Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qua,   28/outubro/2020     
artigos

Depois dessa, o melhor para Marinha seria encerrar a carreira

07/03/2017 09:45:54
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

FILOSOFANDO

A esquerda é boa para duas coisas: organizar manifestações de rua e desorganizar a economia.HUMBERTO DE ALENCAR CASTELO BRANCO (1897/1967), foi o 26º presidente do Brasil. Foi um dos articuladores do golpe militar de 1964, autor do Ato Institucional número 2, que aboliu o pluripartidarismo e deu poderes ao presidente para cassar deputados e instituiu a eleição indireta no país.

 

POUCAS PALAVRAS

O que dizer da partida de dona Maria Tourinho, a mulher de nosso decano Euro Tourinho, o diretor-superintendente do quase centenário (tá chegando o dia do aniversário) jornal Alto Madeira? Bom, não pude ir ao velório, mas conversei com quem lá esteve. Todos observaram a mesma coisa: dona Maria estava com uma expressão serena, só conseguida por quem teve a aprovação do Todo Poderoso para as primícias de uma vida eterna reservada àqueles que, aqui na terra, seguiram as ordens do Criador, espalhando o bem, o amor e contribuindo para a construção de uma vida de plenitude.

Foi isso o que fez dona Maria nos longos anos em que criou uma família admirável com filhos, netos e bisnetos. E certamente a certeza de que ela agora vai colher o galardão eterno é o que está confortando o nosso companheiro Euro Tourinho, todos os seus familiares e amigos com a partida de sua eterna companheira.

 

HORA DE PARAR

Alvo de uma denúncia muito forte de apadrinhamento político que poderia causar danos irreversíveis à unidade do Hospital do Câncer de Barretos em Rondônia, a deputada Marinha Raupp, mulher do senador Valdir Raupp, dificilmente vai segurar politicamente com condições de renovar mais uma vez o mandato de deputada federal.

Nem com todo o marketing eleitoral de que sempre desfrutou Marinha Raupp está melhor hoje do que quando começou sua carreira política. A deputada Marinha não exercita como antigamente o seu invejável jogo de cintura, que foi fundamental para a carreira política de seu próprio marido.

 

FALTA DE HUMILDADE

Se tivesse o dom da humildade e se tomasse doses de simancol, Marinha deveria reconhecer que está irremediavelmente desacreditada. Se parasse agora ainda teria chances de manter a pose de uma “figura de estado” em Rondônia. Mesmo se compreendesse que já está vivendo o dilema da “embalagem viciada”, a deputada certamente não terá coragem de parar pois o poder está agarrado em sua pele. Uma política assim, que motiva críticas e acusações com o peso das formuladas pelo diretor do Hospital de Câncer de Barretos pode até comprometer o desempenho eleitoral do Senador Raupp que, como se afirma, não endossa o apadrinhamento patrocinado por sua mulher.

 

SÍNTESE DA DENÚNCIA

A denúncia contra a deputada (por vários mandatos) do PMDB tem como autor nada mais e nada menos que Henrique Prata, o diretor do Hospital do Câncer. Segundo ele, a deputada assumiu o apadrinhamento da Clinica São Peregrino, mantendo seu credenciamento junto aos órgãos oficiais da Saúde no tratamento do Câncer, num esforço para garantir que “uma simples clínica, sem condições de garantir tratamento de ponta na especialidade do câncer” – criando problemas aos pacientes com a utilizar equipamentos totalmente ultrapassados – receba dinheiro público dentro de um sistema de esvaziamento do Hospital, referência de tratamento da doença na América Latina.

 

FALTA DE VERGONHA

O submundo da política rondoniense desmente todas as esperanças de que o mau-caratismo daqueles eleitos para defender os interesses da população está – como julgávamos – em estado terminal. É... Os fatos do dia a dia acabam mostrando que a crença na impunidade subsiste até mesmo nas cidades importantes do interior. O palco da malandragem, dessa vez foi montado em Cacoal, revelando a que ponto pode descer a perfídia e a irresponsabilidade dos políticos.

 

É DO  BARALHO

Nesse caso a Justiça fez sua parte, condenando os ex-vereadores Uriety Prado Veloso, Valdecir de Souza Andrade, Fernando Minervino de Farias e o ex-presidente do Parlamento Mirim, Luiz Carlos Katatal. Na maior cara-de-pau, eles forjaram viagens e diárias, que serviram para “pagar” a operação de hemorroidas do colega Cezar Castro. É ou não é uma “ação entre amigos” do “baralho”...

 

IMPRENSA

É grave a crise. Mas os jornais e revistas não vão acabar. Estará sempre reservado à imprensa escrita um lugar entre os meios de comunicação, mas o fato concreto é que a investida da internet está sendo devastadora. Todas as grandes empresas da imprensa escrita estão em dificuldades. Os editores ficam perplexos, porque o faturamento cai, as vendas diminuem, as sucursais são fechadas, o desemprego de jornalistas e técnicos de apoio é progressivo, ninguém sabe como escapar da crise, e então surgem as soluções milagrosas, que mais parecem ideia de jerico.

 

FURDUNÇO

É possível surgir um clima capaz de deteriorar as relações entre vereadores e prefeito. Segundo fonte bem informada vereadores querem aprovar uma lei que lhes dará direito de propor emendas ao orçamento municipal prevendo investimentos em áreas e obras do interesse de cada um deles, de maneira parecida ao modelo em funcionamento na Câmara dos Deputados, em Brasília. O texto, que não é consenso na Casa, enfrentará resistência interna e também do prefeito Hildon Chaves.

 

DEVASSA

Hildon Chaves afirmou durante a campanha que realizaria uma investigação nas despesas efetuadas pela gestão do médico Mauro Nazif, através de tomadas de contas especiais (uma espécie de devassa) em convênios e contratos celebrados pelo seu antecessor em áreas sensíveis e focos de denúncias diversas.

Entre essas áreas estavam o transporte urbano, a coleta de lixo, o trânsito (onde sempre se suspeitou da existência de uma indústria da multa), os contratos de aluguéis firmados sem licitação pública, etc, etc.

Até agora o prefeito tucano não divulgou os resultados “dessa devassa”. O sistema de transporte coletivo continua funcionando de forma com contrato vencido e dentro do tal “caráter emergencial”.

 

LIMPESA

A Presidência da República pretende gastar, neste ano, R$ 34 mil com sacos de lixo. Já o Supremo Tribunal Federal reservou R$ 181 mil para a prestação de serviços de higienização e conservação de livros e de documentos que compõem o acervo de Tribunal, conforme informações do Contas Abertas.

 

HABITAÇÕES

O projeto é do Sinduscon e foi apresentado ao prefeito Hildon no final da última semana. O objetivo é consruir 8.145 moradias na Estrada de Santo Antônio, num projeto denominado Cidade dos Servidores. O Sindicato estima que mais de 40% dos servidores não tem residência própria e que com a execução do projeto, uma demanda considerável seja atendida, além de levar desenvolvimento a aquela região da cidade. Possibilidades de uso de áreas por parte da prefeitura foram levantadas e debatidas com o prefeito.



Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: