Anuncie:  

Debate do Mês

Data: 20/5/2011

Que benefício trará para o povo a ida de deputados rondonienses para Santa Catarina?



Colunistas
Receba as matérias do site em seu e-mail

Cadastrar
Cancelar Cadastro

 

Porto Velho,  qui,   5/dezembro/2019     
artigos

Governo sanciona lei que restringe ação da Energisa contra consumidores

27/11/2019 18:11:57
Gessi Taborda
Comente     versão para impressão     mandar para um amigo    



FILOSOFANDO - “A mídia, em expressiva quantidade, está dando mais importância política ao Lula fora do cárcere do que ele realmente tem. O sempre dono da seita petista não tem mais a fortaleza de animação eleitoral de antes da prisão. Sua imagem está muito deteriorada devido a todas as revelações de como ele, sua família, ministros, amigos e até amantes encheram de dólares suas contas, bolsos e até cuecas. O cárcere deixou sequelas profundas no petismo e na relação de seus membros com a cidadania.” Gessi Taborda, jornalista aposentado. 



Clique para ampliar

EDITORIALZIM
Ao ver pela última vez o semblante tranquilo do jornalista Euro Tourinho em suas exéquias refleti sobre o futuro do jornalismo com a partida desses companheiros que consideravam o exercício da profissão como um autêntico ato de amor. Cada vez mais o jornalismo se afasta do público pela falta de paixão dos “jornalistas” atuais.
Os verdadeiros jornalistas são uma minoria na atualidade. A profissão está cercada de adjacentes, pessoas sem o lastro das grandes redações de antigamente se servem do oportunismo permissivo em veículos como rádio, tvs e sites noticiosos atuando como militantes de ideologias partidárias, obedecendo lógicas econômicas e até praticando no jornalismo a vindita, a perseguição pessoal a desafetos.
Ao ver o decano Euro Tourinho no velório realizado na sua loja maçônica no centro de Porto Velho fiquei pensando em outros companheiros que nos deixaram na imprensa rondoniense e que nos fazem falta (muita falta) na mídia local, hoje dominada por bytes e bits, onde qualquer aventureiro consegue passar-se por jornalista, independente do grau de seu desconhecimento e da falta de compromisso com a responsabilidade de formar ou informar.
Antes de Euro Tourinho, foram-se verdadeiros jornalistas, como Paulo Caldas, Paulo Queiroz, Vinicius Danin, Sérgio Melo, Nelson Townes de Castro e muitos outros transformados em paradigmas da confiabilidade da informação produzida, motivo pelo qual conquistaram respeitabilidade para a própria profissão.
Faltou pouco mais de 2 anos para Euro Tourinho ter chegado ao seu centenário de vida (completaria 98 anos em janeiro). Faleceu exatamente dois anos após o seu jornal ter completado o centenário e parado de circular. Certamente o velho jornalista sofreu com o destino do veículo de comunicação que tanto amou e a ao qual dedicou praticamente sua vida toda.
Euro bem poderia ter partido para o tecnicismo da solução digital, mantendo o Alto Madeira sobrevivendo nas mídias sociais. Preferiu parar de uma vez sem buscar na internet uma alternativa para o jornalismo impresso de sua longa experiência como diretor do saudoso AM, onde conquistou sua indiscutível respeitabilidade.
Ainda há uma honrosa minoria buscando fazer um jornalismo primoroso. Contudo assistimos na mídia de hoje o crescimento do cinismo, da depreciação do verdadeiro jornalismo praticado por aqueles que nos deixaram.
É muito triste constatar que na área da imprensa vão se formando quadrilhas que vivem de falar mal, de caluniar, de vender proteção, achando que os leitores de hoje são verdadeiros idiotas.
Desinformar é o exercício mais apreciado pelos praticantes do “jornalismo” de hoje, incapazes de compreender que exatamente por isso os veículos (da tv aos sites da internet) de “informação” são cada vez mais desnecessários.
Nunca se imaginou que a perda de jornalistas de verdade acabaria nesse cenário permissivo onde tantos canalhas travestidos de jornalistas acabam atuando como terroristas midiáticos, muitos pagos regiamente com o dinheiro público. São meros militantes e sanguessugas levando o jornalismo a não ser mais primordial.

PROVÁVEL
Segundo uma fonte confiável, deverá surgir uma forte aliança de esquerda para a disputa da eleição municipal rondoniense no próximo ano. Querendo distância do PT, caciques do PDT e PSB procuram afinar-se numa conversação capaz de redundar numa aliança de centro-esquerda para atuar nas eleições municipais da principais cidades do estado.

DIFICIL
Depois da decisão do presidente de fundar seu partido próprio, vai ser pouco provável que algum candidato do PSL vá conseguir “colar” sua imagem ao presidente nas próximas eleições. No que se refere a parlamentares dispostos a seguir Jair Bolsonaro é bom lembrar que qualquer político com mandato interessado a ingressar na nova sigla do presidente ficará sujeito a perder o cargo se o fizer fora da chamada “janela de transição”.

BOA VIDA
Enquanto o presidente Bolsonaro ocupa-se com a criação de um novo partido, seu ex-aliado, Luciano Bivar, presidente do PSL, curte o sol de Miami com estresse zero.

DIA 6
Aposentados pelo Iperon irão receber o 13º salário no próximo dia 6 de dezembro. A informação é de fonte que atua no próprio Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Rondônia.

APOIO
Quem circula na órbita do prefeito da capital rondoniense, Hildon Chaves, comenta já existir uma apoio de pelo menos cinco partidos dispostos a apoiar uma reeleição do alcaide. Esse número pode até aumentar tendo em vista a redução do desgaste eleitoral do prefeito diante da execução dos pacote de obras em andamento.

ONIBUS
Um dos gargalos enfrentados pela prefeitura ao longo das últimas gestões vai terminar. O prefeito viajou na terça para Brasília onde, como se informou, vai assinar a papelada para adquirir os ônibus novos (mais de 100) a serem utilizados no transporte escolar. Antes o serviço era terceirizado. Agora, prestado diretamente pela prefeitura, o serviço ficará livre de ingerência política e do risco de corrupção.

PREOCUPADOS
A recente presença de auditores do Tribunal de Contas num município da região central do estado ainda tira o sono de muita gente da comunidade. A cidade costuma sempre entrar no noticiário de corrupção praticada por seus políticos e autoridades. Até casos de prisão de ex-deputado do município aconteceu.

CALÇADÃO
Um verdadeiro calçadão no centro da Porto Velho será construído pela prefeitura. A obra deve ser iniciada no princípio do próximo ano. Será uma área de convivência urbana como as existentes em cidades importantes. E, disse a fonte, não terá a presença de camelôs como acontece em outros logradouros públicos. O calçadão vai ser construído próximo ao novo paço municipal, ali no Prédio do Relógio.

RISCO
Partidos que imaginam aceitar novas filiações apenas para pré-candidatos para puxar votos e fazer coeficiente eleitoral poderão conhecer o fracasso nas urnas de 2020. Para alcançar coeficiente, cada partido precisará de mais de 6 mil votos. Se não lançar candidatos fortes, correrá o risco de eleger no máximo um. Ou mesmo nem isso.

COMEÇOU
Foi aberto ontem e deve durar até sexta feira, em São Luiz, no Maranhão, o 19° Fórum de Governadores da Amazônia Legal. Também participarão secretários de estado e técnicos dos nove estados que compõem a região (Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins). Não houve informação do governo rondoniense confirmando sua participação no evento.

PROIBIDO
O Governo rondoniense de Marcos Rocha decidiu sancionar lei aprovada pela Assembleia Legislativa contra os abusos da Energisa. Agora ficou proibida a troca de medidores e padrões de energia sem a devida comunicação prévia aos consumidores de energia no estado de Rondônia.
Também está proibido o corte do fornecimento de energia elétrica por atraso no pagamento do consumo sem uma notificação. O corte só poderá acontecer quinze dias após a notificação. Se o consumidor pagar as próximas faturas, o corte não poderá mais acontecer. Ou seja: é vedado o corte no fornecimento de quem tem apenas um fatura vencida.

SOLIDARIEDADE
Com o objetivo de arrecadar cesta básica para famílias carentes, o Jeep Clube de Porto Velho promove mais uma edição da Trilha da Solidariedade, que é aberta ao público em geral. O evento acontece no dia 15 de dezembro, com concentração a partir das 8 horas e largada às 9 horas. Qualquer pessoa pode participar da Trilha da Solidariedade. A inscrição é a doação de no mínimo uma cesta básica por carro. Nos próximos dias serão divulgados os procedimentos para inscrição.




Nenhum comentário sobre esta matéria

Mais Notícias
Publicidade: