Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   17/outubro/2019     
artigos

Marinha sonha com plano B para voltar a ser deputada

08/09/2019 14:13:54
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    

 



Clique para ampliar

EDITORIALZIM
Oposição ao governo é normal na democracia, oposição ao país é falta de patriotismo, de visão política e de cidadania. A situação do país é crítica, crises na política e na economia com fortes reflexos negativos na sociedade. Não é apenas uma crise, são várias ao mesmo tempo, inclusive moral e ética, tornando preocupante o cenário. Arrecadação fiscal estagnada, produção em queda, atividades comerciais e de serviços em declínio, desequilíbrio cambial, balança comercial com números desanimadores, desemprego com altos percentuais, inflação crescente, recessão geral.
Porém, há esperança de recuperação, o Brasil enfrentou outros períodos difíceis e sobreviveu. Novamente é o momento de repetir a conclamação de união nacional, pacto pelo país, todos lutando juntos, setores produtivos e a população, que não geraram a crise, mas com ela não podem conviver.

FILOSOFANDO
"Às vezes só precisamos de alguém que nos ouça. Que não nos julgue, que não nos subestime, que não nos analise. Apenas que nos ouça". Charles Chaplin, imortal ator britânico.

URBANO
A solução definitiva para por um ponto final no monstrengo criado pelo prefeito anterior de Porto Velho, batizado por SIM, virá ainda nesse ultimo semestre do ano. Todos os nós do processo que mantinha esse sistema falido e de péssima prestação de serviço aos usuários foram desatados. Será mais uma grande vitória do atual prefeito e uma libertação para os usuários do transporte urbano da capital dos rondonienses.

PLANO B
Marinha Raupp, mulher do ex-senador Valdir Raupp, tem um plano B para voltar a ocupar uma cadeira na Câmara dos Deputados no final do próximo ano. Ela passou vários mandatos em Brasília, até a derrota sofrida na última eleição, juntamente com seu marido. Acostumada ao poder, Marinha fará de tudo para retornar, mesmo se para isso tiver de entrar de corpo e alma (e certamente até com dinheiro) na já anunciada corrida eleitoral de Leo Moraes rumo à prefeitura de Porto Velho. Afinal, a mulher de Raupp é a primeira suplente do atual deputado federal Leo.
Fontes disseram à coluna que Leo Moraes está propenso a aceitar o apoio, achando que o fato de Valdir Raupp ter sodp denunciado pela prática de corrupção não vai colar no seu estilo próprio de fazer política.

CARA DE PAU
A cara de pau dos congressistas brasileiros é tamanha que só nos falta assalto à mão armada. Enquanto o salário mínimo terá um reajuste de apenas R$ 42 em 2020, o governo corta Orçamento para bolsas de estudo e programas sociais, enquanto engordam o fundo partidário para bancar campanhas do próximo ano.

ROTAS AMAZÔNICAS
Não são apenas as queimadas na floresta que preocupam as autoridades do Governo. Há informes de militares da região de que as duas maiores facções criminosas do Brasil entraram em guerra pelas rotas de transporte de drogas nos rios até a foz no mar Atlântico.

DERRUBADA
Desde os tempos em que o PT fez o que bem quis na gestão da prefeitura de Porto Velho, se falou que, quanto ao meio ambiente, plantou milhares de árvores na cidade. Onde estão essas árvores continua um grande mistério. O que não é mistério foi a derrubada de árvores (algumas centenárias) pela gestão anterior, como aconteceu na avenida Tiradentes. A verdade é que a capital rondoniense é uma das cidades menos arborizadas de Rondônia.

DESLEIXO
O sarampo havia sido erradicado, mas por descuido da própria população voltou a infernizar a vida de todos. É preciso mais consciência de todos com as campanhas de vacinação.

BLITZE
Não me surpreendo mais com a imprudência no trânsito de Porto Velho, especialmente praticadas por condutores de motocicletas. São eles quem mais desrespeitam semáforos. E nada acontece pela inexistência de fiscalização. E o que não falar das outras barbaridades rotineiras além de avançar o sinal e pilotar perigosamente com manobras que colocam em risco os próprios motoqueiros e condutores de outros veículos.
Uma cena comum aqui na cidade é o sanduiche entre o piloto da moto, a carona e uma criança de colo no meio. Isso não deveria ser só um exemplo de condutor incauto. Eles colocam a vida desses menores (muitas vezes filhos dos próprios motoqueiros) em risco. Essa prática é admitida como normal por quem fiscaliza (quando se posicionam em algumas esquinas) o trânsito. Tudo sinalizam a falta de blitze para coibir essas loucuras.

DESTROÇADO
O atual presidente da Assembléia Legislativa rondoniense vai conseguindo destroçar o esquema perfeito de corrupção montando naquela Casa ainda nos tempos do foragido Carlão de Oliveira. O presente Laerte Gomes voltou a anunciar a convocação de novos aprovados no concurso público realizado recentemente.

CONDENADO
O ex-presidente, Maurão de Carvalho, ao esquecer-se de esquemas antigos para destinar dinheiro público em benefício de poucos não percebeu o estudo de instituições do judiciário e acabou sofrendo uma condenação. Ainda não está na cadeia graças ao número infindável de recursos existentes na ordem jurídica para quem tem dinheiro bastante para alimentar ótimas bancas de advogados.

EMDUR
Na última sexta-feira, o prefeito Hildon Chaves, de Porto Velho, atendeu uma antiga reivindicação dos servidores municipais, ou mais especificamente dos trabalhadores da Empresa de Desenvolvimento Urbana (Emdur) com a assinatura do Plano de Cargos e Salários. A decisão da prefeitura será submetida aos vereadores que, presentes ao evento, garantiram uma rápida aprovação da medida.

DENÚNCIAS
Continua pipocando nos gabinetes de autoridades ligadas à defesa do dinheiro público relacionado às verbas de compensação de alguns políticos, como as usadas para sustentar o abastecimento e contratação de dezenas de veículos através de gabinetes de vereadores. Lamentavelmente nem todas as autoridades que deveriam defender interesses dos contribuintes demonstram preocupação com o fato. Umas dessas autoridades ao receber a representação preferiu considerar como normal o fato da edilidade jogar tanto dinheiro do contribuinte pelo ralo.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: