. Rui Barbosa (1849/1923), Político e advogado brasileiro, também conhecido como a Águia de Haia.

 

DOLCE VITA

Estou cada vez mais convencido de que nessa “terra brasilis” cada vez mais os privilégios estão garantidos. Ou seja, essa conversa de que todos são iguais perante a lei é mesmo uma falácia. Há aquele timinho do andar de cima que é sempre mais igual que a arraia miúda, sempre vivendo, apesar de qualquer crise, a dolce vita.

Parece incoerente o governo apoiar um pacote de reajustes bilionários após propor o congelamento de despesas como uma de suas principais medidas. Mas, as duas decisões seguem uma lógica política. Ao elevar o déficit potencial e reajustar salários de certas categorias, Temer está cuidando de preservar a renda desses grupos antes de iniciar o corte ou congelamento. Ou seja, ele está poupando grupos do arrocho fiscal que vem aí.

 

OUSADIA

Williames Pimentel não tem simpatia pelo colunista. Certamente esse foi o motivo pelo qual não recebi convite do PMDB para a “festa” que reafirmou sua pré-candidatura à disputa da prefeitura de Porto Velho. Isso é não tem a menor importância. Afinal, o colunista também nem tem a menor simpatia pelo robusto ex-secretário de estado da Saúde.

Então posso dizer claramente: não estou entre aqueles que afirmam reconhecer em Williames um primor na condução de negócios públicos; um gestor irreprochável na gestão dos negócios desse segmento fundamental para a população, especialmente a mais humilde. Para o colunista, a Saúde pública rondoniense está muito longe de sair da UTI para poder ser apresentada como algo capaz de orgulhar o estado.

Nem por isso posso deixar de reconhecer que Williames, ao deixar o cargo regiamente remunerado do governo para entrar na disputa eleitoral desse ano deu uma cartada ousada, especialmente partindo para um vôo solo num espaço previsivelmente cheio de turbulências.

 

FORÇA POLÍTICA

A demonstração de ousadia de Williames não é, como imaginam alguns escribas, uma demonstração de força política. Sua candidatura é fruto de um consenso determinado pela dificuldade do PMDB em escolher nomes mais representativos para a corrida da sucessão municipal

O partido que tem caciques como Valdir Raupp, Tomás Correia e até o governador Confúcio Moura deveria ser realmente decisivo na campanha desse ano em todo o estado.

 

JÁ FOI PRESO

Mas nem as cabeças coroadas do PMDB rondoniense escondem a fragilidade da sigla na atualidade.

Williames Pimentel é, portanto, candidato fruto dessa crise aguda do PMDB rondoniense, ampliada de forma especial com a citação de seu cacique-mor, o senador Valdir Raupp, em delações da Lava Jato. Aliás, é bom relembrar, que o próprio ex-secretário da Saúde andou imerso em escândalo de corrupção, a ponto de ter passado alguns dias na cadeia.

 

CHANCES

Diante de todo esse cenário desnudado acima, a coluna não seria leviana de afirmar que Williames Pimental não tem qualquer possibilidade de vitória. Na teoria o ex-secretário da Saúde (inclusive na área municipal) pode beneficiar-se de um pleito cheio políticos concorrentes perfeitamente desgastados diante da opinião pública ou de pretendentes inexperientes nesse tipo de batalha. Afinal, como cabeça de chapa do PMDB, Williames certamente terá o apoio do governo do estado, de Valdir Raupp e de outros históricos (que ainda existem) do partido.

 

REAÇÃO

Ainda não se sabe quem fará o papel de ideólogo da campanha de Williames. Especula-se que entre os “pensadores” da batalha estará Maria Rita, nome sempre ligado a tycoons da Saúde, inclusive a Amado Rahal no período de sua gestão como diretor geral do Hospital de Base.

Na prática as coisas não serão tão simples para o robusto pré-candidato do PMDB. A primeira reação de desconforto é de antigos aliados do grupo de Raupp e Confúcio, repetindo palavras tipo “ingratidão”, “traição” e até “vingança” como se fossem mantras fundamentais.

Num momento de saturação política como o verificado em Rondônia, vai ser difícil a Williames (com sua proverbial antipatia e dificuldade de se aproximar do povão) convencer o eleitorado de Porto Velho de que ele representa um novo projeto de administração para enfrentar os históricos pontos de estrangulamento da capital.

 

SÓ DEUS

E ai estamos nós, iniciando mais uma semana sem um horizonte definido para o nosso querido Brasil. Diante das tantas besteiras feitas nesse início de governo interino; diante da fragilidade moral de membros do Senado, das jogadas políticas que acontecem atrás da cortina, já se fala na possibilidade de Dilma – mesmo após as denúncias de corruptos presos pela Lava Jato do envolvimento dela nesse oceano de lama – voltar ao comando do Brasil.

Só os ingênuos e inocentes (??) úteis acreditam que isso não levará de vez o Brasil para o abismo. Mas pelo visto, só resta apelar à proteção divina.

 

CLAME

Deus pode fazer infinitamente mais além daquilo que pedimos ou pensamos, conforme seu poder que em nós opera. Sendo assim, não perca tempo, confie no Senhor e certamente verá o cumprimento de suas promessas para sua vida. Creia! Deus abençoe o Brasil e os brasileiros!

Tudo o que você precisa fazer nesta hora é crer no Senhor, e crer não é acreditar, porque tem pessoas que acreditam, mas não confiam. Você precisa confiar em Deus, pois a nossa relação com Ele tem que ser uma relação de confiança.

 

SE QUISER

Na segunda feira (6) deputados cederão o plenário do parlamento estadual para mais uma dessas discussões inócuas. Acredite se quiser, leitor. O papo vai girar em torno da efetiva transformação do aeroporto da capital em “internacional”.

Aliás, o Aeroporto Internacional Jorge Teixeira ganhou o status de “internacional” quando Valdir Raupp foi governo de Rondônia. Mas até hoje ele é internacional só no nome.  Imaginar que o debate marcado para segunda feira, às 15 horas, sobre o alfandegamento do aeroporto da capital vai transformá-lo de fato num Aeroporto Internacional, depois de todos esses anos, é pura ingenuidade. Aeroporto Internacional Jorge Teixeira não passa de truque de madame e nada mais.

 

OS PROCURADOS

Pelo menos três ex-deputados estaduais condenados à cadeia estão foragidos. São eles: Carlão de Oliveira (ex-presidente da Assembléia), Marco Donadon (que flanava por ai livremente usando tornozeleira eletrônica) e Helen Ruth (que chegou, antes de ser deputada, a comandar a mesa diretora da Câmara Municipal). Todos corruptos, todos ladrões do dinheiro público. É estranho a demora da polícia na localização dessas figuras conhecidas e carimbadas que continuam tendo influência nos meios políticos do estado.

 

NEGANDO SEMPRE

Como não poderia deixar de ser, Dilma nega ter recebido pagamento de 12 milhões “por fora” da Odebrecht. Mas é o próprio Marcelo Odebrecht que faz essa acusação, detalhando que foi obrigado a passar essa grana para João Santana, o marqueteiro de Dilma.

É sempre assim, quando alguém do PT é delatado sempre dizem que as delações são mentira, que não dá para confiar nas delações porque não tem prova, blá blá blá. Mas quando alguém acusa um adversário, os soldadinhos do PT ficam eriçados. Quando deletam Aécio, Cunha ou qualquer outro adversário a história muda, dizem que o cara é culpado, que a delação é prova, que não tem defesa quando é delatado... O petistas, diante das denúncias, agem como todos fanáticos.

 

LAVAGEM CEREBRAL

São de uma casta de mequetrefes, de uma corja espúria... e esses defensores apaixonados PeTralhas que sofreram lavagem cerebral não acordam? Não saem deste transe de submissão? Muitos já se deram conta, mas se continuam adoradores destes falsos ídolos é porque são burros...  Desculpem os muares pela comparação.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: