Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   5/dezembro/2019     
artigos

Políticos contra a prisão após segunda instância são favoráveis à impunidade

25/11/2019 00:01:12
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



FILOSOFANDO - “É impossível progredir sem mudança, e aqueles que não mudam suas mentes não podem mudar nada”. Bernard Shaw, dramaturgo, ensaísta, contista e jornalista Irlandês, nascido em 1856 e falecido em 1950. 



Clique para ampliar

EDITORIALZIM
É natural a ampliação da lista de prováveis candidatos à sucessão municipal neste curto período que nos separa de 2019 a 2020. Afinal a própria mídia engorda sua pauta de especulações lançando nomes estapafúrdios como eventuais candidatos prontos a sentar na mesa do jogo mesmo sem ter qualquer cacife.
Ainda antes do final desse ano sites ditos jornalísticos até arriscaram a divulgar “pesquisas” sobrem quem teria mais chances de vitória na próxima eleição, inclusive especulando sobre a aprovação popular de membros do parlamento.
Digo sem medo de errar: boa parte das (vá lá!) pré-candidaturas já colocadas no mercado pelos “especuladores profissionais” tendem a naufragar mesmo antes de navegarem nas articulações trazer à tona os novos blocos.
Nas listas montadas na base da mera especulação dessa mídia caça-níquel circula nomes que vão de empresários sem destaque a meros militantes (cabos eleitorais) de partidos derrotados em pleitos passados. Há nomes que não passam de válvula de suspiro para aqueles partidos que tiveram uma desastrada participação na eleição de 2018.
Concorrentes naturais para o pleito de 2020, pelo menos em Porto Velho, são poucos. Quem é do riscado concordará que mesmo os nomes mais vistosos da política local enfrentarão todas as dificuldades e barreiras decorrentes da incompetência em agregar apoio político e admiração popular. São os nomes de quem está na política mas tem indicadores negativos para sustentar uma candidatura.
Colocar na lista dos “pré-candidatos” nomes como o do Edgar do Boi, Hermínio de Moraes (só para exemplificar) é não compreender que esse tipo de político teve um brutal redução de sua densidade eleitoral e perderam qualquer possibilidade de penetração eleitoral nas comunidades da capital.
Daqui para frente as incertezas sobre quem vai disputar o próximo pleito irão sendo dissipadas. Até o momento nenhum partido apresentou algum nome consolidado para a corrida sucessória. A maior exposição dos personagens que vão protagonizar a disputa pelas prefeituras em Rondônia só deverá acontecer após o carnaval.
O que já acontece nesse final de ano são as articulações partidárias de bastidores! Mas nem os partidos ainda têm condições de desenhar o cenário real para a sucessão do próximo ano.

IMPUNIDADE
Não é verdade que Toffoli tenha sinalizado que seria a favor da prisão em segunda instância. Ele simplesmente é contra e não vai mudar nunca, porque a questão é do interesse de Lula, Dirceu e do PT. Aliás, as iniciativas de deputados e senadores a favor de aprovar projeto ou emenda estão esbarrando na oposição de Rodrigo Maia e de Davi Alcolumbre, que presidem as duas casas do Congresso e querem garantir a impunidades dos criminosos de elite. Esta é mesma justificativa para políticos rondonienses que se manifestam contra a prisão de condenados em segunda instância. Apenas isso.

SERVIÇOS
A coluna perguntou no último domingo ao prefeito Hildon Chaves se já está certa sua decisão de disputar um segundo mandato e ele foi taxativo: “Eu não posso, de forma nenhuma, me preocupar com sucessão quando a gente tem um conjunto enorme de serviços para entregar para a população”.
O prefeito anunciou recentemente um ambicioso pacote de obras que atende não só a zona urbana de Porto Velho mas também a zona rural. E assim enfatizou: "Eu não posso nem me dar ao direito de pensar nisso agora. Esse momento vai acontecer provavelmente entre junho e julho do ano que vem, quando a gente vai fazer as convenções partidárias”.

NATAL
A programação do Natal desse ano definida pela prefeitura de Porto Velho terá abertura oficial no final desse mês de novembro no Parque da Cidade com a primeira cantata a cargo dos alunos das escolas de música do município. A decoração natalina da cidade está em desenvolvimento. O tema, segundo se informou, foi batizado de “Um Sonho de Natal”. O calendário natalino da prefeitura terá várias atrações que serão desenvolvidas no centro e em vários bairros. O objetivo é atrais famílias para essa programa onde as cantatas serão o destaque, bem como agradar aos turistas que virão passar o final de ano na capital rondoniense.

CRESCENDO
A construção civil é um dos principais indicadores para a economia e ela vem dando sinais de que, lentamente, o Brasil está voltando a crescer. Obras de moradias estão sendo retomadas e isso pode ser comprovado pelo mercado imobiliário registrando números positivos nos últimos meses.
Essa boa notícia é compartilhada pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção que, inclusive, projeta um aumento de 10% a 15% nas vendas de imóveis em 2019 numa comparação com 2018. O quadro se reflete em outro setor, também ligado à construção civil. O Sindicato Nacional da Indústria da Construção aponta que o Brasil registra uma pequena melhora nas vendas de materiais de construção, principalmente cimento.

POUCOS
O Brasil tem pouco mais de 6 mil defensores públicos estaduais para atender à demanda existente. O país conta com 11 mil juízes e 10 mil promotores. A procura por defensores públicos teve forte aumento nos últimos anos, devido ao crescimento do desemprego entre a população mais pobre ou mesmo da classe média, que precisa de serviços jurídicos, mas não tem condições de contratar um advogado. A informação foi dada por uma fonte da Defensoria Pública.

JORRANDO
Enquanto a situação fiscal é de penúria, com o estado deixado de atender necessidades prementes da população, a Assembleia Legislativa continua gastando (sem nenhuma necessidade) milhões de reais do contribuinte para fazer uma publicidade massiva nos meios de comunicação e na rede social.
Sem ter nenhum concorrente, a Assembleia torra esse dinheiro com o beneplácito das autoridades do controle externo, incapazes, pelo visto, até mesmo de auditar esses gastos absurdos. Quem continua mamando nas tetas do erário são as mesmas figurinhas de sempre. A agência que cuida da “publicidade” do Legislativo se eterniza no manejo desse dinheiro público sem sofrer, pelo visto, nenhuma fiscalização. É a mesma prática remanescente dos tempos em que Mário Calixto dominou a indústria da corrupção no estado.

CALADÕES
Dia desses o parlamento estadual realizou mais uma de suas indefectíveis sessão solene para tecer loas a uma telemoça local que fez “a façanha” de sentar na bancada do decadente Jornal da Nacional da decadente Rede Globo, como se isso fosse um feito de grande importância histórica para Rondônia. E esse mesmo parlamento fica caladão em relação ao imenso débito fiscal dessa rede televisa que obteve tudo no estado e nem precisou sem devolver nada de importante para população. Aliás, pergunta-se: como essa rede vai conseguir a necessária Certidão do estado para receber a nova enxurrada de propaganda distribuída pelo próprio parlamento estadual? Com a palavra os órgãos de controle externo e os de investigação e preservação da lei...

DEFINITIVA
Durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira (22), o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, reiterou que vai resolver definitivamente o problema do transporte escolar e se livrar de uma vez por todas do que chamou de ‘máfia’ das empresas que operam no Município. “Eu vou resolver esse problema, mas da maneira correta”, disse.
Ao decidir dotar o município de frota própria para o transporte escolar, o prefeito vai livrar a municipalidade de um negócio que sempre motivou suspeitas de fraudes e distribuição de propinas. Já no próximo ano letivo os estudantes serão transportados em ônibus novos. Eles serão adquiridos direto da fábrica por um custo de 50% do preço de mercado. Isso será possível graças a adesão da prefeitura ao Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação.

DEVANEIOS
Um vereador que pouco aparece na Câmara anda dizendo estar pronto para ser um pré-candidato a prefeito. Mordido pela mosca azul mostra claramente o quanto ele não sabe de política. Por isso tem devaneios mesmo acordado.

SOLAR
Coreanos do sul ficaram interessados em conseguir parceiros para investir em energia solar no estado. Eles também tem interesses em fazer outras parcerias e vão esperar a manifestação de representantes da classe empresarial rondoniense para aprofundar as consultas.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: