Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  sex,   22/novembro/2019     
artigos

Deputado diz que grandes empresas sonegam impostos ao estado

09/10/2019 21:42:38
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



FILOSOFANDO - “A grandeza vem não quando as coisas sempre vão bem para você, mas a grandeza vem quando você é realmente testado, quando você sofre alguns golpes, algumas decepções, quando a tristeza chega”. Richard Milhous Nixon, ex-presidente dos Estados Unidos. 



Clique para ampliar

EDITORIALZIM
Políticos estão na muda. Isso, nessa época de pré-eleição, é natural, especialmente pela existência de dezenas de partidos orgânicos. Se em Brasília há uma ebulição enorme com o tititi em torno da mudança de partido de Jair Bolsonaro que, como se diz, “está por aqui com o PSL”, também em Rondônia as possibilidades de mudanças de partido pelos nossos políticos mais importantes nesse momento está dando o maior bafafá.
Tudo leva a crer que haverá revoada no ninho tucano de Porto Velho e do estado. O prefeito da capital rondoniense evita falar sobre o assunto. Todavia gente com olhos de lince no cenário político apostam nessa mudança e em outras mudanças, como a do deputado Laerte Gomes.
É claro que o PSDB perde muito com uma possível saída de políticos como Hildon e Laerte. Se saírem, os dois poderão levar seguidores fundamentais para o partido que os acolher. O PSDB nesses pode se inviabilizar como uma das grandes legendas de Rondônia.
Em relação ao governo a situação é de incertezas. A falta de habilidade do governador Marcos Rocha alimenta um racha no PSL de Rondônia mesmo antes de se confirma a saída de Bolsonaro do partido. Exatamente por isso o empresário Jaime Bagattoli, de Vilhena, que foi um dos mais votados candidato ao Senado na última eleição pediu a desfiliação do partido do governador. Rocha é bem capaz de seguir o presidente Jair Bolsonaro numa eventual troca de partido político. Politicamente isso não terá relevância. O governador Rocha parece um replay de Angelo Angelim, de curta permanência na vida pública.
Há quem diga que na política rondoniense nada muda: os seus “donos” trabalham sempre para tudo se manter igual. Em torno das “mudanças” de poleiro a briga será boa e o resultado poderá ser os retrocessos de sempre.

OTIMISMO
Os consumidores brasileiros estão mais propensos a comprar presentes no Dia das Crianças em 2019, se comparado aos últimos três anos. É o que mostra pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV IBRE). O estudo aponta que, apesar do ânimo ter aumentado em todas as faixas de renda, o indicador ainda está abaixo da série histórica.

ALIVIANDO
Depois de dois aumentos consecutivos, o Índice de Medo do Desemprego da Confederação Nacional da Indústria (CNI) caiu 1,1 ponto em relação a junho e ficou em 58,2 pontos em setembro. Com isso, o indicador está 7,5 pontos abaixo do registrado em setembro do ano passado.

DÉCADAS
O programa de asfalto novo da prefeitura de Porto Velho tem chegado a ruas de bairros antigos, como o Flodoaldo Pontes Pinto (antigo Bairro Calama). Ruas que nunca receberam atenção de prefeitos antigos (por décadas) estão sendo asfaltadas agora pela gestão de Hildon Chaves. Além do asfalto novo, várias ruas do bairro que estavam esburacadas foram recuperadas.

INDÍGNO
Não consigo entender a inércia das autoridades diante dessa realidade vergonhosa em que se debate Rondônia na questão do saneamento básico. É indigno deixar milhares e milhares de pessoas sem água tratada, desprovidas da coleta de esgoto. Tantos anos se falam dessa questão e nada acontece com essa empresa perdulária e ineficiente chamada Caerd.
O quadro é angustiante. E mesmo assim a Caerd continua existindo só para pagar os enormes salários de sua diretoria e garantir a mordomia daqueles que ocupam os cargos sempre reservados para indicações políticas. Quando essa paquidérmica estatal será extinta?

HOJE
Ficou para hoje mais uma ação com o objetivo de investigar as irregularidades praticadas pela Energisa contra consumidores de Rondônia. A Comissão de Infraestrutura do Senado promove DILIGÊNCIA na Energisa, em Rondônia, para apurar denúncias de abusos e irregularidades. A convite do presidente da Comissão, senador Marcos Rogério (DEM-RO), devem acompanhar a reunião a Aneel, o Ministério de Minas e Energia e a bancada federal. O evento vai acontecer às 10 horas dessa quinta feira, na sede da empresa, defronte ao prédio do Paço Municipal (prédio do relógio).

DESCOBRIU
Não é mesmo “do baralho”! Conforme informação do boletim do departamento de comunicação da Assembleia o deputado Chiquinho da Emater (que não se perca pelo nome) descobriu que as estradas rondonienses estão em estado lastimável. Mas o parlamentar foi mais fundo em sua descoberta: “Precisamos de projetos, porque sem eles não se consegue dinheiro. Precisamos dar apoio à agricultura familiar, porque se o produtor não tiver apoio, ele vai embora”, afirmou o parlamentar.

SONEGAÇÃO
Se a declaração do deputado Marcelo Cruz (PTB) tiver alguma credibilidade, Rondônia está sofrendo com um grave sistema de sonegação de impostos. O parlamentar, conforme boletim distribuído pelo Decom da Assembleia garantiu que ano passado “não se arrecadou nem um centavo” de bilhões de exportações rondonienses. Sem dizer o que pretende fazer contra essa atividade criminosa, o deputado lembrou que só os pequenos empresários pagam tributos, como donos de postos e supermercados.

BOQUINHA
É enorme a lista daqueles que sonham em entrar na política disputando no próximo ano uma vaga na Câmara Municipal. Acreditam que muitos dos atuais vereadores terão dificuldade de voltar já que a população começa fazer reflexão sobre seu voto.

DESIGUALDADE
O IBGE divulgou no último dia 6 a disparidade social que existe no Brasil onde apenas 2,7% da população acumularam 20% da renda no país entre 2017 e 2018.

INSOSSO
O governador de Rondônia ainda não saiu do labirinto. Segue frio e distante do povão!

INACREDITÁVEL
Quem ainda visita o Mercado Municipal Central não consegue acreditar que naquele local o último petista prefeito da cidade gastou mais de um milhão de reais na sua reforma. O mercado continua com ares de muquifo.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: